Arquitetura Grega


A Arquitetura Grega se desenvolveu a partir do século VIII a.C., sendo inspirada nos estilos jônico, o dórico e o coríntio. Nas grandes construções gregas, os materiais mais utilizados eram as pedras, mármore, madeira e calcário. Naquele tempo, as estruturas já contavam com uma grande engenharia, simetria e o uso de cálculos e proporções matemáticas.

Na arquitetura grega destacam-se os templos, geralmente locais onde se realizavam diversas celebrações (acontecimentos civis, eventos esportivos, etc.) e cultos aos deuses, da qual se destaca a Acrópole e o Parthenon de Atenas, na capital grega. Para os gregos, os deuses habitavam os templos. Além dos templos gregos, praças e teatros foram erigidos.

Arquitetura GregaParthenon de Atenas

Importante notar que a arquitetura grega era sobretudo, de caráter público, ou seja, as construções e/ou edifícios públicos eram feitos para contemplar diversos eventos (político, social, econômico, religioso). Por sua vez, as habitações eram simples e destituídas de grande requinte.

Saiba mais sobre a Arte Grega.

Características

As principais características da arquitetura grega são:

  • Caráter público
  • Conceito de Belo (teor estético)
  • Monumentalidade (grandes Templos)
  • Perspectiva e proporcionalidade
  • Simetria e harmonia
  • Equilíbrio e rigor das formas
  • Presença de colunas e pórticos

Períodos

A Arquitetura Grega se desenvolveu durante vários séculos, sendo didaticamente dividida em três fases ou períodos:

  • Período Arcaico: fase inicial de desenvolvimento da arquitetura grega entre os séculos VIII a.C. e V a.C.
  • Período Clássico: fase do apogeu da arte grega no geral que ocorreu entre os séculos V a. C. e IV a. C.
  • Período Helenístico: período de decadência e transformações no campo das artes, através da influência de diversas culturas que ocorreu entre o século III a.C. até o início da Era Cristã.

Escultura Grega

Geralmente dentro dos templos, estavam as esculturas. Merece destaque a Estátua de Zeus em Olímpia, que foi esculpida pelo ateniense Fídias, no século V a.C..

Note que a escultura grega era realista e preocupada em demonstrar os detalhes, os movimentos e a beleza dos homens e dos deuses mitológicos. Os materiais mais utilizados eram: mármore, argila e marfim.

Pintura Grega

Além das esculturas, as pinturas faziam parte da arte grega clássica do qual se destacam os pintores: Sófilos, Clítias e Exéquias. A pintura grega é realista e antropocêntrica e representava figuras humanas, cenas cotidianas, batalhas, deuses mitológicos, dentre outros.

Eram trabalhos realizados em cerâmica (vasos, potes, etc.), no entanto, também eram disseminadas nas paredes das construções gregas.

Teatro Grego

O Teatro Grego foi um dos mais importantes elementos da cultura grega. Surgiu através das festividades realizadas ao Deus Dionísio, divindade das festas, fertilidade e do vinho. Eram um dos mais célebres acontecimentos que fazia parte da vida social da Grécia Antiga. Eram encenados durante o dia inteiro e os gêneros desenvolvidos foram a Tragédia e a Comédia.

Arquitetura Romana

A arquitetura romana também se destacou por sua grandiosidade com a construção de aquedutos, banhos públicos (termas), pontes, mercados, estradas, calçadas, tribunais, mosteiros e igrejas. A influência grega é notória uma vez que os romanos também construíram templos, palácios, pórticos e anfiteatros.

No entanto, os romanos já utilizavam outros materiais e técnicas e sua grande diferença está nos arcos e nas abóbadas, desconhecidos pelos gregos. Como exemplo, podemos mencionar as obras localizadas em Roma: Coliseu, o Panteão, o Arco de Constantino e o Fórum Romano. Vale lembrar que, de outras construções arquitetônicas romana, destaca-se o aqueduto de Segóvia, na Espanha.

Saiba mais sobre a Arte Romana.