Pintura Grega


A cerâmica e a decoração são as principais manifestações da pintura grega, seguidas do mosaico, que também tem importante valor. A estética da arte grega é revelada em três importantes períodos: o período arcaico, que durou de 650 a.C. até 480 a.C.; o período clássico, de 480 a.C. até 323 a.C. e o período helenístico, iniciado em 323 a. C. e concluído em 27 a.C.

A evolução da pintura não foge às demais formas de manifestação da arte grega, em especial a escultura, que também passeia pelos principais períodos citados. Infelizmente, poucos são os artistas identificados nas pinturas de murais e paredes da arte decorativa.

Os afrescos são encontrados nas paredes de templos, edifícios municipais em túmulos. A técnica é destacada pelo uso da têmpera ou encáustica, popularizada a partir do século IV.

Leia também: Arte Grega.

Características

  • Perspectiva linear
  • Representação naturalista
  • Uso da têmpera e da encáustica
  • Apresentação de cenas figurativas
  • Retratos da natureza
  • Representações sutis de luz e sombra
  • Justaposição de cores nos murais

Cerâmica

Poucas foram as pinturas gregas em painéis e mesmo os afrescos que resistiram à ação do tempo e ao ataque de vândalos ao longo da história. Hoje, ainda restam os painéis de madeira ao norte do Peloponeso, murais em Tebas e o Templo de Apolo.

O que resta são as manifestações romanas, que sob a influência grega se utilizou de várias réplicas de estilo, e relatos escritos.

As evidências que mais demonstram a riqueza da pintura grega estão na cerâmica, cuja manifestação é dividida em três escolas: Pintura Negra, Período Arcaico e Pintura Vermelha.

Pintura Negra

O período da Pintura Negra ocorreu entre 1.200 e 800 a.C., e é caracterizado por círculos e padrões em linha reta, além de ondulados e linhas alternadas em ziguezague. Diferente das formas de decoração geométricas antes aplicadas na Grécia, a Pintura Negra é destacada pelo estilo protogeométrico, que consiste na aplicação detalhada de linhas paralelas em vasos.

Pintura Grega

Período Arcaico

No período Arcaico, Idade Arcaica ou Escola Arcaica estão contemplados os estilos geométricos, orientais e a própria pintura negra. Esse tipo de pintura é exibido de maneira mais complexa, apresentando nos padrões damas, meandros e formas repetidas.

Nesses estilo estão presentes as formas humanas, que são misturadas aos elementos geográficos. Dentro a escola arcaica, o estilo oriental se manifesta na cerâmica por meio das imagens das terras orientais, de leões e esfinges, em uma clara influência da cultura egípcia.

Pintura Grega

A cerâmica é luxuosa, com desenhos rebuscados, arrojados interpostos com pequenas figuras e elementos geométricos que representam a luz. Há a disposição de pequenas rosas e marcações significativas.

Esse período também é caracterizado pelas silhuetas pintadas em preto sólido sobre um fundo alaranjado vibrante. Os pintores começam a usar a cerâmica para narrar o cotidiano grego.

Murais

No período arcaico, a pintura grega valoriza os murais e emprestam dos etruscos a maneira de manifestar a arte em afrescos. Os gregos, contudo, usam a pintura em murais para decorar túmulos.

Pintura Vermelha

A era vermelha é a última grande escola grega, sendo marcada pela sobreposição em um fundo preto figuras alaranjadas. É a inversão do período anterior, que dura de 500 a 0 a.C.

Aprendendo a diluir a tinta, os artífices descobrem o castanho e esse período, que coincide com a Era Helenística, testemunha o avanço da pintura realista.

Pintura Grega

Escultura Grega

A escultura também é observada nos três principais períodos da arte grega: arcaico, clássico e helenístico. No período arcaico, os artistas gregos evidenciam a influência da escultura egípcia e, ainda, de técnicas dos sírios.

São relevos em pedra, terracota e bronze, além de trabalhos em miniatura talhados no marfim. Aos poucos, os artistas abandonam a forma rígida frontal que evidencia a escultura egípcia e mergulham na riqueza de detalhes e no realismo.

O período clássico é considerado o mais produtivo na escultura grega. É subdividido em Escultura Precoce Grego Clássico (480 a 450 a.C.), Alta Escultura do Grego Clássico (450 a 400 a.C.) e Escultura do Grego Clássico Tardio (400 a 323 a.C.).

É nesse período que pode ser observada o aperfeiçoamento da técnica da escultura, com o naturalismo, sem a postura rígida. A anatomia é praticamente fiel ao corpo natural.

O clássico e o naturalismo se misturam no período helenístico da escultura. Agora, os escultures retratam homens em mulheres como ideais de beleza. É o realismo intenso e o perfeccionismo plásticos.

Arquitetura Grega

A pedra é o produto mais encontrado durante o período da arquitetura grega arcaica. A característica desse período está no uso de arcos em edifícios de linhas retas e colunas nos quatro lados.

Nos telhados há vigas de madeira cobertas de telhas talhadas em terracota. Os arquitetos gregos são conhecidos por serem os primeiros a usar a proporcionalidade em seus projetos.

No período clássico, o design também segue a lógica das demais artes visuais gregas e apresenta seu apogeu. Esse período da arquitetura é subdividido em duas fases, dórico e jônico.

O dórico é caracterizado pelo formalismo e austeridade, enquanto o jônico é decorativo. Já no período helenístico, a arquitetura é marcada por formas extravagantes.

Complemente sua pesquisa lendo: