Pietà de Michelangelo

Laura Aidar

A escultura Pietà, feita pelo renascentista Michelangelo, é uma das mais belas e impressionantes obras da história da arte do Ocidente e uma das mais conhecidas do autor.

Produzido em mármore em 1499, o trabalho possui 174 x 195 cm. Nele, o artista representa a cena bíblica em que a Virgem Maria segura em seus braços Cristo - seu filho - já sem vida.

Esse tema cristão é chamado de Pietà, que em italiano significa "piedade". Portanto, praticamente todas as obras feitas com esse mote recebem o mesmo nome. A cena está relacionada à Nossa Senhora da Piedade e Nossa Senhora das Dores.

A escultura está localizada na Cidade do Vaticano, na Basílica de São Pedro.

pietá michelangelo
A obra Pietá, do mestre Michelangelo data de 1499

Análise da Pietà de Michelangelo

A Pietà exibe um trabalho técnico, preciso e excelente de escultura em mármore. O drapeado das vestimentas de Maria, a composição, os músculos relaxados de Cristo, as expressões das personagens, todos esses elementos contribuem para que a obra tenha força, beleza e serenidade ao mesmo tempo.

Aqui há uma combinação dos ideais da beleza clássica típica do renascimento.

Pietà: elementos da composição

pietà análise
A Pietà exibe uma composição em formato de pirâmide

Ao esculpir Pietà, Michelangelo optou por utilizar uma esquema de composição piramidal, que já era bastante usado na época renascentista.

O artista também alterou o tamanho do corpo de Jesus, esculpindo-o menor que o de Maria, a fim de melhor encaixá-lo na composição triangular.

Dessa forma não daria a impressão de "achatar" o corpo da mulher e mostrar também que é seu filho.

O rosto da Virgem

rosto de pietà
A virgem Maria exibe um semblante sereno e jovem na escultura de Michelangelo

O rosto de Maria é representado com uma aparência bem mais jovem do que seria o comum para uma mulher com um filho de 33 anos - idade com que Cristo foi crucificado, segundo a bíblia.

Isso porque dessa forma ela poderia simbolizar "todas as mães", além de manter uma expressão de pureza e virgindade.

A Virgem também exibe um semblante de conformidade e resignação, em que a dor da perda do filho é idealizada. Isso trouxe uma contraste com as obras realizadas com o mesmo tema até então.

O rosto de Cristo

pietà
Jesus nos braços de sua mãe exibe feições europeias

O rosto de Jesus nos braços da mãe exibe uma expressão um tanto quanto serena, apesar de já estar sem vida.

Outra característica importante a ser citada é o fato de as feições de Cristo serem as de um homem europeu, com traços finos.

A realidade é que - devido ao seu caráter eurocêntrico - a história da arte ocidental sempre representou o messias do povo cristão dessa maneira.

Segundo a própria bíblia, Jesus teria nascido em Belém, cidade localizada na Palestina. Cristo era, portanto, um homem típico do Oriente Médio.

Em 2011 foi realizado um documentário para a BBC em que pesquisadores recriaram o que seria a aparência real de um sujeito que viveu na mesma época e local de Cristo.

Assim, foi constatado que, ao contrário da representação europeia que conhecemos de Jesus, se ele de fato existiu, teria baixa estatura, cabelos aparados (como era usado na época), pele morena e traços mais próximos com os do povo negro.

A assinatura de Michelangelo

pietà michelangelo
Pietà é a única obra assinada por Michelangelo

Michelangelo assinou apenas uma obra em sua vida, a escultura Pietà.

Pode-se ler na faixa que atravessa o torso de Maria a inscrição: MICHEA[N]GELVS BONAROTVS FLORENT[INVS] FACIEBAT, ou seja, Michelangelo Buonarroti, o florentino, fez.

Segundo consta, a assinatura foi feita depois que a obra foi concluída e entregue, pois Michelangelo teria ouvido rumores de que devido à sua pouca idade, outro artista seria o autor do impressionante trabalho.

O escultor então, numa acesso de raiva, teria inscrito seu nome na obra a fim de sanar todas as dúvidas.

História da Pietà de Michelangelo

Pietà, a escultura feita um único bloco de mármore, que consagraria Michelangelo como um dos maiores gênios da arte, foi produzida quando ele tinha apenas 23 anos.

Na Itália, integrou as primeiras obras escultóricas com o tema Pietà, que já era bastante presente na pintura italiana, e possuía alguns exemplares em escultura na Alemanha e na França.

O trabalho foi uma encomenda do cardeal francês Jean Bilheres de Lagraulas para integrar seu monumento fúnebre.

Em apenas um ano Michelangelo terminou sua obra-prima, entretanto, o cardeal faleceu antes dela ser concluída. Depois de finalizada, a Pietà foi então colocada no túmulo de Jean Bilheres, na Capela de Santa Petronilla. Por lá ficou durante 20 anos, até que foi transferida para a Basílica de São Pedro, no Vaticano, onde se encontra hoje.

Quem foi Michelangelo?

michelangelo
Retrato do artista renascentista Michelangelo

Michelangelo Buonarroti foi um importante artista do Renascimento. Nasceu na Itália em 6 de março de 1475. Entrou para a história como um ícone do período, conseguindo transportar para sua arte os ideais humanistas, as transformações culturais, políticas e religiosas.

Trabalhou em diversas vertentes artísticas, como escultura, pintura, arquitetura e poesia. Foi considerado um gênio em sua época e apelidado de o Divino.

Michelangelo faleceu em 1564, em Roma, aos 88 anos e está sepultado na Igreja da Santa Cruz de Florença.

Outras obras com o tema "Pietà"

Como dito anteriormente, a cena "Pietá" foi retratada diversas vezes em outras obras de arte. Selecionamos 3 delas, confira.

1. Pietà Rondanini, de Michelangelo

michelangelo pietá

No final de sua vida, Michelangelo voltou a dedicar-se ao tema da morte de Cristo e lamento de Maria.

A Pietà Rondanini foi a última obra feita pelo artista - que a produziu dos anos 1550 até 1564 - quando faleceu aos 88 anos.

Também trabalhada em mármore, possui 195 cm de altura e pertence ao Castello Sforzesco, em Milão.

2. Pietà, de Van Gogh

pietà van gogh

O quadro Pietà (Depois de Delacroix) foi pintado por Van Gogh em 1889 no estilo pós-impressionista.

A tela possui 73 cm x 60 cm e se encontra hoje no Museu Van Gogh, em Amsterdã.

3. Foto de Samuel Aranda

Samuel Aranda

Em 2011, o fotógrafo espanhol Samuel Aranda ganhou o prêmio internacional de fotografia Worl Press Photo. A imagem que ele apresentou foi comparada à celebre obra Pietà, de Michelangelo.

Isso porque, a foto exibe uma mulher que tem em seus braços o filho, ferido em protesto popular contra o governo no Iêmen.

Laura Aidar
Laura Aidar
Laura Aidar é licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2007. Formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design de São Paulo (2010).