Corpus Christi: o que é e o que celebra?

Márcia Fernandes

O Dia de Corpus Christi é uma solenidade religiosa cristã que celebra a instituição da eucaristia, um sacramento católico em que os fiéis recebem do padre uma pequena partícula, acreditando se tratar do próprio corpo de Jesus.

Trata-se de um ponto facultativo, e não um feriado. Este ano é comemorado no dia 11 de junho de 2020.

O que significa Corpus Christi?

Corpus christi, do latim, significa “corpo de Cristo” e se refere ao ato realizado por Jesus na quinta-feira santa.

Na véspera da sua morte, recordada como Sexta-feira Santa, Jesus ceou com os seus seguidores. Ao partir o pão e partilhar o vinho, Jesus disse “Tomai e comei, isto é o meu corpo. Tomai e bebei, isto é o meu sangue.”.

Essa ocasião histórica é considerada aquela em que o sacramento da eucaristia foi instituído. Por isso, nas missas, os padres imitam a partilha do pão e do vinho no altar, dizendo as mesmas palavras ditas por Jesus.

Nesse momento, as hóstias - partículas de farinha -, bem como o vinho utilizados na missa, se tornam respetivamente o corpo e o sangue de Jesus, a eucaristia, o que na Teologia é chamado de transubstanciação.

Quando essa festa é comemorada?

O Corpus Christi é uma data comemorativa móvel, mas sempre celebrada numa quinta-feira, recordando a quinta-feira santa.

Acontece 60 dias depois do domingo de Páscoa, que é também na primeira quinta após o Domingo da Santíssima Trindade.

De acordo com a lei, este dia não é considerado feriado, mas um ponto facultativo, o que significa que cabe a cada estado ou município dar os funcionários o dia de descanso.

No caso dos feriados, o descanso é obrigatório.

História e origem do Corpus Christi

A origem do Corpus Christi é belga e remonta ao século XIII. A data foi instituída pelo Papa Urbano IV através da Bula “Transiturus de Hoc Mundo”, de 11 de agosto de 1264, tendo sido promulgada em 1317 pelo Papa João XXII.

Tudo aconteceu quando, aos 16 anos, Santa Juliana de Cornillon teria recebido a primeira revelação do desejo de Jesus em instituir uma festa litúrgica pelo seu corpo.

Anos depois, quando era superiora de um convento, Juliana de Cornillon partilhou com outros religiosos a sua visão. Gradualmente, a comemoração se tornou uma festa nacional na Bélgica, até que passou a ser comemorada pela igreja católica em todo o mundo e oficialmente instituída pelo papa após o Milagre de Bolsena, em 1264.

Em 1264, um padre que vivia angustiado por não acreditar fielmente na transubstanciação, presenciou uma hóstia derramar sangue enquanto celebrava a missa. Impressionado, o padre comunicou o papa sobre o ocorrido, que mandou um bispo recolher a relíquia.

Isso impulsionou a comemoração do Corpus Christi por toda a igreja e não só na Bélgica, como até então era feito. No entanto, o Papa Urbano IV morreu em outubro de 1264, o que atrasou a adoção oficial da data. Somente em 1311, no concílio geral de Viena, o assunto foi retomado pelo Papa Clemente V e, em 1317, foi finalmente promulgada a celebração do Corpus Christi em todo o mundo.

Como se comemora no Brasil

No Brasil, o Corpus Christi é comemorado com missas e procissões, as quais são abrilhantadas com os extensos tapetes feitos pelos fiéis que se esmeram para ver Jesus passar.

Na procissão, o padre pisa no tapete transportando o ostensório, onde uma uma hóstia consagrada é colocada - chama-se o Santíssimo Sacramento - que sai em exposição para ser objeto de adoração.

tapetes do Corpus Christi
Fiéis confeccionando tapetes no Corpus Christi. Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil

Utilizando flores, serragem, areia e farinha tingidas, borra de café e materiais reciclados, as pessoas se preparam meses antes para a confeção desses tapetes. As suas imagens representam principalmente cálices, pão e vinho, pombos e a cruz.

As nossas tradições de celebração do Corpus Christi têm origem portuguesa, surgindo aquando da colonização.

Veja também Datas comemorativas de junho

Márcia Fernandes
Márcia Fernandes
Professora, pesquisadora, produtora e gestora de conteúdos on-line. Licenciada em Letras pela Universidade Católica de Santos.