Dialética de Platão

Platão define a dialética como a arte de pensar, questionar e hierarquizar ideias. O termo dialética é utilizado por Platão na referência a qualquer método que possa ser recomendado como veículo da filosofia.

Para Platão, a dialética é um instrumento que permite o alcance a verdade. É preciso ressaltar que sua obra está ligada à preocupação com a ciência (considerada o conhecimento verdadeiro), a moral e a política.

O trabalho de Platão envolve a função pedagógica e política quando o assunto é o conhecimento, considerado a materialização do real. A materialização da pedagogia ocorre pelo método usado para superar o senso comum.

Método Dialético de Platão

  • Opinião x verdade
  • Desejo x razão
  • Interesse particular x interesse universal
  • Senso comum x filosofia

É o senso comum o ponto de partida da dialética platônica, não para ser reafirmado, mas refutado e que deve ser superado. Platão propõe que o senso comum e a opinião sejam questionados para a descoberta da verdade a partir do indivíduo sem a interferência externa.

A hierarquia do método da dialética platônica tem como objetivo demonstrar a fragilidade, a falta de fundamentação e os preconceitos que formam o senso comum. É, ainda, objetivo, que o indivíduo tenha a consciência do funcionamento do método.

A dialética admite as contradições somente como meio para superá-las, exige atitude crítica, necessidade de reflexão, questionamento da opinião, da origem e de suas fundamentações.

Conceito de Dialética

O termo dialética, do grego dialektké, é o método de discussão de ideias opostas com o objetivo de encontrar a verdade. É uma forma de argumentação lógica, exigindo o debate para a avaliação sistemática das relações entre conceitos específicos gerais.

Dialética Socrática

A dialética de Sócrates, que influenciou o pensamento de Platão, ocorre em dois momentos: a ironia e a maiêutica. Esse movimento é chamado de "Método Socrático".

Dessa forma, tem a possibilidade de reconhecer a própria ignorância e conduzir o pensamento para o conhecimento verdadeiro.

A ironia aproveita as contradições do discurso do indivíduo e suas consequências até que o mesmo chegue à convicção do próprio erro. A maiêutica representa o nascimento de um novo conhecimento.

Veja também:

Atualizado em