Difusão Simples

A difusão simples é um tipo de transporte passivo de substâncias pela membrana celular.

A difusão sempre ocorrerá da região em que as partículas estão mais concentradas para regiões em que sua concentração é menor.

Assim, ocorre a favor de um gradiente de concentração. Por isso, não há gasto de energia e nem a necessidade de um carreador.

A difusão deve-se pelo fato das partículas estarem em constante movimentação.

Para que a difusão aconteça, duas condições devem existir:

  • A membrana celular deve ser permeável a substância;
  • Deve haver diferenças de concentração dessa substância entre a célula e o ambiente externo.

A difusão é importante para as células pois permite a entrada de substâncias essenciais ao metabolismo celular. Ao mesmo tempo, permite a saída de excreções.

Exemplo de Difusão Simples

Um exemplo de difusão é a respiração.

Ao chegar aos alvéolos pulmonares, o oxigênio difunde-se para o sangue dos capilares. Enquanto, o gás carbônico presente no sangue dos capilares difunde-se para o interior dos alvéolos.

Essa situação de trocas gasosas ocorre devido às diferenças de concentração entre os dois gases nos alvéolos pulmonares.

Diferença entre a Difusão Simples e a Facilitada

A difusão simples e a facilitada tratam do mesmo processo de transporte passivo de substâncias através da membrana celular.

A diferença é que na difusão facilitada existe o auxílio de proteínas, as permeases. Essas proteínas atuam como carreadoras de substâncias. Elas capturam as moléculas e facilitam sua entrada na célula.

Saiba mais sobre a Difusão Facilitada.

Diferenças entre a Difusão Simples e a Osmose

A osmose é um tipo especial de difusão. Trata-se apenas da passagem de água através da membrana celular.

A osmose é a passagem de água de um meio menos concentrado (hipotônico) para outro mais concentrado (hipertônico).

Saiba mais sobre a Osmose.

Leia também:

Transporte Ativo
Permeabilidade Seletiva
Bomba de Sódio e Potássio