Lixo Orgânico


O lixo orgânico ou resíduo orgânico é um tipo de lixo de origem biológica (animal ou vegetal), e que é produzido nas residências, empresas, escolas, dentre outros.

Exemplos de Lixo Orgânico

Lixo Orgânico

  • Restos de alimentos (carne, vegetais, frutas, ossos, etc.)
  • Papel usado (higiênico, absorvente, etc.)
  • Sacos de café e chá
  • Cascas de ovos e Sementes
  • Folhas, caule, madeira
  • Dejetos humanos

Reciclagem do Lixo Orgânico

A reciclagem do lixo orgânico está relacionada com técnicas de sustentabilidade, uma vez que, se lançados em locais inapropriados podem causar impactos negativos no meio ambiente.

Vale notar que no mundo, bilhões de toneladas de lixo orgânico são produzidas diariamente.

Para tanto, a reciclagem do lixo orgânico é de suma importância e pode estar relacionada com o processo de compostagem e ainda com a produção de energia.

No primeiro caso, ele é usado como adubo natural e no segundo, com a produção de biogás, um biocombustível composto principalmente de gás metano (CH4) e gás carbônico (CO2).

Assim, a coleta desse tipo de lixo é realizada nos aterros sanitários, locais apropriados para o lançamento desses resíduos.

Coleta e Tratamento do Lixo Orgânico

Depois de coletado pelo serviço público, geralmente o lixo orgânico é levados para locais próprios chamados de aterros sanitários.

O tratamento de lixo orgânico nesses locais é realizado através da captação do chorume, um líquido mau cheiroso, escuro e viscoso produzido pela decomposição de matéria orgânica.

Dessa maneira, os solos dos aterros são preparados através de um sistema de impermeabilização o qual drena o chorume, posto que ele polui o solo, as águas subterrâneas e os rios. Além disso, está propenso a proliferação de animais e de doenças.

Com a decomposição de resíduos orgânicos é produzido o metano (CH4), um gás tóxico incolor e inodoro, que contribui para o aumento do efeito estufa no planeta. No entanto, o metano é matéria prima para a produção do biogás nas Usinas Termoelétricas, sendo uma boa alternativa de fonte renovável.

Embora essa seja a maneira mais indicada para o tratamento do lixo orgânico, é importante ressaltar que atualmente, a coleta seletiva, ou seja, a separação da natureza dos resíduos, deve ser feita por todos os cidadãos, com o intuito de assegurar um menor impacto no meio ambiente, evitando, assim, a poluição do solo, das águas e do ar.

Mediante a padronização de cores dos coletores da coleta seletiva, o lixo orgânico é depositado nos contentores de cor marrom.

Lixo Inorgânico

Ao contrário do lixo orgânico, o lixo inorgânico é aquele não oriundo de seres vivos (animais ou vegetais), por exemplo, embalagens, vidro, metal, papelão, dentre outros.

Diferente do lixo orgânico, esse tipo de lixo demora anos para se decompor no solo e, portanto, a melhor alternativa é fazer a separação pela coleta seletiva para ser utilizado na reciclagem (transformação de materiais usados em novos).

Saiba mais sobre o tema, com a leitura dos artigos: