Miocárdio


O miocárdio é uma das paredes do coração, representa a porção intermediária e mais espessa, entre o epicárdio e o endocárdio.

Ele é constituído por músculo estriado cardíaco e consiste em feixes entrelaçados de células estriadas cardíacas, imersas em tecido conjuntivo altamente vascularizado.

A célula do miocárdio, chamada de miócito, apresenta membrana plasmática (sarcolema), um núcleo central e várias fibras musculares (miofibrilas), as quais deslizam umas sobre as outras e se conectam através de discos intercalares. A unidade contrátil da célula cardíaca é chamada de sarcômero.

Função do Miocárdio

Paredes do coração
O miocárdio é a parede intermediária do coração

O miocárdio forma a maior parte do coração e é devido a contração e relaxamento de suas células que ocorre o bombeamento do sangue. Então, a sua função é permitir as contrações cardíacas.

A energia para essa atividade deriva da respiração aeróbica, dependente do oxigênio. Assim, o miocárdio necessita de um contínuo fornecimento de oxigênio e nutrientes para o seu funcionamento. As artérias coronárias são as responsáveis pelo suprimento de sangue ao miocárdio.

Saiba mais, leia também:

Infarto do Miocárdio

O infarto do miocárdio ou ataque cardíaco corresponde a falta de oxigênio e nutrientes no músculo cardíaco.

Sem o oxigênio, falta energia para as células realizarem as suas atividades e consequentemente diminui a capacidade de contração do tecido muscular. Sem receber sangue e oxigênio, as células começam a morrer e ocorre a necrose do tecido.

Entre as causas do infarto está o acúmulo de gordura que obstrui a chega do sangue até o coração, reduzindo o fluxo sanguíneo.

Além disso, algumas situações representam fatores de risco como: diabetes, hipertensão, vida sedentária, estresse, alto nível de colesterol e histórico familiar de doenças cardíacas.

Os sintomas do infarto são:

  • Dor no peito;
  • Ardor no peito;
  • Suor;
  • Tontura e desfalecimento;
  • Náuseas;
  • Agitação.

Saiba mais, leia também: