Tronco encefálico

O tronco encefálico ou tronco cerebral é um componente do Sistema Nervoso que está localizado na parte inferior do encéfalo, abaixo do diencéfalo, e acima da medula espinhal.

Muitas atividades vitais do corpo humano, como movimentos respiratórios, batimentos cardíacos, pressão arterial, sono e deglutição são comandadas por centros de controle localizados nesta região.

A principal função do tronco encefálico no Sistema Nervoso Central é conduzir os impulsos nervosos do cérebro para a medula espinhal e vice-versa, pois essa parte conecta a medula com as estruturas encefálicas.

A estrutura do tronco encefálico se divide em mesencéfalo, ponte e bulbo.

  • Mesencéfalo (M) é o menor componente, localizado na superior entre a ponte e o cérebro;
  • Ponte (P) é a massa ovoide que se localiza na parte média do tronco encefálico;
  • Bulbo (B) ou medula oblonga é o segmento caudal e inferior ligado à medula espinhal.

Por causa da sua posição estratégica e das funções que desempenha, lesões no tronco encefálico podem ser fatais.

Anatomia do tronco encefálico
O tronco encefálico está localizado abaixo do diencéfalo, acima da medula espinhal e a frente do cerebelo.

Basicamente, o tronco encefálico é formado por núcleos, vias, formação reticular e circuito cerebelar.

Os núcleos são massas de substância cinzenta, que são aglomerados de corpos de neurônios e formam sinapses mútuas.

As vias no tronco encefálico são classificadas em motoras, que saem do cortéx para o corpo e também são chamadas de descendentes, e em sensoriais, chamadas de ascendentes e que partem da periferia.

A formação reticular gerencia atividades como frequência cardíaca e movimentos respiratórios, além de regular funções como digestão e transpiração.

No circuito cerebelar as informações que saem e entram no cerebelo pelos pedúnculos passam pelo tronco encefálico.

Saiba mais sobre o Sistema Nervoso e o Sistema Nervoso Central.

Tronco encefálico e nervos cranianos

Com exceção dos nervos olfatório e óptico, todos os núcleos dos pares de nervos cranianos estão localizados nessa região. Isso ocorre porque muitas fibras nervosas que compõem os nervos encefálicos são recebidas ou emitidas por núcleos do tronco encefálico.

  • Mesencéfalo: origina os nervos oculomotor e troclear;
  • Ponte: origina os nervos trigêmeo, abducente, facial e vestibulococlear;
  • Bulbo: origina os nervos glossofaríngeo, vago, acessório e hipoglosso.

Os nervos partem do encéfalo e se conectam aos órgãos dos sentidos e músculos. Suas principais funções são:

Nervo oculomotor: nervo de função motora responsável pelo movimento dos olhos.

Nervo troclear: nervo de funções sensitiva e motora associado ao movimento dos olhos e visão.

Nervo trigêmeo: nervo sensitivo e motor, cuja função motora está relacionada à mastigação e a função sensitiva atua na inervação da face, de parte do couro cabeludo e de regiões internas do crânio.

Nervo abducente: nervo de função motora responsável pela inervação do músculo reto lateral do olho.

Nervo facial: nervo de funções motora e sensitiva relacionado às expressões faciais e à sensibilidade muscular.

Nervo vestibulococlear: nervo de função sensitiva relacionado ao equilíbrio e à audição.

Nervo glossofaríngeo: nervo de funções sensitiva e motora, responsável pela sensibilidade que envolve a língua, a faringe e a tuba auditiva e que também atua nos músculos da faringe.

Nervo vago: nervo de funções motora e sensitiva responsável pela manutenção de funções vitais, como a regulação da frequência cardíaca.

Nervo acessório: nervo de função motora que atua na deglutição e movimentos da cabeça e do pescoço.

Nervo hipoglosso: nervo de função motora relacionado com a movimentação da língua.

Saiba mais sobre os nervos do corpo humano.

Lesão no tronco cerebral

Forte agressão na parte posterior da cabeça ou superior do pescoço pode afetar o tronco encefálico por causa da posição estratégica no Sistema Nervoso. As lesões na sua estrutura podem causar danos às funções vitais se atingirem os centros vitais cardíacos e respiratórios, o que pode levar a morte por parada cardíaca e respiratória irreversível.

Lesões na região do mesencéfalo podem comprometer respostas motoras e sensoriais, o que pode levar ao coma ao comprometer a formação reticular.

Lesões na região da ponte podem comprometer a sensibilidade na face, a capacidade de mastigação e tonturas pela alteração da manutenção do equilíbrio.

Lesões na região do bulbo podem afetar a respiração, pois é onde está localizado o centro respiratório.

Teste seus conhecimentos com as listas: