Navegações Portuguesas

Juliana Bezerra

As navegações portuguesas começaram no século XV com a conquista de Ceuta e se estenderam por todo século XVI.

Esse empreendimento foi responsável pelo redesenho do mapa do mundo conhecido até o momento.

Causas

Vários motivos levaram os portugueses a se lançarem nesta aventura.

  • necessidade de abertura de novas rotas comerciais;
  • expandir a fé cristã;
  • conquistar terras e títulos para a nobreza.

O fato de estarem sem disputas bélicas internas e organizado como estado nacional também foi uma vantagem para Portugal ser pioneiro na navegação.

Navegações Portuguesas
Frota de Pedro Álvares Cabral saindo do rio Tejo

O país luso ainda tinha uma série de questões econômicas para resolver. A coroa portuguesa estava sem metais para cunhar moedas, sofria com a insuficiência de produtos agrícolas, mão de obra e havia a necessidade de expandir os mercados.

Portugal contava com vantagem geográfica que também contribuiu para o desempenho no mar devido ao fácil acesso à África pelo Oceano Atlântico.

Por isso, parte da nobreza e da burguesia apostam na conquista de rotas pelo mar para chegar a estas terras e mercados.

Expansão

A primeira grande conquista portuguesa foi a cidade de Ceuta, ocorrida em 1415. Ceuta era ponto de encontro de várias caravanas árabes.

Os navegadores portugueses foram contornando a costa da África pelo Oceano Atlântico, num empreendimento organizado por, entre outros, o Infante Dom Henrique, que reúne navegadores em torno da "Escola de Sagres".

Esta exploração que ficou conhecida como Périplo Africano e ocorreu entre os anos de 1415 e 1510. Em 1500, o navegador Pedro Álvares Cabral chega ao Brasil.

Veja abaixo o local e data da chegada dos portugueses em várias partes do mundo que fazem parte das navegações portuguesas:

Local Data
Ceuta 1415
Ilha da Madeira 1418
Açores 1427
Cabo Bojador 1434
Cabo Verde 1444
São Tomé e Príncipe 1471
Cabo Negro 1484
Cabo da Boa Esperança 1488
Groenlândia 1495-1498
Índia 1498
América (Brasil) 1500
Terra Nova (Canadá) 1500
Ilha de São Lourenço (Madagascar) 1500
Ceilão (Sri Lanka) 1505
Ormuz (Irã) 1507
Malaca 1509
Molucas 1511
Sudeste Asiático (China) 1513
Timor 1515
Cipango (Japão) 1542

Leia mais:

Juliana Bezerra
Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.