O Cartaz como Gênero Textual

Márcia Fernandes

O cartaz é um gênero textual marcado especialmente pela função informativa, bem como pela função apelativa.

Existe uma série de gêneros textuais utilizados para transmitir mensagens; dentre os diversos existentes, o cartaz é um dos mais comuns, pois é frequente nos depararmos com eles diariamente.

Outros exemplos de gêneros textuais são: divulgações científicas, crônicas, cartas, notícias, listas de compras, enciclopédias, receitas, bulas de remédio.

Onde encontramos esse tipo de gênero textual?

O Cartaz como Gênero Textual

Os cartazes estão em todo o lado. Nas ruas: nas campanhas eleitorais, no anúncio de eventos, na divulgação de produtos, nas manifestações, nas campanhas de conscientização; em outros locais como cinemas, hospitais e escolas.

Quem os reproduz e para quê?

Há profissionais que se dedicam a esta área, tais como designers, publicitários, artistas plásticos. Os cartazes são utilizados para transmitir mensagens e, tendo em conta as suas características, é um meio de comunicação que consegue atingir de forma eficaz um grande público.

Função: Informativa e Apelativa

O objetivo do cartaz é estabelecer uma interação com o receptor da mensagem, é comunicar algo a alguém, que pode ser simplesmente uma informação acerca de um evento - nesse caso é utilizada a função informativa.

O Cartaz como Gênero Textual
Exemplo de Cartaz com Função Informativa

Por outro lado, o objetivo pode ser convencer alguém, persuadir o receptor a adquirir um produto, por exemplo. Nesse caso, é utilizada a função apelativa, muito comum na linguagem publicitária.

O Cartaz como Gênero Textual
Exemplo de Cartaz com Função Apelativa

Assim, são utilizados mecanismos que concorrem para que a mensagem cumpra o seu papel, tal como a utilização da linguagem verbal e não verbal.

Saiba mais em Funções da Linguagem.

Características do cartaz

Para transmitir de maneira eficaz a mensagem pretendida, o cartaz tem como característica:

  • Utilização de verbos no imperativo;
  • Utilização de linguagem verbal e não verbal;
  • Texto curto e sugestivo, adequado ao público;
  • Criatividade;
  • Preocupação estética (harmonia entre tamanhos das letras e das imagens, espaçamento, utilização de cores);
  • Utilização de figuras de linguagem.

Atividade

Agora é com você. Elabore um cartaz! Siga os seguintes passos:

  1. Escolha o tema.
  2. Crie a mensagem.
  3. Selecione uma imagem.
  4. Trabalhe as letras, as cores, os espaçamentos e restantes detalhes.
Márcia Fernandes
Márcia Fernandes
Professora, pesquisadora, produtora e gestora de conteúdos on-line. Licenciada em Letras pela Universidade Católica de Santos.