Paisagem Modificada


A paisagem modificada, humanizada ou artificial é aquela em que ocorreu a interferência humana.

Também chamada de ambiente modificado, ela é perceptível uma vez que se distingue da paisagem (ou ambiente) natural, onde as ações humanas são irrisórias ou inexistentes.

Quando olhamos uma cidade, podemos ver a quantidade de construções que existem nela. Sabemos, portanto, que antes o território era constituído de paisagens naturais, como as florestas, os rios, os lagos, as montanhas.

Paisagem ModificadaExemplo de Paisagem Modificada

Com o crescimento populacional e urbano, a paisagem natural foi se modificando e dando lugar àquela em que predominam as construções, desde casas, prédios, indústrias, avenidas, ruas, etc.

Por um lado, a paisagem humanizada oferece infraestrutura e o conforto necessário às populações. Por outro, se realizada de maneira desordenada, ela pode apresentar diversos problemas ao meio ambiente.

Vale ressaltar que uma paisagem modificada pode conter uma paisagem natural próxima ou mesmo dentro dela.

Como exemplo, podemos citar um horto florestal na cidade com muitas árvores e que não foram cortadas para dar lugar às construções.

Esses locais, ainda que tenham sido modificados pela presença humana, podem ser considerados paisagens naturais, com árvores, animais, lagos, etc.

Paisagem Natural

Quando pensamos em paisagem natural vem logo à cabeça imagens de locais onde as matas, as florestas, os rios não sofreram demasiado com as ações humanas.

Por exemplo, uma floresta ou uma mata virgem ainda abriga aspectos singulares da natureza local como a fauna e a flora originais.

Paisagem ModificadaExemplo de Paisagem Natural

No entanto, com o crescimento das cidades, a construção de indústrias e de centrais de energia, a paisagem natural vem sofrendo ações antrópicas (interferências humanas) notórias.

Esse impacto que a paisagem natural sofre pode gerar diversos problemas ambientais como a perda da biodiversidade, a poluição do meio ambiente e o desequilíbrio ecológico.

Quer saber mais sobre o tema? Amplie seus conhecimentos com a leitura dos artigos: