Poluição Térmica


A Poluição Térmica ocorre pela alteração de temperatura do ar e água utilizada sobretudo pelas usinas hidroelétricas, termoelétricas e nucleares.

É o tipo de poluição menos conhecida, pois não é visível, entretanto, afeta diretamente o meio ambiente, causando grande impacto ambiental.

Um exemplo notório é a alteração de temperatura da água a qual retorna aos ambientes aquáticos com uma temperatura superior, provocando a mortandade de diversas espécies animais e vegetais, intolerantes a mudança de temperatura.

Se quiser ampliar seu conhecimento no assunto, acesse o link: Poluição

Causas e Consequências

Esse fenômeno ocorre sobretudo, pelo resfriamento da água nos equipamentos industriais, as quais são devolvidas ao meio ambiente numa temperatura superior. As principais consequências são a perda da biodiversidade aquática (animais e vegetais), desequilibrando assim, o ecossistema.

Embora as usinas sejam as maiores causadoras da poluição térmica, o desmatamento, a erosão do solo e a urbanização podem influenciar no aumento desse tipo de poluição.

Com o desmatamento (sobretudo das matas ciliares que circundam os cursos de água) e a erosão do solo, os cursos de água são aquecidos rapidamente decorrentes da maior incidência da luz solar, o que também pode levar à poluição térmica.

Da mesma maneira, a urbanização acelerada, que reúne inúmeras superfícies pavimentadas, impedem o escoamento natural da água pelo solo, fazendo com que a água que precipita entre em contato com a temperatura do asfalto e cimento que se encontram elevadas, decorrentes da forte incidência solar. Com isso, a água também é aquecida e retorna aos rios, mares com uma temperatura superior.

Vale lembrar que além das ações humanas no planeta, a poluição térmica pode ocorrer por causas naturais, ou seja, ocasionada por erupções vulcânicas as quais aquecem as superfícies aquáticas, o que também provoca uma forte alteração na fauna e na flora do local.

Leia também sobre a Poluição do ar.