Poluição do Ar


A Poluição do Ar ou Poluição Atmosférica é o resultado do lançamento na atmosfera de grandes quantidades de gases ou de partículas líquidas ou sólidas, dentre as quais temos as poeiras industriais, aerossóis, fumaças negras, solventes, ácidos, hidrocarbonetos, capazes de provocar impacto ambiental e problemas na saúde humana.

Poluição do Ar

Em diversos países o nível de poluição do ar está acima do considerado aceitável pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Apesar da China ser frequentemente lembrada como um desses países, estão a ser realizados muitos esforços para que esse grave quadro seja revertido.

Na lista dos países que liberam a maior quantidade de dióxido de carbono, o Brasil aparece nas primeiras colocações.

Para ampliar seus conhecimentos no assunto, leia Poluição.

Principais Poluentes

Dentre os principais poluentes que causam o desequilíbrio no ar atmosférico temos:

  • Monóxido de carbono - produto resultante da queima incompleta dos combustíveis.
  • Dióxido de enxofre e óxidos de azoto - produtos da combustão do enxofre presente nos combustíveis fósseis.
  • Dióxido de carbono - produto resultante da queima de qualquer matéria orgânica. É encontrado naturalmente na atmosfera, mas quando lançado em grande quantidade, provoca desequilíbrios, entre eles, o efeito estufa.
  • Chumbo - produto usado na gasolina para aumentar sua octanagem. No Brasil, o chumbo foi substituído pelo álcool etílico anidro, como aditivo à gasolina com essa mesma finalidade.

Principais Consequências

A poluição do ar é um dos problemas mais sérios das cidades, onde os poluentes causam irritação nos olhos e na garganta das pessoas, principalmente nas grandes metrópoles e megalópoles. Em decorrência disso, são inúmeros e graves seu efeito nos seres humanos.

A poluição do ar afeta, ainda, patrimônios culturais, visto que as chuvas ácidas por ela causadas corrói gradativamente os monumentos.

Doenças Causadas

No processo de respiração, a ligação do monóxido de carbono e da hemoglobina reduz a oxigenação do cérebro e das células provocando, em pequenas concentrações, dores de cabeça, vertigens, perturbações sensoriais, dentre outros problemas. Em altas doses, pode levar à morte por asfixia.

O dióxido de enxofre e os óxidos de azoto, por sua vez, causam ou agravam os problemas respiratórios, como asma, bronquite crônica, pneumonia e, em elevadas doses, pode provocar edema pulmonar.

O chumbo causa perturbações nervosas, principalmente em crianças, além de anemia, pois dificulta a síntese da hemoglobina no sangue.

Efeito Estufa

O efeito estufa, que consiste na retenção de calor irradiado pela superfície da terra pelas partículas de gases e de água em suspensão na atmosfera, garante a manutenção do equilíbrio térmico do planeta e consequentemente a vida na terra.

O desequilíbrio desse aquecimento, porém, provocado pela crescente elevação da concentração de gases poluentes que têm capacidade de absorver calor, pode acarretar o derretimento do gelo das montanhas e dos polos e provocar a elevação do nível dos oceanos, o que causaria grandes transtornos nas cidades litorâneas.

Leia também Dia Mundial da Saúde.