11 questões de Geografia que caíram no Enem

Pedro Menezes

A Geografia é uma das disciplinas que faz parte da prova de Ciência Humanas e suas Tecnologias no Enem.

Nela, encontram-se conceitos referentes aos diversos problemas relativos ao país e o mundo. As diversas áreas da Geografia como: Clima, Demografia, Economia, Geografia Urbana, Geologia e Geopolítica são frequentes na prova.

Para um bom aproveitamento nas questões de Geografia, é necessário que os estudantes estejam atentos aos temas atuais da economia e da política mundial. Também é desejável que o estudante possua um bom conhecimento das disciplinas de Sociologia e História, principalmente.

Essa lista de questões que caíram na prova do Enem relaciona os principais temas e ajudará a orientar os estudos.

Exercícios de Geografia no Enem

1. (Enem/2018) Em Beirute, no Líbano, quando perguntado sobre onde se encontram os refugiados sírios, a resposta do homem é imediata: “em todos os lugares e em lugar nenhum”. Andando ao acaso, não é raro ver, sob um prédio ou num canto de calçada, ao abrigo do vento, uma família refugiada em volta de uma refeição frugal posta sobre jornais como se fossem guardanapos. Também se vê de vez em quando uma tenda com a sigla ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados), erguida em um dos raros terrenos vagos da capital.

JABER, H. Quem realmente acolhe os refugiados? Le Monde Diplomatique Brasil, out.2015 (adaptado).

O cenário descrito aponta para uma crise humanitária que é explicada pelo processo de

A) migração massiva de pessoas atingidas por catástrofe natural.
B) hibridização cultural de grupos caracterizados por homogeneidade social.
C) desmobilização voluntária de militantes cooptados por seitas extremistas.
D) peregrinações religiosas de fiéis orientados por lideranças fundamentalistas.
E) desterritorialização forçada de populações afetadas por conflitos armados.

Alternativa correta: E) desterritorialização forçada de populações afetadas por conflitos armados.

A) ERRADA. Os refugiados sírios não foram vítimas de catástrofes naturais (enchentes ou terremotos, por exemplo). O temor gerado pela guerra civil força o deslocamento de grupos sírios para outros países em busca de segurança.

B) ERRADA. O relato não faz referência a nenhum tipo de interculturalidade ou homogeneidade social. Pelo contrário, no trecho dá a entender que os grupos de refugiados encontram-se marginalizados e dependentes da ajuda de órgãos internacionais como a ONU.

C) ERRADA. Os refugiados são forçados a abandonar seu território de origem por conta da violência causada pela guerra. Não há, necessariamente, uma desmobilização voluntária de militantes. Caso haja, não possui números expressivos no que diz respeito ao volume de refugiados.

D) ERRADA. Os refugiados sírios estão fugindo da guerra civil. Sua movimentação não representa nenhum tipo de peregrinação religiosa.

E) CORRETA. Os diversos conflitos armados existentes no mundo são a principal causa da desterritorialização e do deslocamento de refugiados na atualidade. Trata-se de uma migração forçada, que gera efeitos em diversos países compreendidos como os principais destinos das vítimas da guerra.

Na Síria, a guerra civil iniciada em 2011, tem feito com que vários habitantes sejam forçados a buscar asilo em outros países. O Líbano tem sido um dos principais destinos de sírios que temem por suas vidas e deslocam-se em busca de segurança.

Quer Saber mais sobre o tema? Estes textos irão te ajudar:

2. (Enem/2018)

escoamento

A dinâmica hidrológica expressa no gráfico demonstra que o processo de urbanização promove a

A) redução do volume dos rios.
B) expansão do lençol freático.
C) diminuição do índice de chuvas.
D) retração do nível dos reservatórios.
E) ampliação do escoamento superficial.

Alternativa correta: E) ampliação do escoamento superficial.

A) ERRADA. A redução dos volumes dos rios não está demonstrada no gráfico. Os dados apresentados no gráfico referem-se à precipitação e a vazão sobre o tempo.

B) ERRADA. Segundo os dados apresentados no gráfico, não podemos concluir nenhum tipo de influência da urbanização sobre o volume dos lençóis freáticos.

C) ERRADA. O gráfico não faz distinção entre o índice de chuva em áreas urbanizadas e não urbanizadas. Sendo assim, não se pode chegar a essa conclusão.

D) ERRADA. Do mesmo modo, não é possível concluir nada acerca dos níveis dos reservatórios a partir dos dados apresentados.

E) CORRETA. No gráfico, pode-se observar uma diferença relevante da vazão de áreas urbanizadas em relação às áreas não urbanizadas.

Pode-se concluir que o aumento da vazão em áreas urbanas se dá por conta da pavimentação, que acarreta uma maior impermeabilização do solo, impossibilitando a infiltração da água e fazendo com que o escoamento da chuva ocorra pela sua superfície.

Ou seja, o solo impermeabilizado pela pavimentação das zonas urbanas promove a ampliação do escoamento superficial em relação às zonas não urbanizadas.

O Toda Matéria tem outros textos que podem te ajudar:

3. (Enem/2018)

TEXTO I

Há mais de duas décadas, os cientistas e ambientalistas têm alertado para o fato de a água doce ser um recurso escasso em nosso planeta. Desde o começo de 2014, o Sudeste do Brasil adquiriu uma clara percepção dessa realidade em função da seca.

TEXTO II

Dinâmicas atmosférica no Brasil

Elementos relevantes ao transporte de umidade na América do Sul a leste dos Andes pelos Jatos de Baixos Níveis (JBN), Frentes Frias (FF) e transporte de umidade do Atlântico Sul, assim como a presença da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), para um verão normal e para o verão seco de 2014. “A” representa o centro da anomalia de alta pressão atmosférica.

clima no sudeste

De acordo com as informações apresentadas, a seca de 2014, no Sudeste, teve como causa natural o(a)

A) constituição de frentes quentes barrando as chuvas convectivas.
B) formação de anticiclone impedindo a entrada de umidade.
C) presença de nebulosidade na região de cordilheira.
D) avanço de massas polares para o continente.
E) baixa pressão atmosférica no litoral.

Alternativa correta: B) formação de anticiclone impedindo a entrada de umidade.

A) ERRADA. Na verdade, os deslocamento das frentes quentes são responsáveis pelas chuvas convectivas. No caso apresentado, não houve precipitações na zona "A" demarcada.

B) CORRETA. A formação do anticiclone, gerado pela zona de alta pressão atmosférica, impede o deslocamento de massas de ar e a precipitação (chuva).

Esse fenômeno está representado na zona "A" e refere-se ao período de seca no verão de 2014.

C) ERRADA. A seca na região Sudeste, no verão de 2014, não teve relação com a presença de nebulosidade na região da cordilheira.

D) ERRADA. Os avanços das massas polares para o continente, em geral, possibilitam a precipitação. Entretanto, o deslocamento dessas massas foi impedido pela zona de alta pressão (anticiclone).

E) ERRADA. Pelo contrário, observou-se uma zona de alta pressão centralizada no litoral do Sudeste brasileiro.

Outros textos que irão te ajudar:

4. (Enem/2018) Os países industriais adotaram uma concepção diferente das relações familiares e do lugar da fecundidade na vida familiar e social. A preocupação de garantir uma transmissão integral das vantagens econômicas e sociais adquiridas tem como resultado uma ação voluntária de limitação do número de nascimentos.

GEORGE, P. Panorama do mundo atual. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1968 (adaptado).

Em meados do século XX, o fenômeno social descrito contribuiu para o processo europeu de

A) estabilização da pirâmide etária.
B) conclusão da transição demográfica.
C) contenção da entrada de imigrantes.
D) elevação do crescimento vegetativo.
E) formação de espaços superpovoados.

Alternativa correta: B) conclusão da transição demográfica.

A) ERRADA. O período descrito no texto, mostra uma mudança de comportamento que limitou o número de nascimentos.

Com isso, houve, na verdade, uma desestabilização dessa pirâmide etária. A diminuição das taxas reprodutivas faz com que haja uma transformação da pirâmide etária.

A diminuição da taxa de natalidade faz com que aumente, relativamente, o número de adultos e idosos, podendo gerar um relevante "envelhecimento" das populações.

B) CORRETA. No século XX, observou-se a conclusão da transição demográfica nos países industrializados.

Segundo os estudos demográficos, a industrialização fez disparar as taxas de natalidade.

Entretanto, no período pós-industrialização, os avanços tecnológicos e sociais fazem com que as taxas de natalidade e de mortalidade regridam gradativamente e haja uma transformação na pirâmide etária desses países. Esse processo é chamado de "transição demográfica".

Essa diminuição voluntária das taxas de fecundidade é um fenômeno social regular observado nos países industrializados, fazendo com que se conclua a transição demográfica, mantendo relativamente equilibrados os números de nascimentos e mortes.

C) ERRADA. A contenção da entrada de imigrantes não tem uma relação direta com a redução das taxas de fecundidade.

Pelo contrário, o que se pode observar é que a diminuição das taxas de natalidade e o envelhecimento populacional geram políticas de estímulo à migração em certos países.

D) ERRADA. O crescimento vegetativo ou crescimento natural representa diferença entre o número de nascimentos e mortes dentro de uma população.

No caso dos países industrializados, esses números são muito próximos, não havendo o crescimento da população.

E) ERRADA. Da mesma forma, não há um superpovoamento dos espaços. As taxas de crescimento populacional encontram-se equilibradas ou mesmo em declínio em alguns casos.

Quer saber mais? Estes textos irão te ajudar:

5. (Enem/2017) O desgaste acelerado sempre existirá se o agricultor não tiver o devido cuidado de combater as causas, relacionadas a vários processos, tais como: empobrecimento químico e lixiviação provocados pelo esgotamento causado pelas colheitas e pela lavagem vertical de nutrientes da água que se infiltra no solo, bem como pela retirada de elementos nutritivos com as colheitas. Os nutrientes retirados, quando não repostos, são comumente substituídos por elementos tóxicos, como, por exemplo, o alumínio.

LEPSCH, I. Formação e conservação dos solos. São Paulo: Oficinas de Texto, 2002 (adaptado).

A dinâmica ambiental exemplificada no texto gera a seguinte consequência para o solo agricultável

A) Elevação da acidez.
B) Ampliação da salinidade.
C) Formação de voçorocas.
D) Remoção da camada superior.
E) Intensificação do escoamento superficial

Alternativa correta: A) Elevação da acidez.

A) CORRETA. A lixiviação retira os nutrientes do solo, que são solúveis em água. Esse processo ocorre pelo arraste dos nutrientes para o subsolo pela infiltração de água da chuva. Metais pesados, como o alumínio, têm solubilidade reduzida e, por isso, tendem a se acumular no solo e aumentar sua acidez. A acidez do solo aumenta à medida que o pH diminui.

Quando o alumínio reage com a água ocorre a hidrólise e, consequentemente, há a liberação de íons H+ no solo, elevando a acidez.

Al3+ + 3H2O → Al(OH)3 + 3H+

A argila juntamente com a matéria orgânica do solo formam coloides, que são espécies com cargas negativas. Os nutrientes possuem carga positiva (K+, Ca+ e Mg+) e, por isso, são fixados aos coloides, tornando o solo fértil.

Ao serem arrastados pela água, passa a ocorrer a atração por outros íons positivos (H+ e Al3+) fazendo com que essas espécies se liguem ao solo e aumentem sua toxicidade.

B) ERRADA. A salinização é outro processo que pode ocorrer em solos pobres, mas em geral, é causada pela ação humana através do uso de fertilizantes.

Entretanto, o processo de lixiviação, por se tratar de uma lavagem vertical do solo através da infiltração da água, carregaria também os sais responsáveis pela salinização.

C) ERRADA. A formação de voçorocas é a formação de buracos onde são depositados materiais carregados pela água da chuva. Esse é um fenômenos físico que não se relaciona aos fenômenos químicos relatados no texto.

D) ERRADA. Da mesma forma, a remoção da camada superior se trata de um fenômeno físico, diferente do apresentado no texto.

E) ERRADA. O processo de lixiviação do solo ocorre, também, por não haver o escoamento superficial. Grande parte da água tende a infiltrar no solo "lavando" a terra e empobrecendo-a de matéria orgânica e elementos necessários para o plantio.

Outros textos que ajudarão a entender melhor:

6. (Enem/2017) Os maiores consumidores da infraestrutura logística para exportação no Brasil são os produtos a granel, dentre os quais se destacam o minério de ferro, petróleo e seus derivados e a soja, que, por possuírem baixo valor agregado, e por serem movimentados em grande volume, necessitam de uma estrutura de grande porte e baixos custos. No caso da soja, a infraestrutura deixa muito a desejar, resultando em enormes filas de navios, caminhões e trens, que, por ficarem grande parte do tempo ocioso nas filas, têm seu custo majorado, onerando fortemente o exportador, afetando sua margem de lucro e ameaçando nossa competitividade internacional.

FLEURY, P. F. A infraestrutura e os desafios logísticos das exportações brasileiras. Rio de Janeiro: CEL; Coppead; UFRJ, 2005 (adaptado).

No contexto do início do século XXI, uma ação para solucionar os problemas logísticos da soja apresentados no texto seria a

A) isenção de impostos de transportes.
B) construção de terminais atracadouros.
C) diversificação dos parceiros comerciais.
D) contratação de trabalhadores portuários.
E) intensificação do policiamento nas rodovias.

Alternativa correta: B) construção de terminais atracadouros.

A) ERRADA. A isenção de impostos, poderia fazer com que aumentasse a margem de lucro dos exportadores, mas não solucionaria o problema logístico que reduz o escoamento da produção de soja no Brasil.

B) CORRETA. A construção de novos atracadouros otimizaria o escoamento da soja e solucionaria o problema relativo às filas de navios, caminhões e trens e diminuiria o tempo ocioso dos mesmos.

C) ERRADA. A diversificação de parceiros comerciais não afetaria a questão das filas e dos gastos gerados pelo tempo ocioso das cargas.

No texto, é possível observar que a estrutura logística existente opera em seu limite, não possuindo relevância para onde a produção será destinada.

D) ERRADA. A contratação de trabalhadores pode afetar, em parte, o tempo de espera, mas sem uma mudança estrutural, não terá um efetivo impacto sobre o escoamento da produção.

E) ERRADA. A intensificação do policiamento não solucionará o problema logístico apresentado no texto.

7. (Enem/2017)

clima Brasil

tabela clima

No dia em que foram colhidos os dados meteorológicos apresentados, qual fator climático foi determinante para explicar os índices de umidade relativa do ar nas regiões Nordeste e Sul?

A) Altitude, que forma barreiras naturais.
B) Vegetação, que afeta a incidência solar.
C) Massas de ar, que provocam precipitações.
D) Correntes marítimas, que atuam na troca de calor.
E) Continentalidade, que influencia na amplitude da temperatura.

Alternativa correta: C) Massas de ar, que provocam precipitações.

A) ERRADA. Os dados apresentados mostram um alto índice de umidade relativa do ar. Esse fator não está relacionado à altitude atuando como barreira natural. A altitude é uma constante, não sendo responsável por alterações no tempo das regiões.

B) Da mesma forma, a questão menciona as regiões Nordeste e Sul do país. O clima e a vegetação dessas regiões são muito distintos, não podendo ser um fator que influenciaria os dados demonstrados.

C) CORRETA. O elevado número da umidade relativa do ar nas duas regiões (Nordeste e Sul) representa, seguramente, a presença de massas de ar, que provocam precipitações (chuva).

D) ERRADA. As correntes marítimas também não afetariam as duas regiões da mesma maneira.

E) ERRADA. As regiões em questão encontram-se na costa brasileira, não sofrendo muita influência da continentalidade. Por outro lado, a continentalidade também se apresenta como uma constante, não sendo responsável pela alteração do tempo nas regiões.

8. (Enem/2017) O terremoto de 8,8 na escala Richter que atingiu a costa oeste do Chile, em fevereiro, provocou mudanças significativas no mapa da região. Segundo uma análise preliminar, toda a cidade de Concepción se deslocou pelo menos 3 metros para oeste. Buenos Aires moveu-se cerca de 2,5 centímetros para oeste, enquanto Santiago, mais próxima do local do evento, deslocou-se quase 30 centímetros para o oeste-sudoeste. As cidades de Valparaíso, no Chile, e Mendoza, na Argentina, também tiveram suas posições alteradas significativamente (13,4 centímetros e 8,8 centímetros, respectivamente).

Revista InfoGNSS, Curitiba, ano 6, n. 31, 2010.

No texto, destaca-se um tipo de evento geológico frequente em determinadas partes da superfície terrestre. Esses eventos estão concentrados em

A) áreas vulcânicas, onde o material magmático se eleva, formando cordilheiras.
B) faixas costeiras, onde o assoalho oceânico recebe sedimentos, provocando tsunamis.
C) estreitas faixas de intensidade sísmica, no contato das placas tectônicas, próximas a dobramentos modernos.
D) escudos cristalinos, onde as rochas são submetidas aos processos de intemperismo, com alterações bruscas de temperatura.
E) áreas de bacias sedimentares antigas, localizadas no centro das placas tectônicas, em regiões conhecidas como pontos quentes.

Alternativa correta: C) estreitas faixas de intensidade sísmica, no contato das placas tectônicas, próximas a dobramentos modernos.

A) ERRADA. A formação de cordilheiras está associada à convergência das placas tectônicas. O encontro dessas placas produz um efeito de elevação do solo.

B) ERRADA. Os tsunamis são ondas gigantes que atingem as regiões litorâneas e que possuem como causa a atividade das placas tectônicas dentro do mar.

C) CORRETA. Essas faixas entre placas tectônicas possuem uma intensa atividade sísmica. Os dobramentos modernos e a formação de cordilheiras são efeitos do encontro (convergência) dessas placas tectônicas, bem como os terremotos.

A Cordilheira dos Andes, que se estende por toda a costa ocidental da América do Sul, é fruto da movimentação da Placa de Nazca em direção à Placa Sul-Americana.

D) ERRADA. Os escudos cristalinos são áreas de baixa atividade sísmica e não possuem elevadas altitudes. Esses escudos correspondem à camada mais antiga da superfície terrestre, o oposto dos dobramentos modernos que representam as camadas mais recentes.

E) ERRADA. As bacias sedimentares representam depressões causadas pelo movimento tectônico. Entretanto, distam da relação com os eventos ocorridos no texto.

Quer arrasar no Enem? Estes texto vão te ajudar:

9. (Enem/2016) Segundo a Conferência de Quioto, os países centrais industrializados, responsáveis históricos pela poluição, deveriam alcançar a meta de redução de 5,2% do total de emissões segundo níveis de 1990. O nó da questão é o enorme custo desse processo, demandando mudanças radicais nas indústrias para que se adaptem rapidamente aos limites de emissão estabelecidos e adotem tecnologias energéticas limpas. A comercialização internacional de créditos de sequestro ou de redução de gases causadores do efeito estufa foi a solução encontrada para reduzir o custo global do processo. Países ou empresas que conseguirem reduzir as emissões abaixo de suas metas poderão vender este crédito para outro país ou empresa que não consiga.

BECKER,B. Amazônia: geopolítica na virada do II milênio. Rio de Janeiro: Garamond, 2009.

As posições contrárias à estratégia de compensação presente no texto relacionam-se à ideia de que ela promove

A) retração nos atuais níveis de consumo.
B) surgimento de conflito de caráter diplomático.
C) diminuição dos lucros na produção de energia.
D) desigualdade na distribuição do impacto ecológico.
E) decréscimo dos índices de desenvolvimento econômico.

Alternativa correta: D) desigualdade na distribuição do impacto ecológico.

A) ERRADA. Os níveis de consumo não são afetados por esse tipo de política de compensação. Por isso, não se apresentam como um fator de crítica às estratégias adotadas.

B) ERRADA. Não necessariamente, as estratégias compensatórias ameaçam os acordos diplomáticos. Muitas vezes, essas políticas surgem, propriamente, de acordos entre empresas com o aval dos Estados.

C) ERRADA. Pelo contrário, essas estratégias representam a manutenção dos lucros de certos setores da indústria. Por outro lado, a produção das chamadas "energias limpas" aumentam sua margem de lucro por estarem relacionadas, muitas vezes com a venda de créditos.

D) CORRETA. A venda de crédito faz com que grandes empresas não se preocupem com os impactos ecológicos negativos de sua produção.

Com isso, as localidades que hospedam essas indústrias não são beneficiadas por mudanças no modo de produção.

Deste modo, há uma desigualdade na distribuição dos impactos ecológicos a partir da manutenção de centros poluidores que praticam apenas uma política compensatória. Em outras áreas, geradoras de crédito, há a diminuição sensível do impacto ecológico.

E) ERRADA. Do mesmo modo, essas estratégias de compensação não afetam os índices de desenvolvimento econômico, pois mantém a produção e a margem de lucro das empresas.

Por outro lado, o que pode ser afetado é o nível de desenvolvimento humano dessas localidades, podendo ser atingidos por doenças em decorrência do contato com os poluentes.

10. (Enem/2015) Um carro esportivo e financiado pelo Japão, projetado na Itália e montado em Indiana, México e França, usando os mais avançados componentes eletrônicos, que foram inventados em Nova Jérsei e fabricados na Coreia. A campanha publicitária é desenvolvida na Inglaterra, filmada no Canadá, a edição e as cópias, feitas em Nova York para serem veiculadas no mundo todo. Teias globais disfarçam-se com o uniforme nacional que lhes for mais conveniente.

REICH, R. O trabalho das nações: preparando-nos para o capitalismo no século XXI. São Paulo: Educator, 1994 (adaptado).

A viabilidade do processo de produção ilustrado pelo texto pressupõe o uso de

A) linhas de montagem e formação de estoques.
B) empresas burocráticas e mão de obra barata.
C) controle estatal e infraestrutura consolidada.
D) organização em rede e tecnologia de informação.
E) gestão centralizada e protecionismo econômico.

Alternativa correta: D) organização em rede e tecnologia de informação.

A) ERRADA. O modo de produção relatado no texto representa um outro momento diferente do demonstrado na alternativa.

As linhas de montagem e a formação de estoque representaram uma mudança importante na primeira metade do século XX.

B) ERRADA. As empresas burocráticas apresentariam um obstáculo à internacionalização da produção. O modo de produção relatado exige agilidade nos processos e uma integração entre os diferentes setores.

C) ERRADA. Do mesmo modo, um intenso controle estatal representaria um entrave para atuação dessas empresas transnacionais. O estabelecimento desse modo de produção só é possível com uma atuação mais simplificada dos diversos Estados envolvidos.

D) CORRETA. A organização em rede da produção é um efeito da chamada globalização. Os avanços tecnológicos, sobretudo, referentes à tecnologia da informação, possibilitou o controle à distancia de todas as fases do processo produtivo.

As empresas buscam por todo o globo, as localidades que possuam os fatores mais interessantes, criando uma rede com o objetivo de maximizar os lucros do processo produtivo.

E) ERRADA. A gestão centralizada e o protecionismo econômico não se relacionam com este novo modo de produção. Essas medidas estiveram muito presentes no período anterior à globalização.

O Toda Matéria tem outros textos que podem te ajudar:

11. (Enem/2015) O processo de concentração urbana no Brasil em determinados locais teve momentos de maior intensidade e, ao que tudo indica, atualmente passa por uma desaceleração no ritmo de crescimento populacional nos grandes centros urbanos.

BAENINGER, R. Cidades e metrópoles: a desaceleração no crescimento populacional e novos arranjos regionais. Disponível em: www.sbsociologia.com.br. Acesso em: 12 dez. 2012 (adaptado).

Uma causa para o processo socioespacial mencionado no texto é o(a)

A) carência de matérias-primas.
B) degradação da rede rodoviária.
C) aumento do crescimento vegetativo.
D) centralização do poder político.
E) realocação da atividade industrial.

Alternativa correta: E) realocação da atividade industrial.

A) ERRADA. A diminuição do crescimento populacional urbano não possui relação com a escassez ou carência de matéria-prima

B) ERRADA. A degradação da rede rodoviária, caso haja, não é um fator que impeça o crescimento populacional dos centros urbanos.

C) ERRADA. O desenvolvimento econômico e a industrialização tende a diminuir as taxas de fecundidade e o crescimento populacional.

D) ERRADA. Não há uma centralização do poder que justifique a diminuição da concentração urbana no Brasil.

E) CORRETA. Muitos fatores possibilitam a realocação da atividade industrial no Brasil. Os avanços tecnológicos da produção associados a incentivos dados para o estabelecimento de indústrias fazem com que novos locais, fora dos centros urbanos, tornem-se atrativos pela oferta de postos de trabalho.

Esses locais tendem a aglutinar pessoas e fazem com que haja uma desconcentração da população nos grandes centros urbanos.

Quer saber tudo sobre o Enem? O Toda Matéria tem outros textos que podem ajudar:

Pedro Menezes
Pedro Menezes
Licenciado em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e Mestrando em Ciências da Educação pela Universidade do Porto (FPCEUP).