Thomas More


Thomas More foi um filósofo, escritor, advogado, diplomata e estadista inglês. More representa uma das figuras mais importantes do humanismo renascentista.

Biografia: Resumo

Thomas More

Thomas More (ou Thomas Morus) nasceu em Londres em 7 de fevereiro de 1478. Filho de juiz, More acabou seguindo os passos de seu pai. Desde cedo teve uma boa educação, estudando línguas, matemática, astronomia e teologia.

Tornou-se advogado em Oxford exercendo a profissão por algum tempo. Em 1505, casou-se com Jane Colt e com ela teve quatro filhos.

No entanto, essa relação durou pouco tempo. Ficou viúvo e casou-se novamente com Alice Middleton, com quem teve mais um filho.

More era amigo íntimo de Erasmo de Roterdã, escritor, filósofo e teólogo humanista neerlandês. Erasmo dedicou sua obra mais emblemática, Elogio da Loucura, ao seu amigo e mentor Thomas More.

Por conta de seu reconhecimento na posição de homem das leis, fez parte da Corte inglesa a partir de 1520. Ao lado da família real, tornou-se embaixador, cavaleiro e chanceler da Inglaterra.

Todavia, Henrique VIII com o intuito de se casar novamente funda o Anglicanismo em 1534 rompendo laços com a Igreja Católica de Roma.

A intenção do Rei era se divorciar de Catarina de Aragão e casar-se com a dama de companhia da rainha, Ana Bolena.

Esse episódio levou More a desconfiar cada vez mais dos interesses humanos, abandonando seu cargo de Chanceler.

Além disso, se posicionou contra a Reforma Protestante defendendo os dogmas da Igreja.

Quando Henrique VIII, rei da Inglaterra o chamou para confirmar sua posição com líder da Igreja que havia fundado, More recusou.

Esse fato o levou a ser considerado um traidor. Após esse evento, foi preso na Torre de Londres, julgado e condenado a morte. Na manhã de 6 de julho de 1535 foi decapitado em sua cidade natal.

Diante de sua importância histórica e religiosa, Thomas More foi canonizado em 1935 pelo Papa Pio XI.

Principais Obras

Thomas More estudou as línguas clássicas (grego, latim) sendo um grande erudito e exímio escritor. Escreveu obras filosóficas e literárias, das quais se destacam:

  • A Utopia
  • A Agonia de Cristo
  • A Apologia
  • Diálogo da fortaleza contra a tribulação
  • Tratado sobre a Paixão de Cristo
  • Os Novíssimos
  • Réplica a Martinho Lutero
  • Diálogo contra as heresias
  • Súplica das Almas
  • Epitáfio

A Utopia

Publicada em 1516, A Utopia é sem dúvida a obra mais emblemática de Thomas More.

Na obra, ele faz críticas a sociedade inglesa de sua época, donde a utopia seria uma ilha composta pela sociedade ideal, porém é inatingível.

Lembre-se que ele foi um ortodoxo religioso que defendeu os dogmas da Igreja atacando os valores da monarquia e o luxo desnecessário.

Saiba mais sobre A Obra Utopia de Thomas More.

Frases da Obra Utopia

Confira abaixo algumas frases do filósofo que traduzem parte de seu pensamento.

Deus retirou ao homem o direito sobre a vida dos outros, e mesmo sobre a sua, e os homens poderiam acordar entre si, circunstâncias autorizando que se matassem reciprocamente? Isentos de lei divina, quando deus não lhe previu nenhuma excepção, os contratantes enviariam para a morte aqueles que a ela tivessem sido condenados por um julgamento humano?

São muito numerosos os nobres que vivem ociosamente como verdadeiros zangões; eles vivem do suor dos outros e esfolam e sugam o sangue dos vassalos que vivem em suas terras.”

Falando de falsos prazeres, o que dizer daqueles que se dedicam a acumular dinheiro, não por que tenham em mente fazer algo com ele, mas apenas para contemplá-lo? Estarão eles experimentando um prazer verdadeiro, ou estarão apenas sendo enganados por uma demonstração de prazer? O que dizer também daqueles que, ao contrário, escondem o dinheiro que jamais usarão e que talvez jamais venham sequer a ver de novo?

Entre todos os diferentes tipos de prazer, os utopienses buscam os do espírito, que consideram como os mais importantes porque a maioria deles provém da prática das virtudes e da consciência de uma vida bem vivida.”

Os utopienses vão à guerra somente por boas razões. Entre essas razões estão a proteção de seu próprio país, a proteção de países amigos contra um exército invasor e a libertação de um povo oprimido pela tirania e pela servidão.”

Pensamento: Filosofia

Seu pensamento esteve intimamente relacionado com o movimento humanista que começou no século XV na Europa.

Essa postura foi importante para romper com a filosofia medieval, colocando assim, o ser humano como prioridade.

Vale lembrar que More foi um grande admirador do filósofo grego Platão levando em conta suas ideias sobre a verdade, a sabedoria bem como a dialética.

Ademais, ele se inspirou na República de Platão para escrever sobre a sociedade ideal em sua obra A Utopia.

Sua filosofia está ligada com a teologia, visto que More foi um indivíduo influenciado pela religião católica. Além disso, suas ideias contribuíram para a área da filosofia do direito e filosofia política.

Como exemplo, temos sua obra mais emblemática A Utopia, onde ele analisa a estrutura social, política, jurídica e religiosa de uma sociedade ideal.

Para ampliar os seus conhecimentos, veja também: