Erasmo de Roterdã


Erasmo de Roterdã (ou Roterdão) foi um escritor, filósofo e humanista neerlandês. Ele representa um dos mais importantes escritores da literatura e do humanismo renascentista.

Biografia

Erasmo de Roterdã

Nascido em 28 de outubro de 1466 na cidade de Roterdã, Desidério Erasmo dedicou sua vida à teologia, cursando o Seminário dos Monges Agostinianos. Entretanto, mais tarde criticou a vida monástica, o clero e a Igreja.

Por conseguinte, estudou na Universidade de Paris. Viajou por muitos países da Europa. Mudou-se para o Inglaterra, estudou grego na Universidade de Oxford e ministrou aulas na Universidade de Cambridge.

Foi viver um tempo na Itália, onde sofreu influências do movimento renascentista. Faleceu na Basiléia, Suíça, em 12 de julho de 1536.

Erasmo de Roterdã e a Educação

Na área da Educação, Erasmo defendeu o conhecimento dos clássicos bem como a autonomia do saber em relação à religião. Ou seja, ele defendia o término do domínio religioso na educação.

Saiba mais sobre o Humanismo Renascentista.

Obras

Erasmo foi um sábio e ávido leitor. Escreveu diversas obras literárias, filosóficas e de teor religioso das quais se destacam:

  • Manual do Cavaleiro Cristão
  • Elogio da Loucura
  • Os Pais Cristãos
  • Colóquios Familiares
  • As Navegações dos Antigos
  • Preparação para a Morte

Elogio da Loucura

Sem dúvida, Elogio da Loucura é a obra-prima de Erasmo de Roterdã. Ela foi publicada em 1511 e dedicada a seu amigo Thomas More.

Trata- se de um ensaio satírico em que o autor critica a Igreja ao mesmo tempo que defende a liberdade de pensamento. Veja abaixo um trecho da obra:

Coragem, meu belíssimo espírito! Sustentemos, diante desses ouvintes, diante dessa ilustre sociedade de loucos, uma tese inteiramente nova e inesperada. Sim, meus caros senhores, quero mostrar-vos que a felicidade dos cristãos, essa felicidade almejada com tantas penas e tantos trabalhos, não é senão uma espécie de loucura e de furor. Como! vós me olhais de soslaio e com desdém? Devagar, devagar: não nos apeguemos às palavras, que não passam de sons articulados e arbitrários.”

Frases

Confira abaixo algumas frases de Erasmo de Roterdã, as quais traduzem parte de seus pensamentos:

  • A pior das loucuras é, sem dúvida, tentar ser sensato em um mundo de loucos.”
  • Quando tenho um pouco de dinheiro, compro livros. Se sobrar algum, compro roupas e comida.”
  • O amor recíproco entre quem aprende e quem ensina é o primeiro e mais importante degrau para se chegar ao conhecimento.”
  • Cada momento da vida seria triste, fastidioso, insípido, aborrecido, se não houvesse prazer, se não fosse animado pelo tempero da Loucura.”
  • Rir de tudo é coisa dos tontos, mas não rir de nada é coisa dos estúpidos.”
  • Deus, arquitecto do universo, proibiu o homem de provar os frutos da árvore da ciência, como se a ciência fosse um veneno para a felicidade.”

Saiba também sobre outros Artistas do Renascimento.