Rafael Sanzio

Laura Aidar

Rafael Sanzio (1483-1520) foi um dos mais importantes artistas do período renascentista. Ficou conhecido apenas pelo primeiro nome e era chamado também de “príncipe dos pintores”.

Ao lado de Michelangelo e Leonardo Da Vinci, Rafael compõe a célebre tríade dos mais proeminentes artistas do Renascimento italiano, período que ocorreu entre os séculos XIV e XVI e foi marcado por diversas transformações políticas, econômicas e culturais em toda a Europa.

Biografia de Rafael Sanzio

rafael sanzio
À esquerda, autorretrato de Rafael (cerca de 1506). À direita, retrato de Rafael pintado por Pietro Bembo (cerca de 1504)

Rafaello Sanzio (também chamado de Rafael Sanzio de Urbino, Raffaello de Urbino ou Raffaello Santi), veio ao mundo em 6 de abril de 1483, na cidade de Urbino, na Itália. A cidade de seu nascimento foi um dos importantes centros culturais da época.

Filho do artista Giovanni Santi (1435-1494), que foi pintor da Corte de Urbino, Rafael começou sua carreira artística muito cedo. O pai foi o seu maior incentivador, fazendo-o despertar o interesse pelo campo das artes.

Trabalhou como aprendiz no atelier do artista Pietro Perugino (1450-1523). Nesse período, Rafael adquire grande conhecimento das técnicas de Afresco e Pinturas de Murais.

Diante de seu brilhantismo e genialidade, já na adolescência foi considerado Mestre. Chegou a viver na cidade italiana de Siena, sendo muito influente durante o período.

Passou uma fase de sua vida residindo em Florença, considerada a cidade berço do renascimento. Lá, foi Mestre de Pintura e Arquitetura na Escola de Artes da cidade. Foi quando recebeu grande influência de outros mestres da pintura renascentista: Michelangelo e Leonardo da Vinci.

Rafael foi uma personalidade influente da época, admirado pela aristocracia e pela Corte. Em dado momento mudou-se para Roma, convidado pelo papa Júlio II. Nesse local, permaneceu até sua morte.

Na cidade do Vaticano, realizou uma série de trabalhos para Igreja e, mesmo com a morte do papa, continuou a trabalhar para seu sucessor, o papa Leão X.

Além disso, foi escolhido para ser arquiteto da nova Basílica de São Pedro em Roma e, mediante seus estudos sobre preservação, realizou um mapa arqueológico da cidade.

Curiosamente, faleceu em 6 de abril de 1520, na capital italiana, Roma. A data coincidiu com o dia em que completaria 37 anos. Mediante sua vontade, ele foi enterrado no panteão de Roma.

Quer saber mais sobre o contexto histórico em que Rafael viveu? Leia:

Características da Pintura de Rafael

Apesar de viver somente 37 anos, decerto que Rafael foi um dos mais influentes artistas do Renascimento, bem como um dos maiores artistas da humanidade.

Trabalhou durante sua vida como pintor, desenhista e arquiteto. Em sua produção integram diversos trabalhos, como: afrescos, murais, pinturas, projetos arquitetônicos, etc. Nos dias de hoje, tais obras encontram-se em muitas igrejas e museus do mundo.

Pautadas no humanismo renascentista, sua obra absorve aspectos dos ideias clássicos de beleza, destacando-se as características:

  • delicadeza e suavidade;
  • perfeição das formas;
  • harmonia;
  • regularidade das formas e cores;
  • sentimento de ordem e segurança;
  • composição em espaços amplos e claros;
  • equilíbrio na simetria;
  • expressão clara e simples, sem excessos.

Principais Obras de Rafael

Os elementos descritos acima podem ser observados nas seguintes obras:

1. O Casamento da Virgem (1504)

o casamento da virgem
À esquerda, O casamento da virgem. À direita, detalhe da obra

2- Madona e o Menino Entornados com Santos (1505)

Madona e o menina entornados com santos
À esquerda Madona e o Menino Entornados com Santos. À direita, detalhe da obra

3. A Deposição de Cristo (1507)

A Deposição de Cristo

4. Madonna Esterházy (1508)

madona esterházy
À esquerda, Madonna Esterházy. À direita, detalhe da obra

5. A Bela Jardineira (1508)

a bela jardineira
À esquerda, A bela jardineira. À direita, detalhe da obra

6. A Escola de Atenas (1509-1511)

a escola de atenas

7. Transfiguração (1520)

transfiguração
À esquerda, Transfiguração. À direita, detalhe da obra

Para conhecer sobre a vida e obra de outros pintores que viveram no Renascimento, leia:

Laura Aidar
Laura Aidar
Licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2007. Formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design de São Paulo (2010).