Transporte Rodoviário


O Transporte Rodoviário é uma modalidade de transporte terrestre realizado por veículos automotores como carro, ônibus, caminhão, carreta, por meio de autoestradas e rodovias (vias de rodagem pavimentadas) regionais ou nacionais. Transportam pessoas e cargas a curtas e médias distâncias, sendo o transporte mais utilizado e popular do Brasil e em muitos lugares do mundo.

Transporte RodoviárioCaminhões de Carga em Rodovia

Vantagens e Desvantagens

Sem dúvida, o transporte rodoviário é bem flexível em relação aos itinerários (permitindo acesso a muitas regiões) e ágil, embora não possua grande capacidade para o deslocamento de mercadorias e pessoas. No entanto, o frete e a implementação desse tipo de transporte são mais baratos em relação aos outros, entretanto, ele possui alto custo de manutenção e de combustível.

Além disso, outra desvantagem do transporte rodoviário é que possui grande impacto ambiental, de forma que gera elevada poluição atmosférica e sonora causada pelos veículos automotores. O congestionamento de veículos, o elevado número de roubos e/ou assaltos de caminhões de carga, além da precariedade de muitas rodovias, geram diversos problemas dentro dessa modalidade de transporte, o que leva ao aumento do número de acidentes.

Para saber mais sobre outras modalidades: Meios de Transporte

Transporte Rodoviário no Brasil

No Brasil, o meio de transporte terrestre mais utilizado é, sem dúvida, o rodoviário. Em meados do século XX, desde o governo de Washington Luís, o transporte rodoviário foi intensificado diante do aquecimento econômico sobretudo do mercado automobilístico, além da construção de diversas autoestradas pelo país, substituindo assim, e partes, as ferrovias e hidrovias. Atualmente, o Brasil está entre os dez maiores países do mundo em extensão de rodovias pavimentadas.

Nesse sentido, vale ressaltar que o Brasil possui muitas rodovias as quais conectam todas as regiões do país e, desde a década de 80, muitas delas sofreram o processo de privatização. No total, são 1,8 milhões de quilômetros, donde 146 mil são de rodovias federais e estaduais asfaltadas e 54 mil dessa extensão está concentrada no sudeste do país.

No geral, as rodovias brasileiras apresentam muitos problemas, como a precariedade de suas construções e as elevadas taxas de pedágio. Note que as Rodovias Federais interligam, geralmente, dois ou mais estados do país, enquanto as Rodovias Estaduais passam dentro de um estado somente. A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) é o órgão regulador dos transportes terrestres no Brasil.

Classificação das Rodovias no Brasil

De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT), segundo o trajeto realizado, as rodovias são classificadas em:

  • Rodovias Radiais: Indicadas pela nomenclatura BR-0XX, estas rodovias fazem conexão desde a Capital Federal, Brasília, em direção aos extremos do país, por exemplo a BR-020.
  • Rodovias Longitudinais: Com uma nomenclatura expressa por BR-1XX, esse tipo de rodovia representa aquelas construídas no sentido Norte-Sul, por exemplo, a BR-101.
  • Rodovias Transversais: A nomenclatura desse tipo de rodovia é expressa por BR-2XX, e correspondem aquelas construídas no sentido Leste-Oeste, por exemplo, a BR-230.
  • Rodovias Diagonais: Representadas por BR-3XX, essas rodovias apresentam duas direções, ou seja, são aquelas construídas de modo diagonal nos eixos Noroeste-Sudeste (BR-324) ou Nordeste-Sudoeste (BR-381).
  • Rodovias de Ligação: Com a Nomenclatura BR-4XX, as rodovias de ligação correspondem as rodovias que conectam outras duas rodovias, por exemplo, a BR-470.