Uso dos Parênteses ( () )

Márcia Fernandes

Os Parênteses ( () ) são sinais de pontuação usados para dar explicações, fazer observações acessórias, comentários ou reflexões.

Exemplos:

  • Os conselhos (dispensáveis) do primo, deram no que deram.
  • Comprou mais bolsas e sapatos (um dinheirão) e voltou para casa satisfeita.
  • Mal me viu, perguntou (sem qualquer discrição, como sempre) quem seria promovido.

Citações

Os parênteses são também usados para indicar nomes de autores, obras e capítulos relativos a citações.

Exemplos:

  • “A imaginação é mais importante que o conhecimento.” (Albert Einstein)
  • “Salve, símbolo augusto da paz!” (Hino à Bandeira)
  • “Toda pessoa tem capacidade de ser criativa e cada pessoa tem uma maneira diferente de expressar sua criatividade.” (Wechsler, 1998, p. 64)

Indicações Cênicas

Os parênteses são, ainda, utilizados nos roteiros de teatro.

Exemplos:

Personagem 1 (com voz trêmula) — Quem está aí?
Personagem 2 (rindo) — Não posso dizer. É surpresa!

Alternativas

E, finalmente, os parênteses são utilizados para indicar alternativas de palavras.

Exemplos:

  • Caro(s) Senhor(es), agradecemos o contato.
  • Pedimos a compreensão de Vossa(s) Senhoria(s).

Exercício

Utilize os parênteses, se necessário.

a) Amanhã chegam os livros que eu pedi há cerca de um mês.
b) Já peço insistentemente esses livros há cerca de um mês.
c) O discurso emocionante fez a plateia aplaudir de pé.
d) Gritando como já é hábito me pediu que levasse dois cafés.
e) “E disse Deus: Haja luz; e houve luz.” Gênesis 1:3

d) Gritando (como já é hábito) me pediu que levasse dois cafés.
e) “E disse Deus: Haja luz; e houve luz.” (Gênesis 1:3)

Márcia Fernandes
Márcia Fernandes
Professora, pesquisadora, produtora e gestora de conteúdos on-line. Licenciada em Letras pela Universidade Católica de Santos.