Vigorexia

Lana Magalhães

A vigorexia é um transtorno psicológico e alimentar caracterizado pela insatisfação com a imagem corporal.

As pessoas com vigorexia buscam um corpo perfeito. Elas possuem sentimentos de inferioridade e visão deformada de sua aparência.

Para a medicina é conhecido por Transtorno Dismórfico Muscular (TDM).

Pessoa com vigorexiaA pessoa com vigorexia enxerga-se mais magra e fraca

Características

A vigorexia tem como característica principal, a alteração em relação à imagem do corpo, a pessoa vigoréxica acredita estar mais magra e fraca, mesmo musculosa. Assim, tem como objetivo o aumento da massa muscular.

Por isso, o vigoréxico pratica intensos e frequentes exercícios físicos, algumas vezes associado ao uso de anabolizantes e suplementos alimentares.

Os indivíduos vigoréxicos podem passar diversas horas na academia praticando exercícios e aumentando as suas cargas.

MusculaçãoA musculação intensa é comum entre as pessoas vigoréxicas

Além disso, também é comum, a adoção de dietas extremamente ricas em proteínas, sem orientação de médico ou nutricionista.

Entre suas causas estão: a busca por um corpo esbelto e musculoso, força física e a necessidade de se sentir incluído em um grupo social.

A vigorexia é mais comum em homens entre 18 a 35 anos de idade. Apesar de menos frequente, a vigorexia feminina também ocorre.

Sintomas

Os sintomas da vigorexia são:

  • Insatisfação com a forma física
  • Prática exagerada de exercícios físicos
  • Uso de anabolizantes e suplementos alimentares para ganhar massa muscular
  • Dores musculares constantes
  • Ritmo cardíaco acelerado
  • Fadiga intensa
  • Prática de dietas rigorosas
  • Depressão e Ansiedade
  • Insônia

A vigorexia assemelha-se a anorexia em relação à imagem distorcida do corpo. Na anorexia, a pessoa enxerga-se acima do peso. Enquanto na vigorexia, o indivíduo percebe-se fraco, mesmo estando musculoso.

Consequências

As consequências da vigorexia são:

  • Complicações na saúde como: insuficiência renal ou hepática, problemas de circulação sanguínea
  • Risco de doenças cardiovasculares
  • Depressão
  • Aumento do risco de câncer de próstata, em homens
  • Infertilidade, no caso de mulheres
  • Distanciamento do convívio social, a atenção é voltada apenas para a prática de exercícios

Leia também sobre Ortorexia.

Tratamento

O tratamento da vigorexia deve ser realizado de forma multidisciplinar, com a participação de médico, psicólogo, nutricionista e professor de educação física.

A pessoa vigoréxica deve ser orientada a realizar os exercícios físicos voltados para o bem-estar e saúde do corpo, respeitando os seus limites.

As terapias em grupos ou individuais são benéficas para ajudar a pessoa a recuperar sua autoconfiança e enxergar-se de uma nova forma.

O uso de medicamentos é indicado para os quadros de depressão e ansiedade.

Conheça mais sobre os Transtornos Alimentares.

Lana Magalhães
Lana Magalhães
Licenciada em Ciências Biológicas (2010) e Mestre em Biotecnologia e Recursos Naturais pela Universidade do Estado do Amazonas/UEA (2015). Doutoranda em Biodiversidade e Biotecnologia pela UEA.