Amonitas


Os amonitas, amoritas, amom ou filhos de amom correspondem a uma das antigas civilizações que habitaram a região da Mesopotâmia.

Povo semita, os amonitas eram guerreiros e conhecidos por serem cruéis e praticaram atos de barbárie. A principal cidade dessa civilização era Raba Amom (atual capital da Jordânia), daí o nome do povo.

Além deles, diversos povos mesopotâmicos habitaram a região: sumérios, acádios, assírios, hititas e caldeus.

Origem

Provavelmente os amonitas migraram do deserto da Arábia cerca de 2000 a.C., se estabelecendo na cidade da Babilônia.

História

Desde que chegaram na Babilônia, os amonitas conquistaram diversas regiões do Golfo Pérsico até o norte da Assíria (atual Jordânia e Palestina).

Sob o comando do rei Hamurabi (1728-1686 a.C.) eles dominaram grande parte da região e fundaram o "Primeiro Império Babilônico". A sociedade escravocrata era comandada por um líder sendo os cargos hereditários.

Aos poucos, Hamurabi conseguiu unificar toda a região conquistada estabelecendo o que ficou conhecido como "Código de Hamurabi" um conjunto de leis de cunho social e econômico que incluía a punição dos cidadãos.

Esse rígido código de conduta está fundamentado no famoso ditado “olho por olho, dente por dente”, que segundo a ação, o acusado é merecedor de um castigo contíguo.

O declínio dessa civilização se deu com a invasão de outros povos da mesopotâmia denominados de casitas e hititas. Esses últimos possuíam diversas armas de ferro e ainda, cavalos.

Moabitas

Segundo a Bíblia, tanto os Amonitas quanto os Moabitas são descendentes de Ló. Ambas tiveram uma relação incestuosa com o pai nascendo os filhos: Moabe e Ben-Ami.

Saiba mais sobre o tema com a leitura dos artigos: