Canibalismo

Canibalismo é uma relação ecológica em que um animal se alimenta de outro da mesma espécie (intraespecífica).

Assim como o predatismo é uma relação desarmônica ou negativa (há prejuízo para um dos indivíduos envolvidos, enquanto o outro se beneficia), sendo que no predatismo, os predadores caçam e ingerem animais de outras espécies (interespecífica).

Para saber mais: Relações ecológicas

Canibalismo entre animais

O canibalismo geralmente é um mecanismo de controle da população (quando o alimento é limitado) ou uma forma de garantir o aporte genético (canibalismo sexual).

Fêmeas de espécies de aves, canídeos e felinos que vivem em cativeiro, podem comer os filhotes em situações de estresse ou por desequilíbrio hormonal.

Exemplos:

Peixes guppies de aquário regulam o tamanho da população devorando os filhotes. Algumas espécies de formigas costumam comer as mais jovens que são doentes e, se houver grande escassez de alimento, ingerem os jovens sadios que restarem.

Canibalismopeixes guppies de aquário

O louva-deus fêmea, logo após a cópula, se alimenta do macho para garantir nutrientes e gerar descendentes saudáveis. Esse hábito também ocorre em certas espécies de aranhas.

Canibalismolouva-deus

Canibalismoaranha fêmea devorando machoCanibalismoaranha fêmea devorando macho

Um leão macho quando se aproxima de uma nova fêmea com filhotes, para garantir a dominância e que a prole seja sua, devora os jovens leões. A fêmea sem filhotes então rapidamente se deixa fecundar pelo macho dominante.

Antropofagia

O canibalismo humano ou antropofagia, quando uma pessoa come uma ou mais partes do corpo humano, era uma prática comum de povos pré-históricos na maioria dos continentes. O termo canibalismo acredita-se que seja derivado do nome espanhol Caribe (Caríbales ou Caníbales).

Esse ato geralmente era relacionado com rituais religiosos, espirituais ou mágicos, nos quais os praticantes acreditavam adquirir características e habilidades daqueles que foram comidos.

Em certas tribos indígenas brasileiras ocorria o canibalismo como ritual, como foi descrito por viajantes como Hans Staden, entre outros.

CanibalismoCanibais das Ilhas Fiji realizando ritual

Atualmente, ele ainda ocorre em algumas tribos de regiões da África Ocidental e Central, da Nova Guiné, da Austrália, entre os maoris da Nova Zelândia e em algumas ilhas da Polinésia e de Fiji.

Antropofagia é um tema que desperta curiosidade e já foram noticiados casos de situações extremas como acidentes graves com muitas vítimas, em que não há qualquer alimento e o consumo de carne humana torna-se questão de sobrevivência, outras situações estão relacionadas com transtornos mentais.

Atualizado em