Características do Modernismo

Daniela Diana

A liberdade é a característica principal do movimento modernista em suas mais diferentes manifestações artísticas, tanto no Brasil, como na Europa.

No continente europeu, o Modernismo foi um conjunto de tendências artísticas que excediam a liberdade criadora e o rompimento com o passado.

Não foi diferente no Brasil, onde a busca pelo novo e pela identidade local permearam esse movimento.

Resultado de muitas correntes artísticas, o Modernismo na Europa e no Brasil resultou da quebra de paradigmas e dos valores tradicionais.

Na literatura brasileira, as principais características do Modernismo são:

  • Fragmentação
  • Síntese
  • Busca pela linguagem brasileira
  • Nacionalismo
  • Ironia, humor e paródia
  • Relato do cotidiano
  • Revisão crítica do passado histórico e cultural
  • Subjetivismo
  • Versos livres

Primeira Fase Modernista do Brasil

A Semana de Arte Moderna de 1922 foi estabelecida como o marco do movimento modernista nas artes do Brasil.

O evento, realizado em São Paulo, resumiu o comportamento artístico do País desde 1911, quando começaram a aparecer as primeiras manifestações modernistas.

A mostra influenciou as artes plásticas, o teatro e a literatura transformando-se em um divisor de águas no setor brasileiro. A Semana de Arte Moderna marca o que ficou denominado como o primeiro momento modernista do Brasil.

Características

  • Rompimento com as estruturas do passado
  • Anarquismo, sentido destruidor
  • Volta às origens
  • Linguagem coloquial
  • Valorização do índio brasileiro
  • Nacionalismo ufanista, exagerado e utópico
  • Caráter revolucionário

Segunda Fase Modernista do Brasil

A literatura marca o segundo momento modernista no Brasil, entre 1930 e 1945. Herdando os louros do rompimento ocasionado pela Semana de Arte Moderna, esse momento é marcado pela riqueza na poesia e prosa.

As provocações estão no momento histórico nacional e internacional, com o governo de Getúlio Vargas, a Grande Depressão e a Segunda Guerra Mundial.

Nesse período, a produção poética teve influência do realismo e do romantismo, além da Psicanálise de Freud.

Características

  • Amadurecimento das ideias de 1922
  • Nova postura artística
  • Versos livres
  • Poesia sintética
  • Nacionalismo, universalismo e regionalismo
  • Literatura construtiva e politizada

Terceira Fase Modernista do Brasil

O último momento modernista começa em 1945 e se estende até 1980. Nesse período, o Brasil e o mundo estão numa fase menos conturbada, com o final da segunda guerra mundial e o começo do processo de redemocratização do país após a ditadura.

Com influência do parnasianismo e do simbolismo, a produção poética dessa fase se voltam para temáticas sociais e humanas. Além disso, aqui há uma ruptura com os valores da primeira e da segunda fase.

Características

  • Academicismo
  • Retorno ao passado
  • Oposição à liberdade formal
  • valorização da métrica e da rima
  • linguagem mais objetiva
  • Metalinguagem

Para entender mais sobre o Modernismo, leia também:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.