Clima Polar


O clima polar é caracterizado por uma longa temporada de Inverno e temperaturas extremamente baixas, até mesmo no Verão. As áreas dessas regiões que vivem sob a influência do clima polar são chamadas de desertos frios devido às condições inóspitas.

Os países que vivem sob a influência direta da clima são: Rússia, Suécia, Finlândia, Noruega, Dinamarca, Groenlândia, Islândia, Canadá e Alasca (que pertence aos Estados Unidos). Essas são regiões situadas na Zona Polar do Ártico, que se estende até o Pólo Norte.

Sob a influência desse clima, as zonas passam por temperaturas médias anuais negativas, com até menos 50º C no Inverno. Já no Verão, os termômetros dificilmente ultrapassam 10ºC positivos. Há regiões, como a Antártida, em que a temperatura chegou a 89,2ºC negativos.

O Verão nas zonas sob a influência do clima polar é muito breve. Em geral, as condições climáticas são as mesmas e, durante 9 meses do ano, com termômetros abaixo de 10º negativos.

Clima Polar

Características do Clima Polar

  • Baixa precipitação devido à baixa evaporação
  • Ventos fortes, em especial no Polo Sul
  • Temperaturas médias abaixo de zero durante a maior parte do ano
  • Vegetação dominada por musgos, liquens, árvores anãs e arbustos lenhosos
  • Na zona totalmente polar não há nenhuma planta
  • Baixa umidade do ar
  • As zonas polares vivem períodos de 24 horas de luz nos meses de Verão e 24 horas de escuridão nos meses de Inverno

Fatores Climáticos

A influência do clima polar, nas proximidades dos polos Norte e Sul é tão rigorosa que a neve, quando cai, não derrete e vai se acumulando ao longo de milhares de anos. É por isso que existem grossas camadas de gelo nessas regiões.

Os mantos de gelo existentes no Hemisfério Sul são maiores que aqueles do Hemisfério Norte devido à incidência dos raios solares, menor devido à inclinação da Terra. A baixa umidade do ar influencia na queda da neve e as zonas sob a influência do clima polar podem ser tão secas quanto os desertos.

Vegetação

A Tundra é a vegetação típica do ártico e inclui flores, arbustos anões, ervas, gramíneas, musgos e liquens. É, em geral, caracterizada pela adaptação à fina camada de solo e alimenta-se da matéria orgânica que permanece congelada durante todo ao ano.

As plantas desse bioma adaptaram-se às baixas temperaturas, que não ultrapassam os 10ºC no Verão e, em alguns casos, abaixo disso o ano todo. O tamanho da planta – em geral muito pequena nesse bioma - torna possível a sobrevivência.

As raízes são superficiais para compensar a fina camada de solo e as folhas são pequenas para dinamizar o aproveitamento da água. Praticamente todas as plantas polares são capazes de fazer fotossíntese em baixas temperaturas.

Algumas espécies não produzem sementes e garantem a reprodução pelo crescimento da raiz. Outras são perenes, florescem somente no Verão, morrem no Inverno e retornam na Primavera. É dessa maneira que economizam energia para a produção de sementes.