Como fazer o melhor cronograma de estudos

Daniela Diana

O cronograma de estudos, também chamado de plano de estudos, é muito importante para organizar a rotina de estudos, sobretudo em momentos de prestar vestibulares, fazer Enem ou concursos públicos.

Essa ferramenta de planejamento facilita atingir as metas e objetivos de maneira equilibrada, levando em conta os limites de cada um e o tempo disponível.

Assim, para ajudar todos os estudantes a conquistarem seus objetivos, confira abaixo um passo a passo de como montar um plano de estudo infalível. Porém, lembre-se que é preciso muito disciplina e motivação nesse momento.

1. Fazer o planejamento

Um cronograma de estudos é algo muito pessoal e deve ser elaborado de acordo com as necessidades de cada pessoa. Por isso, as metas e os objetivos que se pretende é consoante a cada caso.

A pessoa pode escolher o que deve estudar mais, segundo necessidades ou dificuldades, ou mesmo, escolher focar mais em uma matéria que possui maior peso na prova que realizará. Exemplo:

Metas:

  • Estudar matemática e português
  • Resolver simulados de física e química
  • Fazer 5 redações por semana

Objetivos:

  • Ir bem no Enem
  • Passar no vestibular
  • Conseguir uma vaga no concurso público

2. Reunir tarefas

Para fazer um cronograma de estudos é necessário anotar todas as disciplinas e tarefas que entrarão no plano. Lembre-se de não esquecer de incluir os momentos de descanso (que pode ser um dia do final de semana).

Além disso, o tempo que se dispõe é algo importante. Assim, se são 3 meses de estudo, o cronograma deve ser feito para esse período de tempo, levando em conta as horas semanais que necessitará para se dedicar a isso.

Exemplo:

  • Tempo: 3 meses de estudo (agosto, setembro e outubro) - 12 semanas
  • Total de disciplinas: 10 disciplinas (Português, matemática, física, química, biologia, artes, história, geografia, filosofia e sociologia)

3. Definir horário de estudo

Essa parte é extremamente importante sendo também muito pessoal, pois cada um dorme ou prefere estudar em determinados horários. Logo, o que vale a pena é ajustar o horário, levando em conta o que conseguirá fazer.

Por isso, não tente fazer um plano de estudos mirabolante em que não conseguirá cumprir. Isso só diminuirá a motivação. Veja abaixo um exemplo da rotina de estudos até o horário do almoço:

Horário 2ª feira 3ª feira 4ª feira 5ª feira 6ª feira Sábado
7h Levantar Levantar Levantar Levantar Levantar Levantar
8h Matemática Matemática Matemática Matemática Matemática Matemática
9h Português Português Português Português Português Português
10h Simulado Simulado Simulado Simulado Simulado Simulado
11h Redação Redação Redação Redação Redação Redação
12h Almoço Almoço Almoço Almoço Almoço Almoço

4. Produzir o calendário de estudo

O calendário proposto para a semana deve estar no local de estudo escolhido que deve ser calmo e organizado. Assim, imprimir semanalmente o calendário ajuda a seguir o cronograma proposto.

Claro que a pessoa pode optar por fazer manualmente o plano numa folha ou no caderno. Confira abaixo alguns exemplos de cronogramas prontos e alguns modelos em branco para imprimir e preencher:

Cronogramas de Estudos prontos

exemplo de cronograma preenchido

Clique na imagem para imprimir

plano de estudos enem

Clique na imagem para imprimir

Modelos de cronograma de estudos para imprimir

cronograma 2

Clique na imagem para imprimir

exemplo de cronograma

Clique na imagem para imprimir

cronograma 3

Clique na imagem para imprimir

cronograma 4

Clique na imagem para imprimir

plano de estudos exemplo

Clique na imagem para imprimir

plano de estudos exemplo

Clique na imagem para imprimir

plano de estudos exemplo

Clique na imagem para imprimir

plano de estudos exemplo

Clique na imagem para imprimir

Dicas essenciais para ter uma melhor rotina de estudos

Durma bem todas as noites: nada como uma boa noite de sono para recuperar e deixar o cérebro pronto para o novo dia.

Não estude cansado: não vale a pena estudar cansado. Se esse for o caso, faça uma pausa, deite por alguns minutos ou faça uma meditação.

Faça pausas durante o dia: pausas para caminhar ou se alongar são muito importantes e levam o equilíbrio entre o corpo e a mente. Os exercícios físicos ajudam a oxigenar o cérebro, portanto, devem fazer parte da rotina diária.

Siga o plano proposto: não deixe de seguir o plano, por mais complicado que seja. Estudar não é fácil, ser disciplinado menos ainda. Mas pense que é um esforço passageiro e que a conquista chegará em breve.

Se houver alterações, refaça o plano: imprevistos acontecem. Assim, se houver alguma mudança na rotina, melhor coisa é refazer o cronograma.

Não faça um cronograma fora da sua realidade: importante entender que não devemos fazer um cronograma fora da nossa realidade o qual não poderemos cumprir. Isso só aumentará o stress e diminuirá a motivação.

Descanse, pelo menos, um dia da semana: vida social e lazer são importantes também. Nosso cérebro precisa de descanso. Por isso, um dia da semana deve ser dedicado para encontrar amigos, ver filmes, ir à praia, jogar vídeo game. Evite pensar nos estudos esse dia.

Se alimente bem todos os dias: a boa alimentação é um grande aliado do cérebro. Se alimentar bem todos os dias o ajudará nessa empreitada.

Evite as redes sociais: é fato que hoje em dia passamos muito tempo nas redes sociais e respondendo mensagens. No entanto, para focar no momento de estudos, desligue tudo o que pode atrapalhar e tirar sua atenção na jornada.

Saiba sobre esse tema:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.