Era Meiji


A Era Meiji (Regime ou Governo Iluminado) significou a primeira época do Império no Japão e que permaneceu entre os anos de 1868-1912. Foi extremamente importante para o processo de desenvolvimento do Japão, uma vez que o tornou uma das grandes potências mundiais capitalistas. Representou um período de transformações políticas, econômicas e sociais.

A Era Meiji durou cerca de 45 anos e acabou com o período feudal no Japão, chamado de Era Edo (1603-1868), a qual estava baseada no Xogunato.

Império do Japão

Vale lembrar que o Império do Japão começou em 1868 e terminou em 1989. Ele está dividido em três períodos, a saber:

  • Era Meiji (1868-1912)
  • Era Taishō (1912 - 1926)
  • Era Showa (1926 - 1989)

O Xogunato e os Samurais

O Xogunato perdurou cerca de 700 anos no Japão e está dividido em três períodos: Xogunato Kamakura, Xogunato Ashikaga e Xogunato Tokugawa.

O termo Xogum (Bakufu em japonês) faz referência ao regime feudal e também ao título concedido pelo imperador que significava “comandante do exército”.

Mais tarde, o termo adquire o significado de "Líder dos Samurais". Os Xoguns, portanto, eram chefes militares e ainda, os proprietários de terra (senhores feudais).

Nesse período o país esteve mergulhado num regime militar, donde os Samurais eram considerados os grandes guerreiros que faziam parte da elite militar. Com o fim dessa Era, os Samurais, que representavam cerca de 6% da população japonesa, foram excluídos.

O longa metragem “O Último Samurai” (2003) foi inspirado na vida do guerreiro e político japonês Saigo Takamori. Considerado o último Samurai, ele liderou a Rebelião Satsuma, entre os Samurais e o novo regime de governo. Note que houve inúmeros confrontos entre a classe dos samurais e o governo, no entanto, eles foram vencidos e dizimados pelo exército japonês.

Revolução Meiji

A Revolução Meiji esteve marcada por diversos acontecimentos e, inicialmente fora impulsionada pelos Estados Unidos, na figura do almirante Matthew Calbraith Perry que chegou ao Japão na cidade de Edo (atual Tóquio), pressionando o país a participar das relações internacionais.

Ele levava uma carta do presidente americano, Millard Fillmore, ao Xogunato de Tokugawa, o que resultou na renúncia do último xogum Tokugawa Yoshinobu, em 1867. Entra no poder, o Imperador Meiji Mutsuhito (1852-1912) que reinou de 3 de fevereiro de 1867 até sua morte, em 30 de julho de 1912.

Assim, os portos do país (Shimoda e Hakodate) foram abertos, o que resultou num grande avanço em termos de modernização e das relações comercias. A Revolução Meiji foi o nome atribuído às diversas modificações econômicas e políticas por quais o Japão passou, resultando num grande e acelerado desenvolvimento, industrialização e modernização do país. Em outras palavras, a Revolução Meiji representa a revolução industrial ocorrida no Japão.

Características da Era Meiji

As principais características da Era Meiji foram:

  • Fim do sistema feudal, do Xogunato e dos Samurais
  • Extinção dos feudos e reforma agrária
  • Abertura dos Portos e intensificação das relações internacionais
  • Desenvolvimento da urbanização e avanço da modernização do país
  • Intercâmbio cultural com o Ocidente
  • Governo Democrático e unificação do país
  • Promulgação da Primeira Constituição (1889)
  • Instauração da Monarquia Constitucional
  • Criação e organização do exército
  • Reformas econômicas e legislativas
  • Intervenção do Estado na economia
  • Centralização política e fortalecimento do Estado
  • Criação da moeda japonesa: o iene
  • Criação do Banco do Japão
  • Ensino primário obrigatório e criação de Universidades
  • Expansão dos transportes: criação de ferrovias

Milagre Japonês

O Milagre econômico japonês (1945-1991) está intimamente relacionado com a Revolução Meiji uma vez representou um momento de mudanças significativas no Japão após a Segunda Guerra Mundial (1939-1945) e que terminou em 1991. A principal caraterística do Milagre Japonês foi o enorme e acelerado crescimento econômico do país.

Saiba mais sobre o Japão nos artigos Japão e Economia do Japão.