Fusos Horários no Brasil

No Brasil, existem 4 fusos horários. Os fusos do Brasil estão a Leste do Marco Zero, incluindo as ilhas oceânicas e variando de duas a cinco horas a menos em relação ao meridiano principal.

Os fusos horários no Brasil tiveram início em 1913, quando o presidente Hermes da Fonseca (1855-1923) assina o decreto n° 2.784, do qual se instituiu quatro fusos no país.

Fusos do Brasil

Como o Brasil possui dimensões continentais, seu território contém mais de um fuso horário.

Fusos horários no Brasil

  • Fuso 1: A 30° do GMT, surge o primeiro fuso brasileiro, o qual abarca as ilhas oceânicas do Atol das Rocas, Fernando de Noronha, São Pedro e São Paulo, Trindade e Martim Vaz. O tempo é contado pela subtração de duas horas ao GMT.
  • Fuso 2: Ao atingir 45° em relação ao meridiano Zero, o país terá outro fuso, no qual se subtrai três horas do fuso principal. Este fuso compreende a maior parte do território nacional, incluindo o Federal (horário de Brasília), as regiões Sul, Sudeste e Nordeste, bem como o estados de Goiás, Tocantins, Pará e Amapá.
  • Fuso 3: A 60° do Greenwich Mean Time (GMT), que corresponde aos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Roraima, e cerca de dois terços do estado do Amazonas, subtrai-se quatro horas em relação ao meridiano 0°. Note que, como os estados mencionados não participam do horário de Verão, a diferença horária aumenta em duas horas em relação ao resto do País.
  • Fuso 4: No extremo oeste do Brasil teremos o ultimo fuso horário, localizado a -75° do Meridiano de Greenwich e com cinco horas subtraídas daquele meridiano à GMT. Contudo, em 24 de abril de 2008, a Lei Federal nº 11.6622 extinguiu este fuso. Porém, devido a impopularidade desta medida, foi restabelecido em 30 de outubro de 2013 e vigora até hoje. Este fuso horário abarca o estado do Acre, e os municípios de Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Boca do Acre, Eirunepé, Envira, Guajará, Ipixuna, Itamarati, Jutaí, Lábrea, Pauini, São Paulo de Olivença e Tabatinga, todos no estado do Amazonas.

Os Fusos Horários do Brasil e o Horário de Verão

Os fusos horários podem ser afetados pelos horários de verão, uma medida adotada para economizar energia ao aproveitar melhor as horas de sol.

O Brasil adotou este horário desde 1985, nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul, onde se adianta o relógio em uma hora, fato que precisa ser observado ao calcularem-se os fusos, nos quais se diminui a diferença.

Participam do Horário de Verão o Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia e Distrito Federal.

Como as regiões Norte e Nordeste não aplicam o Horário de Verão, a diferença horária entre as regiões diminui nesse período.

No entanto, em 2019, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, extinguiu o horário de verão.

Fusos Horários: definição

Os fusos horários, que são 24 no total, correspondem a 15° dos 360° da circunferência terrestre. Ou seja, 15° correspondem a uma hora, contadas a partir da cidade de Greenwich, na Inglaterra.

Assim, para os fusos a Leste (oriente) deste meridiano, somamos as horas com o GMT, enquanto para aqueles que estão a Oeste (ocidente) irão subtrair suas horas em relação à hora de Greenwich (GMT).

Fusos horários no mundo

Portanto, como o território brasileiro está no hemisfério ocidental, seu horário é atrasado em relação à cidade inglesa.