Fusos Horários: explicação e cálculo

Os Fusos Horários, também chamados de zonas horárias, são cada um dos 24 fusos traçados por uma linha imaginária de um polo ao outro do globo terrestre.

A finalidade dessa divisão é de padronizar o cálculo de tempo em todo o planeta Terra.

Devido a questões geopolíticas, cada nação pode adotar um determinado horário como referência, o que pode levar a distorções.

Antes dessa metodologia, os relógios eram acertados em cada cidade pela qual se passava ou, como na Idade Média, pelo horário solar aparente ao meio dia.

Os fusos horários corrigiram isso ao instituir um tempo solar médio. Entretanto, esse processo de padronização teve início somente a partir de 1878, quando Sanford Fleming, a partir de seus estudos de astronomia, propõe a divisão mundo em 24 faixas verticais.

Posteriormente, em 1884, na "Conferência Internacional do Primeiro Meridiano", realizada por representantes de 25 países em Washington, a padronização planetária da hora é adotada e convencionada.

Conceitos fundamentais para entender os fusos horários

Meridianos

Os meridianos são as semicircunferências que ligam os polos e dividem o globo terrestre em dois hemisférios: o ocidental (a Oeste do GMT) e o oriental (a Leste do GMT). Eles determinam os múltiplos de 15° que constituem o total de 360° da circunferência terrestre.

Na intersecção entre estas linhas, que é mais larga na medida em que se aproxima da Linha do Equador, nos teremos um mesmo horário vigorando de Norte a Sul.

Hemisférios

Meridiano de Greenwich

O Meridiano de Greenwich é o marco longitudinal para determinar o “Greenwich Mean Time” (GMT). Portanto, A longitude 0° passaria sobre Greenwich, nas proximidades de Londres. A Leste desse marco, conta-se até 180° positivos e, para Oeste dele, até 180° negativos.

Meridiano de Greenwich

Como calcular os Fusos Horários?

Esta metodologia leva em consideração o movimento de rotação da Terra, em sentido anti-horário para o Leste. Assim, adiantamos as horas dos fusos a Leste, e atrasamos as horas à Oeste do GMT (Greenwich Mean Time, em português Tempo Médio de Greenwich).

Assim, para determinar os fusos horários de uma localidade, temos de conhecer suas coordenadas geográficas.

Para completar a rotação, o planeta Terra leva aproximadamente 23 horas, 56 minutos e 4 segundos. A proporção é de 1h para cada 15° de rotação, ou seja, 1° a cada 4 minutos.

De tal modo, em 24h, a Terra terá completado o giro 360°.

360 sobre 24 igual a espaço 15

Em cada 15º de longitude temos um fuso que equivale à uma hora, sendo o Meridiano de Greenwich o marco zero longitudinal da Terra. Por isso, a partir dele podemos contar as linhas verticais imaginárias (de uma hora cada), que aumenta, se localizada a leste do globo, ou diminui se localizada a oeste.

As linhas paralelas (latitudes), por sua vez, determinam a largura média dos fusos. Por esse motivo, na linha do Equador o fuso terá 1667 km, enquanto nos trópicos de Câncer e Capricórnio, a largura será de 1529 km. Ela continua diminuindo, até chegar aos polos, onde a largura média dos fusos será de 289,4 km.

Exercício

(UFSM-RS) Observe o mapa a seguir e responda à questão adiante.

exercício de fuso horário

Desconsiderando horários de verão locais, as coordenadas geográficas do mapa permitem, também, deduzir que uma competição esportiva que ocorra em Sydney, às 16 horas, seja assistida pela TV, ao vivo, em Nova York à(s):

a) 7 horas.
b) 8 horas.
c) 2 horas.
d) 1 hora.
e) meia-noite.

Letra d) 1 hora.

Fusos Horários no Brasil

Localizado no hemisfério ocidental, o Brasil possui 4 fusos horários e, em relação ao Meridiano de Greenwich (GMT), possui o seu horário atrasado variando de duas a cinco horas a menos:

  • Fuso 1 (-2GMT): possui duas horas a menos em relação ao Meridiano de Greenwich.
  • Fuso 2 (-3GMT): possui tem três horas a menos em relação ao Meridiano de Greenwich, corresponde ao fuso da hora oficial do Brasil (horário de Brasília-DF).
  • Fuso 3 (-4GMT): possui quatro horas a menos em relação ao Meridiano de Greenwich.
  • Fuso 4 (-5GMT): possui cinco horas a menos em relação ao Meridiano de Greenwich.

Fuso Horário no Mundo

Dentre os fusos horários mundiais, destacam-se:

  • Fuso Horário Europeu (GMT + 1), que cobre a maior parcela da Europa e oeste africano;
  • Fuso Horário EUA (GMT – 5) o qual abarca os Estados Unidos e o noroeste da América do Sul;
  • Fuso Horário Russo (GMT + 3), que compreende a Rússia Europeia, Península Arábica e leste da África.

Fusos Horários

Algumas curiosidades sobre os Fusos Horários

  • A China possui quatro fusos horários, mas adota apenas o horário de Pequim para toda nação
  • A diferença entre o horário de São Paulo e do Japão é de 12 fusos, ou seja, 12 horas. Assim, quando é 9h da manhã em São Paulo, já é 9h da noite no Japão.
  • O fuso horário oficial da Antártica é GMT 0.00.
  • A mudança rápida de fusos horários pode causar um tipo de stress chamado jetlag, caracterizado por irritabilidade e alteração dos padrões de sono e apetite.
  • A Rússia, devido sua grande extensão, possui 11 fusos horários em seu território.