Mares de Morros


Os mares de morros representam um domínio morfoclimático (que reúne relevo, clima, vegetação e hidrografia) presente no Brasil, o qual é formado pela união de diversas elevações.

O nome está associado a um grande conjunto de morros arredondados formados pelo intenso processo de erosão. De ta maneira, o termo “mar” está relacionado com a semelhança dos morros e das ondas do mar.

Mares de MorrosSerra da Mantiqueira, no Vale do Paraíba do Sul

Características

Veja abaixo as principais características dos mares de morros:

Localização

No país, os mares de morros estão localizados na faixa litorânea, abrangendo as regiões nordeste, sudeste e sul do país.

Os estados que apresentam esse tipo de domínio morfoclimático são: Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Fazem parte dos mares de morro: a Serra do Mar, Serra da Mantiqueira, Serra de Diamantina, Serra do Espinhaço (ou Serra Geral), Serra da Canastra, Serra do Caparaó, dentre outros.

Vegetação

A Mata Atlântica (floresta latifoliada tropical) é o principal bioma presente nos mares de morros. Ainda que seja um dos biomas que apresente maior biodiversidade, ele tem sido um dos mais devastados do Brasil.

Isso porque a localização dos mares de morros abrange as partes com maior demografia do país a qual sofreu com a devastação de sua cobertura vegetal original. Além da Mata Atlântica, os mares de morros são formados por áreas de restingas e mangues.

Saiba mais sobre a Vegetação Litorânea.

Fauna e Flora

Ainda que muitas espécies estejam em risco de extinção, os 7% que restam da cobertura original da Mata Atlântica abrigam algumas espécies vegetais e animais, como por exemplo, as bromélias, begônias, orquídeas, ipê, palmeiras, quaresmeira, pau-brasil, cipós, briófitas, jacarandá, peroba, jambo, jequitibá-rosa, imbaúba, cedro, tapiriria, andira, ananás, figueiras, dentre outras.

Já na fauna, destaca-se o mico-leão-dourado, bugio, tamanduá-bandeira, veado, gambá, cutia, tatu-canastra, mono-carvoeiro, arara-azul-pequena, lontra, quati, anta, onça-pintada, jaguatirica, capivara, dentre outros.

Relevo

Em grande parte, os mares de morros possuem um relevo acidentado abrangendo áreas de planalto, sendo que o mais importante é o Planalto Atlântico. Além disso, no trajeto surgem algumas planícies e depressões geográficas (por exemplo o Vale do Paraíba).

Que tal saber mais sobre o Relevo Brasileiro?

Clima

As regiões dos mares de morros apresentam um clima quente e úmido e, dependendo da localidade, pode ser tropical úmido, tropical de altitude ou tropical litorâneo. De tal modo, todos eles apresentam um intenso índice pluviométrico e altas temperaturas.

Entenda mais sobre os Climas do Brasil.

Solo

Na medida que os mares de morros são formações geológicas muito antigas, o solo que o compõe é muito profundo, com diversos tipos de sedimentos. Dos tipos de solo, destacam-se o arenoso e o argiloso (tal qual os solos massapê e salmourão).

Veja também os Tipos de Solo.