Bioma Cerrado

Lana Magalhães

O bioma Cerrado é considerado o segundo maior bioma brasileiro em extensão e a mais rica savana do mundo em biodiversidade.

Localização do Cerrado brasileiro

O Cerrado brasileiro abrange os estados: Amapá, Maranhão, Piauí, Rondônia, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Tocantins, Bahia.

Localiza-se em três das maiores bacias hidrográficas da América do Sul, (Tocantins-Araguaia, São Francisco e Prata) o que, de certa maneira, favorece sua biodiversidade.

Clima e Vegetação

O clima predominante no cerrado é tropical sazonal caracterizado por um clima quente com períodos chuvosos e de seca.

A vegetação é, em sua maior parte, semelhante à de savana, com árvores baixas, esparsas, troncos retorcidos, folhas grossas e raízes longas; gramíneas e arbustos.

CerradoImagem do Cerrado

Por ser muito extenso, o cerrado, dependendo de sua localização, apresenta mudanças no seu ecossistema. Nesse caso, os ecossistemas presentes no cerrado podem ser classificados como:

  • Cerradão
  • Cerrado campestre
  • Cerrado rupestre
  • Cerrado típico
  • Campo cerrado
  • Campo limpo de cerrado
  • Cerrado de matas
  • Cerrado de várzeas
  • Cerrado veredas.

Flora e Fauna do Cerrado

O Cerrado é considerado a maior savana do mundo em biodiversidade e compreende grande parte do território brasileiro, uma área de 2 milhões de km².

Por isso, o cerrado e os ecossistemas que o compõem possuem uma rica fauna e flora, sendo o habitat de muitas espécies de animais. Este é também um dos motivos deste bioma ser um dos mais afetados pelo tráfico de animais.

Exemplos de animais do cerrado

Jiboia, cascavel, jararaca, lagarto teiú, ema, seriema, curicaca, urubu comum, urubu caçador, urubu-rei, arara, tucano, papagaios, gaviões, tatu-peba, tatu-galinha, tatu-canastra, tatu-de-rabo-mole, anta, ariranha, gambá, cervo, onça-pintada, preá, cachorro-vinagre, lobo-guará, lontra, tamanduá-bandeira, tamanduá-mirim, gato-palheiro, gato-mourisco veado-mateiro, cachorro-do-mato, macaco-prego, quati, cateto, queixada, porco-espinho, capivara, tapiti, jaritataca.

Com aproximadamente 10.000 espécies diferentes, na flora presente no cerrado, encontram-se: babaçu, murici, mangaba, pequi, buriti, cagaita, baru, jerivá, gueroba, jatobá, macaúba, cajuzinho-do-cerrado, barbatimão, pau-santo, gabiroba, pequizeiro, araçá, sucupira, pau-terra, catuaba, indaiá, capim-flecha, matas ciliares.

Desmatamento do Cerrado

A despeito de apresentar uma rica grande biodiversidade esse bioma vem sofrendo muito com o desmatamento, principalmente ocasionados pela agricultura.

Hoje, o bioma conserva apenas 20% de sua área total, passando por um grande processo de descaracterização, ou seja, ocupado por grandes pastagens de gado e extensas plantações de soja, algodão, cana, eucalipto.

Além disso, grande parte do cerrado já foi destruída pelo desenfreado processo de urbanização.

O desmatamento e a caça ilegal, o contrabando de espécies e as queimadas, ameaçam o habitat de muitas espécies, levando, dessa maneira, a sua extinção.

Animais em risco de extinção no bioma Cerrado

Anta, capivara, onça-pintada, onça-parda, preá, paca, jaguatirica, cachorro-do-mato, calango, preguiça, teiú, cateto, gambá, lontra, tatu-bola, tatu-canastra, tamanduá-bandeira, cobras (cascavel, coral verdadeira e falsa, jararaca, cipó, jiboia), queixada, guariba.

Curiosidade

O Dia do Cerrado é comemorado dia 11 de setembro

Veja mais Biomas Brasileiros e aprenda mais sobre a Vegetação do Brasil.

Lana Magalhães
Lana Magalhães
Licenciada em Ciências Biológicas (2010) e Mestre em Biotecnologia e Recursos Naturais pela Universidade do Estado do Amazonas/UEA (2015). Doutoranda em Biodiversidade e Biotecnologia pela UEA.