Meristema


Meristema é um tecido vegetal responsável pelo crescimento da planta e pela formação de outros tipos de tecidos vegetais.

É constituído de células indiferenciadas ou que se encontram em estágio embrionário.

Essas células passam por muitas divisões celulares. Dessa forma, multiplicam-se, promovendo o crescimento do vegetal.

Durante o processo de divisão celular, as células iniciais permanecem indiferenciadas no meristema. Enquanto que as células derivadas crescem, passam por novas divisões e pelo processo de diferenciação.

Na diferenciação as células sofrem alterações químicas, fisiológicas e morfológicas. Assim são originadas as células especializadas que formam os diversos tecidos e estruturas.

Algumas células (por exemplo, as parenquimáticas) mantém um menor grau de diferenciação de modo que podem voltar a se dividir e originar novas células.

Isso é particularmente importante para a recuperação de lesões na planta.

Meristema Primário

O meristema primário é um tipo de tecido meristemático cuja origem é embrionária. Suas células estão presentes desde a formação do embrião da planta, formando os tecidos primários e toda estrutura primária do vegetal.

Meristema Apical

O meristema primário é encontrado no ápice de caules e raízes de plantas, sendo chamado meristema apical ou gema apical.

O meristema apical é responsável pelocrescimento primário da planta, ou seja, pelo aumento do comprimento desses órgãos.

Com a formação de novas células as mais velhas se diferenciam e se incorporam aos tecidos meristemáticos, que se seguem ao meristema apical.

Existem três tipos de tecidos meristemáticos primários, são eles:

  • Protoderme: se diferenciará em epiderme, tecido de revestimento da planta;
  • Procâmbio: originará o xilema e o floema primários, tecidos que formam o sistema vascular;
  • Meristema Fundamental: se diferenciará formando os tecidos fundamentais: parênquima, colênquima e esclerênquima.

Veja também:

Meristema Secundário

Os meristemas secundários se originam a partir dos meristemas primários, incorporando novas células aos tecidos existentes. Com isso ajudam na formação da estrutura secundária da planta.

Meristema Lateral

Os meristemas laterais ou gemas laterais são encontrados paralelamente ao maior eixo da planta e crescem nesse sentido.

O meristema lateral é responsável pelo crescimento secundário da planta, que é o aumento da largura.

Os tecidos meristemáticos secundários são o câmbio e o felogênio.

O Câmbio Vascular se diferencia em xilema e floema secundários e o Felogênio origina a periderme.

A periderme é o tecido de revestimento que substitui a epiderme. Ela formará o súber ou cortiça (na parte mais externa) e o feloderma ou córtex secundário.