Paul Cézanne

Daniela Diana

Paul Cézanne foi um pintor francês do movimento pós-impressionista.

Dono de um espírito inovador, mente brilhante e um temperamento difícil, ele destacou-se na pintura e ainda, influenciou grandes artistas como Matisse e Pablo Picasso.

Biografia

Paul Cézanne

Paul Cézanne nasceu em 19 de janeiro de 1839 na cidade francesa de Aix-en-Provence. Já com dez anos começou a fazer aulas de desenho. No entanto, por insistência de seu pai, entrou para a faculdade de Direito.

Em 1861 mudou-se para Paris com o intuito de estudar na escola de Belas Artes. Contudo, não foi aceito no Instituto e por isso, retornou à sua cidade natal. Ali permaneceu somente um ano, pois decidiu voltar à Paris.

Já na capital, Cézanne se candidatou para a Académie Suisse onde conheceu diversos artistas do movimento impressionista: Renoir, Manet e Pisarro.

Participou de algumas exposições com os impressionistas, embora tenha lutado muito tempo para ser aceito no Salão de Paris.

Isso porque a crítica e as obras de grandes pintores eram expostas ali. Com constante rejeição e hostilizado pelo público pariense, Cézanne resolve voltar a Aix-en-Provence.

O artista nunca se casou e após a morte de seus pais passou a viver isolado. Durante esse período continuou trabalhando e produzindo diversas obras.

Cézanne faleceu em sua cidade natal dia 22 de outubro de 1906. Após sua morte, seu trabalho começou a ser reconhecido e hoje em dia ele é considerado um dos maiores pintores modernos do mundo.

Principais Obras e Características

As obras de Cézanne transitam entre o impressionismo e o cubismo. Assim, podemos encontrar elementos bem próximos das duas vertentes como a busca pela luz e cores característica típica dos impressionistas, que pintavam suas obras ao ar livre. E, ainda, o uso de formar geométricas, característica mais marcante do movimento cubista.

Cezánne produziu paisagens, retratos e natureza morta. Suas obras destacam-se, pois, o pintor foi inovador nas técnicas desde a mudança da perspectiva, ressaltando a forma, o volume e o peso dos objetos.

A Orgia (1864)

A Orgia

O Negro Cipião (1867)

O Negro Cipião

Natureza morta e um relógio preto (1871)

Natureza morta

A Tentação de Santo Antônio (1873)

A Tentação de Santo Antônio

A Casa do Enforcado (1873)

A casa do enforcado

Três Banhistas (1874)

Três banhistas

Vasos, cestas e frutas (1888)

Vasos, cestas e frutas

Mulher com Cafeteira (1890)

Mulher com cafeteira

O Camponês (1891)

O camponês

Os Jogadores de Cartas (1892)

Os Jogadores de Cartas

Vida ainda com gesso cupido (1895)

Cupido de gesso

O Monte Saint-Victoire (1904)

Monte Saint Victorie

Leia também:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.