Urbanização Brasileira


O processo de urbanização no Brasil tem início no século XX com o êxodo rural. Ou seja, o deslocamento de pessoas do campo para as cidades em busca de melhores condições de vida.

Lembre-se que a urbanização é o aumento da população em zonas urbanas em detrimento das zonas rurais.

O processo de industrialização dos centros urbanos foi fundamental para que a urbanização se expandisse cada vez mais no país.

Com a expansão das indústrias e de maiores ofertas de trabalho, o aumento populacional foi significativo nos centros urbanos. Em relação a outros países, a urbanização no Brasil foi tardia, rápida e desordenada.

Urbanização Brasileira
Gráfico mostra o crescimento anual de algumas capitais da federação

Resumo

Até meados do século XX, grande parte da população brasileira vivia nos campos (zonas rurais). Com a expansão da Industrialização esses dados foram se modificando ao longo do tempo.

Assim, com a mecanização de máquinas, as quais já substituíam o homem do campo, o êxodo rural aumenta consideravelmente a partir de 1950.

Esse fator foi influenciado pelos governos de Getúlio Vargas e Juscelino Kubistchek com sua Política Desenvolvimentista e sua famosa frase “50 anos em 5”.

Vale ressaltar que a urbanização foi muito notória no sudeste do país onde a infraestrutura apresentava melhores condições.

E, a partir de 1960 e a construção de Brasília no governo de JK que a região centro-oeste começa a apresentar sinais de urbanização.

Urbanização Brasileira
Mapa mostra a taxa de urbanização no país (2010)

Atualmente, cerca de 80% da população brasileira vive nas zonas urbanas. No entanto, as possibilidades, a infraestrutura e os serviços diferem bastante de uma região para a outra.

A região sudeste, onde está localizada São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte (que concentram a maior parte das Indústrias no país), são as que mais têm crescido nas últimas décadas.

Por outro lado, as regiões norte e nordeste ainda sofrem com carências e aumento da violência nas grandes cidades.

Assim, o aumento acelerado da industrialização e, consequentemente da urbanização, não foi acompanhada por políticas públicas de melhorias e oportunidades para as pessoas.

Isso gerou uma forte desigualdade social e diversos problemas urbanos (desemprego, violência, favelização, poluição, etc.) que atualmente o Brasil vem enfrentando.

Anteriormente, as regiões norte e nordeste (as primeiras a serem colonizadas no pais) possuíam sinais de urbanização.

Porém, aos poucos, foram sendo enfraquecidas com o processo de êxodo rural dos habitantes que buscavam melhores qualidades de vida em outras partes do país.

Na década de 60, a construção de Brasília motivou diversos trabalhadores dessas regiões a migrarem para o centro-oeste.

Questões sobre Urbanização Brasileira

1. (Enem-2011) O Centro-Oeste apresentou-se como extremamente receptivo aos novos fenômenos da urbanização, já que era praticamente virgem, não possuindo infraestrutura de monta, nem outros investimentos fixos vindos do passado. Pôde, assim, receber uma infraestrutura nova, totalmente a serviço de uma economia moderna.

SANTOS, M. A Urbanização Brasileira. São Paulo: EdUSP, 2005 (adaptado).

O texto trata da ocupação de uma parcela do território brasileiro. O processo econômico diretamente associado a essa ocupação foi o avanço da:

a) industrialização voltada para o setor de base.
b) economia da borracha no sul da Amazônia.
c) fronteira agropecuária que degradou parte do cerrado.
d) exploração mineral na Chapada dos Guimarães.
e) extrativismo na região pantaneira.

Alternativac) fronteira agropecuária que degradou parte do cerrado.

2. (UFAC) A intensa e acelerada urbanização brasileira resultou em sérios problemas sociais urbanos, dentre os quais, podemos destacar:

a) Falta de infraestrutura, limitações das liberdades individuais e altas condições de vida nos centros urbanos.
b) Aumento do número de favelas e cortiços, falta de infraestrutura e todas as formas de violência.
c) Conflitos e violência urbana, luta pela posse da terra e acentuado êxodo rural.
d) Acentuado êxodo rural, mudanças no destino das correntes migratórias e aumento no número de favelas e cortiços.
e) Luta pela posse da terra, falta de infraestrutura e altas condições de vida nos centros urbanos.

Alternativa b) Aumento do número de favelas e cortiços, falta de infraestrutura e todas as formas de violência.

3. (PUC-SP) É comum encontrar, nas referências sobre a urbanização no século XX, menções ao fato de ela ter sido fortemente marcada pela metropolização. De fato, as metrópoles são fundamentais para se entender a vida urbana contemporânea. A respeito das metrópoles modernas brasileiras, pode-se afirmar que:

a) não são aglomerações tão grandes quanto as de outros países, porque elas são fragmentadas em vários municípios, como no caso de São Paulo.
b) são configurações cujas dinâmicas, em alguns casos, levaram seus limites para além do núcleo municipal de origem, formando aglomerações multimunicipais.
c) elas são aglomerações modestas em razão da inviabilidade de se administrar em países pobres áreas urbanas de grande porte.
d) apenas uma delas pode ser considerada de fato metrópole, logo, não se pode afirmar que no Brasil houve uma urbanização metropolitana.
e) elas estão com o seu crescimento paralisado, sofrendo, em alguns casos, encolhimento, em função de novas políticas de planejamento.

Alternativa b) são configurações cujas dinâmicas, em alguns casos, levaram seus limites para além do núcleo municipal de origem, formando aglomerações multimunicipais.

4. (Fatec) Considere as afirmações sobre a urbanização brasileira.

I. Embora os números referentes ao processo de urbanização possam conter algumas distorções, resultantes das metodologias utilizadas, é inegável que entre as décadas de 1950 até 1980 o Brasil passou de forma intensa por esse processo.
II. No início da ocupação do território brasileiro, houve grande concentração de cidades na região Sudeste. Esse fenômeno está associado ao processo industrial, que teve seu maior desenvolvimento nessa região.
III. Num mundo cada vez mais globalizado, há um reforço do papel de comando de algumas cidades globais na rede urbana mundial, como é o caso de São Paulo, importante centro de serviços especializados.

Está correto o que se afirma em:

a) I, apenas.
b) II e III, apenas.
c) II, apenas.
d) I e III, apenas.
e) I, II e III.

Alternativa d) I e III, apenas.

5. (UFRN) “[...] Há algumas décadas, a pobreza no Brasil se concentrava no campo e em pequenas e médias cidades desprovidas de iniciativas empresarias. Atualmente, ela se concentra em grandes cidades, onde se acentuaram os contrastes sociais.”

O texto apresenta uma das faces do processo de urbanização brasileiro. Sobre esse processo, é correto afirmar que

a) promoveu a redução do comércio e dos serviços devido à absorção de mão-de-obra no setor industrial.
b) iniciou a partir de núcleos urbanos localizados nas áreas interioranas do país.
c) acentuou a elevação das taxas de natalidade ao favorecer a concentração de pessoas nas cidades.
d) decorreu da industrialização e modernização do campo que acelerou a migração rural-urbana.

Alternativa d) decorreu da industrialização e modernização do campo que acelerou a migração rural-urbana.

Leia também: