Camadas da Atmosfera

Rosimar Gouveia

A atmosfera do planeta Terra costuma ser dividida verticalmente em camadas concêntricas, definidas por suas características de temperatura e pressão.

A densidade da atmosfera decresce à medida que se distancia da superfície terrestre. Isso acontece por causa da gravidade que atrai os gases e aerossóis para perto da superfície.

As camadas são:

Camadas da AtmosferaCamadas da Atmosfera Terrestre

Troposfera

A troposfera é a camada inferior onde vivem e respiram os seres vivos. Se estende desde a superfície terrestre até uma altitude variável entre 8 km (nos polos) a 20 km (no Equador). A temperatura diminui com a altitude.

É na troposfera que ocorrem os fenômenos relacionados com o tempo e sofre grande influência dos mesmos.

Por exemplo, alguns aerossóis agem como núcleos de condensação para o vapor d'água, contribuindo na formação de nevoeiros, nuvens e precipitação.

Estratosfera

É nesta faixa que se encontra a camada de ozônio. Na estratosfera, a temperatura constante na porção inicial (se estende até mais ou menos 50 km acima do solo), vai aumentando gradualmente até o topo da camada. Isso se deve à absorção da radiação ultravioleta pelo ozônio.

Para saber mais leia Camada de Ozônio.

Mesosfera

A temperatura decresce com a altitude novamente nessa faixa, chegando a atingir -90 ºC. A mesosfera atinge até cerca de 80 km.

Termosfera

Essa camada absorve ondas curtas de radiação solar que fazem com que as temperaturas sejam elevadas. A termosfera não tem um limite superior bem delimitado.

Dentro da termosfera, em altitudes superiores a 80 km até cerca de 300 km há uma alta concentração de íons, por isso a região tem o nome de Ionosfera. Os íons são originados das radiações solares de alta energia.

Exosfera

Na exosfera, acima de 500 km, o movimento dos íons é condicionado pelos campos magnéticos da Terra, sendo essa região chamada de Magnetosfera.

Algumas partículas acompanham o campo magnético da Terra em direção aos polos geomagnéticos.

Ao penetrar na ionosfera, colidem com átomos e moléculas de oxigênio e nitrogênio, que são temporariamente energizados.

Quando estes átomos e moléculas retornam do seu estado energético excitado, eles emitem energia na forma de luz, o que constitui as auroras boreais.

Leia sobre o que é a Aurora Boreal.

Composição

Os elementos que compõem o ar são essencialmente o nitrogênio e o oxigênio.

A partir de aproximadamente 80 km, essa composição se torna mais variável com partículas suspensas, vapor de água e alguns gases em pequena quantidade (argônio, neônio, dióxido de carbono).

Também contém pequenas partículas chamadas aerossóis (cristais de gelo, poeira, fuligem, produtos químicos, entre outros) principalmente na baixa atmosfera, próximo à superfície da Terra.

Leia ainda: Atmosfera dos planetas e O que é Atmosfera?

Rosimar Gouveia
Rosimar Gouveia
Bacharel em Meteorologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 1992, Licenciada em Matemática pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2006 e Pós-Graduada em Ensino de Física pela Universidade Cruzeiro do Sul em 2011.