Atmosfera dos Planetas


Atmosfera é a camada de gases que envolve vários planetas e satélites do Sistema Solar. Cada atmosfera tem uma composição diferente, a maior parte dela é bastante rarefeita.

É importante destacar que a composição da atmosfera da Terra é a única no Sistema Solar que permite a existência da vida tal como a conhecemos. Esse diferencial ocorre, principalmente, pela ação da camada de ozônio.

Características da Atmosfera dos Planetas

Mercúrio

A atmosfera de Mercúrio é quase inexistente. Fatores como a gravidade baixa e a temperatura elevada levaram ao seu desaparecimento.

Uma vez que a sua massa é muito pequena, a atmosfera desse planeta é bastante rarefeita.

Composição da atmosfera: 42% de oxigênio, 29% de gás de sódio, 22% de hidrogênio, 6% de hélio e 0,5% de potássio.

Além desses, em Mercúrio é encontrado argônio, dióxido de carbono, Criptônio, neônio, nitrogênio, vapor d’água e xenônio.

Vênus

A atmosfera de Vênus é considerada extremamente densa. Dessa densidade resulta que uma grande porcentagem de luz solar é refletida, o que torna Vênus brilhante e, assim, dificulta a observação da sua superfície.

Vênus é o planeta mais quente do Sistema Solar, com temperaturas que podem chegar a 467 ºC.

Composição da atmosfera: 96,5% de dióxido de carbono e 3,5% de hidrogênio.

Além desses, há pequenas proporções de argônio, dióxido de enxofre, hélio, monóxido de carbono e vapor d'água.

Terra

A composição química da atmosfera da Terra favorece a existência de vida no Planeta.

A camada atmosférica terrestre tem cerca de 10.000 quilômetros de espessura. Como apresenta características diferentes à medida que avançamos para o espaço, é dividida em camadas. São elas: troposfera, estratosfera, mesosfera, termosfera e exosfera.

Composição da atmosfera: 78% de nitrogênio e 21% de oxigênio.

Além desses, há pequenas proporções de argônio, dióxido de carbono e água.

Marte

A atmosfera de Marte é rarefeita e bastante empoeirada. A cor avermelhada do planeta é atribuída à elevada quantidade de poeira na atmosfera.

Composição da atmosfera: 95,3% de dióxido de carbono, 2,7% de nitrogênio e 1,6% de argônio.

Além desses, na atmosfera de Marte é encontrado metano, oxigênio e vapor d’água.

Júpiter

O campo magnético de Júpiter permite a criação de intensa atividade boreal. Os ventos na superfície do planeta provocam uma tempestade atmosférica conhecida como "grande mancha vermelha".

A composição atmosférica do planeta, um gigante de gás, é responsável pela grande emissão de descargas elétricas e atividade radioativa.

Composição da atmosfera: 75% de hidrogênio e 24% de hélio.

Além desses, nele é encontrado amônia e metano.

Saturno

Saturno tem uma atmosfera espessa.

A radiação ultravioleta do Sol provoca na atmosfera superior de Saturno uma série de reações químicas que originam a denominada grande mancha branca. Esse fenômeno pode ser observado a cada 30 anos da Terra.

Composição da atmosfera: 93,2% de hidrogênio e 6,7% de hélio.

Além desses, na sua atmosfera é encontrado acetileno, amônia, etano e metano.

Urano

A atmosfera de Urano é extremamente clara e fria.

O planeta Urano apresenta aspecto azulado, o que decorre da presença de metano na sua atmosfera. Isso porque o metano consome luz vermelha.

Composição da atmosfera: 83% de hidrogênio, 15% de hélio e 2% metano.

Além desses, é encontrado amônia e água em estado sólido.

Netuno

A atmosfera de Netuno é densa.

A pequena quantidade de metano na atmosfera do planeta é o suficiente para lhe conferir a cor azulada, tal como acontece em Urano.

Mas enquanto Netuno apresenta uma cor azul viva, o azul de Urano é bastante claro.

Composição da atmosfera: 80% de hidrogênio e 19% de hélio.

Plutão e Satélites Naturais

Plutão não é um dos planetas do Sistema Solar, mas é um planeta anão.

A sua atmosfera é fina e composta, principalmente, por nitrogênio, metano e monóxido de carbono. A sua superfície é coberta de gelo, os quais são formados dos componentes químicos mencionados.

Quando Plutão se aproxima do Sol sua atmosfera apresenta-se de forma gasosa. Com o afastamento do Sol, apresenta-se de forma sólida em decorrência das baixas temperaturas.

Titã, satélite de Saturno, e Tritão, satélite de Netuno, contam com a presença de atmosfera. A camada atmosférica de Tritão é bastante tênue.

Já Titã, conta com uma camada de gases densa. Na sua composição é encontrado 98,4% de nitrogênio e 1,6% de metano.

A atmosfera de Tritão é formada principalmente de nitrogênio, mas também apresenta metano na sua composição.

Complemente sua pesquisa. Consulte: