Características do Humanismo

Daniela Diana

O Humanismo foi uma corrente de pensamento que tinha como principais características o antropocentrismo, a racionalidade e o cientificismo.

Este movimento cultural e filosófico, desenvolvido entre os séculos XIV e XVI na Europa, firmou a base do Renascimento e marcou a transição entre a Idade Média e a Moderna.

Principais características do Humanismo

  • Antropocentrismo, onde o homem está no centro do conhecimento;
  • Cientificismo, de modo a encontrar respostas científicas dos fenômenos naturais;
  • Racionalismo, em que a razão humana prevalece;
  • Demonstração da figura humana, suas expressões e detalhes das proporções, baseada nos modelos clássicos greco-romanos;
  • Descentralização do conhecimento, onde a Igreja perde o monopólio do conhecimento com o desenvolvimento da imprensa.

A origem do Humanismo

O movimento humanista começou na Itália, no século XIV. Trata-se de um período de transição para as nações europeias no âmbito das artes e da economia. Nesse momento, passa-se do feudalismo para o mercantilismo e os ideais burgueses começam a influenciar a dinâmica social.

Uma das principais características do humanismo é Antropocentrismo, onde o homem torna-se o centro do mundo. Desta forma, tem-se a valorização do ser humano, bem como de suas emoções e pensamentos.

Saiba mais sobre as Características do Renascimento.

O Humanismo na Literatura

Na literatura, o humanismo é uma fase de transição entre o trovadorismo e o classicismo. Esse movimento teve início a partir das obras de Francesco Petrarca, poeta italiano considerado o pai do Humanismo. Ele contribuiu para a criação dos sonetos reunindo cerca de 300 em sua obra.

Entre seus principais representantes está Dante Alighieri, numa tendência que chegou a toda a Europa. Sem dúvida, sua obra que merece maior destaque é seu poema épico A Divina Comédia, publicada no século XIV.

Além deles, podemos citar:

  • o escritor neerlandês Erasmo de Roterdã;
  • o poeta italiano Giovanni Bocaccio;
  • o humanista francês Michel de Montaigne;
  • os escritores portugueses: Gil Vicente e Fernão Lopes.

O Humanismo em Portugal

O Humanismo em Portugal tem início com a nomeação de Fernão Lopes a cronista-mor da Torre do Tombo, em 1418.

O Humanismo é considerado um período rico na produção literária portuguesa, principalmente a prosa após a nomeação de Fernão Lopes. É nessa fase que Gil Vicente desenvolve o teatro popular.

Juntos, prosa e teatro revelam as transformações de Portugal nos setores da política, economia e na sociedade.

Leia mais sobre esse movimento em:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.