Características do Parnasianismo

Daniela Diana

As características do parnasianismo residem na sentença “arte pela arte”, ou seja, na busca da perfeição das formas poéticas e no rigor estético, permeado por valores clássicos.

Diante disso, os escritores parnasianismo buscavam o sentido da vida ao escrever sobre temas da realidade, fatos históricos e assuntos pertencentes à cultura clássica, por exemplo, a mitologia.

Eles pretendiam, sobretudo, atingir o mais alto grau de perfeição através da preocupação com a estética poética, desde metrificação, versificação e esquema de rimas. Ou seja, eles se preocupavam mais com a forma poética em detrimento do conteúdo propriamente dito.

Foi assim que os parnasianos utilizavam palavras cultas e rimas raras, ricas e perfeitas em suas composições. O tipo de composição poética mais explorada foi o soneto, um poema de forma fixa formado por dois quartetos e dois tercetos.

Contexto Histórico

O Parnasianismo foi um movimento artístico que surgiu na segunda metade século XIX na França, e que aos poucos foi se espalhando pelo mundo.

Com as invenções (locomotiva, fotografia, telefone, fonógrafo, lâmpada, etc.) e as novas descobertas científicas da época (nas áreas da matemática, física, química, biologia, psicologia, medicina, etc.), os parnasianos buscavam a interpretação de questões humanas através do cientificismo, positivismo e materialismo.

Em meio ao contexto da Revolução Industrial Inglesa e os avanços da metalurgia, o mundo apresentava inúmeras e profundas mudanças na economia. Com isso, o aumento da população, a acelerada urbanização e avanço dos transportes, resultaram em diversas mudanças na mentalidade humana.

Tudo isso está refletido nas obras produzidas nessa época, donde o subjetivismo e emoção do escritor, cultivados pelo movimento anterior do romantismo, dá lugar a impessoalidade e a valorização das ciências.

Principais Caraterísticas

  • Oposição ao romantismo
  • Objetivismo e racionalismo
  • Cientificismo e positivismo
  • Valorização da cultura clássica
  • Rigor estético e culto à forma poética
  • Linguagem clássica, refinada e rebuscada
  • Descrição detalhada de cenas e objetos
  • Poesia lógica e complexa
  • Impessoalidade

Para complementar sua pesquisa veja também os artigos:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.