Complemento Nominal

Márcia Fernandes
Márcia Fernandes
Professora licenciada em Letras

Complemento nominal é a informação que completa o sentido de um nome - substantivo, adjetivo ou advérbio - contido na oração.

Exemplos de complemento nominal

  • Frituras fazem mal ao fígado. (“ao fígado” completa o sentido do adjetivo “mal”)
  • Estamos ansiosos com a sua chegada. (“com a sua chegada” completa o sentido do adjetivo “ansiosos”)
  • Alguém tem notícias dela? (“dela” completa o sentido do substantivo “notícias”)
  • Fique perto de mim. (“de mim” completa o sentido do advérbio “perto”)
  • Música alta faz mal aos ouvidos. (“aos ouvidos” completa o sentido do advérbio “mal”)
  • Estavam radiantes com as suas notas. (“com as suas notas” completa o sentido do adjetivo “radiantes”)

O complemento nominal pode ser representado por uma oração subordinada substantiva completiva nominal:

  • Tenho esperança de que eles compareçam. (“de que eles compareçam” completa o sentido do substantivo “esperança”)
  • Receio que ele chegue à conclusão de que eu já sabia. (“de que eu já sabia” completa o sentido do substantivo “conclusão”)

Complemento nominal e complemento verbal

Os complementos nominais vêm sempre seguidos de preposição, tal como o objeto indireto (este, um complemento verbal).

Assim, é importante não confundir esses dois termos. Enquanto a função do complemento nominal é completar o sentido de um nome, a função do objeto indireto é completar o sentido de um verbo.

Exemplos:

  • As crianças têm medo do escuro. (“do escuro” é complemento nominal do substantivo “medo”)
  • Já dei o presente ao meu pai. (“ao meu pai” é complemento verbal, pois é o objeto indireto do verbo “dar”: Dei ao meu pai. “O presente” é objeto direto)
  • Esteja atento ao telefone. (“ao telefone” é complemento nominal do adjetivo “atento”)
  • Já falo com você. (“com você” é complemento verbal, pois é o objeto indireto do verbo “falar”)

Complemento nominal e adjunto adnominal

É importante não confundir o complemento nominal com o adjunto adnominal.

Enquanto o complemento nominal tem a função de completar um substantivo, adjetivo ou advérbio, o adjunto adnominal caracteriza um substantivo.

Exemplos:

  • Detesto a demora do ônibus. (“do ônibus” é complemento nominal, pois completa o sentido do substantivo “demora”)
  • Ainda não comprei os presentes de Natal. (“de Natal” é adjunto adnominal, pois caracteriza, distingue, o substantivo “presentes”)

Saiba mais sobre Adjunto adnominal e complemento nominal: qual a diferença?

Exercícios sobre complemento nominal

1. (FMU) Em: Tinha grande amor à humanidade / As ruas foram lavadas pela chuva / Ele é rico em virtudes. Os termos destacados são, respectivamente:

a) complemento nominal, agente da passiva, complemento nominal
b) objeto indireto, agente da passiva, objeto indireto
c) complemento nominal, objeto indireto, complemento nominal
d) objeto indireto, complemento nominal, agente da passiva
e) complemento nominal, complemento nominal, complemento nominal

Alternativa correta: a) complemento nominal, agente da passiva, complemento nominal.

“à humanidade” completa o sentido do substantivo “amor”, por isso é complemento nominal;

“pela chuva” é agente da passiva, pois indica o que executou a ação de lavar as ruas, cujo verbo está na voz passiva “foram lavadas”;

“em virtudes” completa o sentido do adjetivo “rico”, por isso é complemento nominal.

2. (UM-SP) Em "Não eram tais palavras compatíveis com a sua posição", o termo em destaque é:

a) complemento nominal
b) objeto indireto
c) objeto direto
d) sujeito
e) agente da passiva

Alternativa correta: a) complemento nominal.

“Com a sua posição” é complemento nominal, pois completa o sentido do adjetivo “compatíveis”.

Não poderia ser objeto direto ou indireto, pois não está completando o sentido de um verbo.

3. (FMU-FIAM-FAAM-SP) Identifique a alternativa em que aparece um complemento nominal.

a) Sanches esteve frio.
b) Tive medo de perdê-lo.
c) Exprimia-se brevemente.
d) O caso era outro.
e) Manobrava, então, para voltar, à carga.

Alternativa correta: b) Tive medo de perdê-lo.

“de perdê-lo” é complemento nominal, pois completa o sentido do substantivo “medo”.

Quanto às alternativas restantes:

a) Sanches esteve frio. “frio” é predicativo do sujeito, pois está atribuindo uma qualidade ao sujeito “Sanches”;
c) Exprimia-se brevemente. “brevemente” é adjunto adverbial de modo, pois modifica o sentido do verbo “exprimir”;
d) O caso era outro. “outro” é predicativo do sujeito, pois está atribuindo uma qualidade ao sujeito “caso”;
e) Manobrava, então, para voltar, à carga. “à carga” é complemento verbal, pois completa o sentido do verbo “voltar”.

Leia também: Exercícios de complemento nominal

Márcia Fernandes
Márcia Fernandes
Professora, pesquisadora, produtora e gestora de conteúdos on-line. Licenciada em Letras pela Universidade Católica de Santos.