Consequências da Segunda Guerra Mundial


A Segunda Guerra Mundial, ocorrida entre 1939 e 1945, resultou na morte de 45 milhões de pessoas e 35 milhões de feridos. A maior quantidade de vítimas foi registrada na União Soviética, com 20 milhões de mortos.

Na Polônia, 6 milhões foram mortos e na Alemanha 5,5 milhões. Em decorrência do conflito, morreram, ainda, 1,5 milhão de japoneses.

Entre as vítimas na Europa, 6 milhões em judeus, que foram perseguidos no projeto de Adolf Hitler (1889 - 1945), que ficou conhecido como Solução Final.

A morte durante a Segunda Guerra Mundial ocorreu em escala industrial. Os nazistas alemães elaboraram complexos sistemas de eliminação física em campos de concentração e de morte.

Saiba tudo sobre a Solução Final lendo os artigos:

Consequências para o Mundo

Além do custo de vidas, o conflito gerou 1 trilhão e 385 milhões de dólares em perdas monetárias. Do montante, 21% coube aos Estados Unidos, 13% à União Soviética e 4% ao Japão.

Todos os 72 países envolvidos acumularam perdas em diferentes proporções. Houve intensa queda na produção industrial e os investimentos dos governos foram direcionados para a guerra, em detrimento de outras áreas, gerando intensos problemas sociais.

Se para a maioria dos países houve perda, para os Estados Unidos, a guerra resultou em fortalecimento de sua posição imperialista.

Durante o conflito, os EUA investiram US$ 300 bilhões na guerra, que foram recuperados com o empenho na indústria armamentista, que cresceu 75%.

Os Estados Unidos também passaram à posição de credores dos países destruídos e em 1948 elaboraram um plano de auxílio financeiro, que direcionou somente para a Europa US$ 38 bilhões.

O Japão, que teve as cidades de Hiroshima e Nagazaki destruídas por duas bombas atômicas lançadas pelos EUA, receberam 2,5 bilhões para a reconstrução.

O auxílio norte-americano, que foi denominado Plano Marshall, foi recusado pela União Soviética, dando início ao processo que ficou conhecido como Guerra Fria.

Novo Mapa da Europa

Uma série de decisões diplomáticas já no decorrer da Segunda Guerra Mundial redesenharam o mapa da Europa e redefiniram as questões políticas mundiais.

Ainda em guerra contra o Japão, em 1943, os Aliados (liderados por Grã-Bretanha, Estados Unidos e União Soviética) realizaram uma conferência no Cairo com a participação do presidente norte-americano Franklin Roosevelt, o primeiro ministro inglês Winton Churchill e o líder da China Chiang Kai-shek.

No encontro ficou definido que após a derrota do Japão, a China receberia os territórios ocupados no decorrer da guerra e a independência da Coreia seria restabelecida.

Ainda em 1943, em dezembro, outro encontro, desta vez com Churchill, Roosevelt e o líder russo Stalin, os Estados Unidos reconheceram a anexação da Estônia, Letônia e Lituânia, além do leste da Polônia, pela União Soviética.

O encontro ficou conhecido como Conferência de Teerã, capital do Irã, e a reunião dos líderes passou a ser chamada de "os três grandes".

Ao fim da guerra, em 1945, Churchill, Roosevelt e Stálin reuniram-se novamente em Yalta, na União Soviética.

A Conferência de Yalta definiu:

  • Fixou a Linha Curzon como fronteira entre a União Soviética e a Polônia, com a cedência dos territórios poloneses aos soviéticos em partilha já firmada em 1939;
  • Anexação pela Polônia dos territórios alemães da parte leste até as margens do rio Oder,
  • Grã-Bretanha, Estados Unidos e União Soviética passaram a controlar os países libertados do leste europeu,
  • A Alemanha seria dividida em duas zonas e permaneceria sob a direção de um conselho aliado;
  • A União Soviética passou a controlar os países do leste europeu
  • Um novo encontro, a Conferência de Potsdam, desta vez em julho de 1945, estabeleceu a partilha dos pagamentos que a Alemanha deveria efetuar por conta da guerra.
  • Ficou estabelecido na conferência que os alemães deveriam repassar US$ 20 bilhões, sendo 50% do valor destinado à União Soviética, 14% à Grã-Bretanha, 12,5% aos Estados Unidos e 10% para a França.
  • A Alemanha ainda foi dividida em quatro zonas de ocupação.
  • Como punição, a Alemanha foi obrigada a reduzir a produção de aço e a maior parte da indústria siderúrgica foi transferida para os países aliados.

Saiba mais sobre a Conferência de Yalta.

Também ficou definido que os nazistas que comandaram as ações de extermínio seriam julgados em um tribunal especial.

O Tribunal de Nuremberg, como ficou conhecido, resultou na condenação de 12 líderes nazistas à morte.

Complemente sua pesquisa lendo ainda: