Fator Rh

Lana Magalhães

O fator Rh é um sistema de grupos sanguíneos, descoberto a partir do sangue do macaco Rhesus. Ele indica se o sangue é positivo ou negativo.

Descoberta do fator Rh

O fator Rh foi descoberto em 1940, pelos cientistas Landsteiner e Wiener, através de experimentos envolvendo coelhos e macacos do gênero Rhesus, daí a origem do nome do fator Rh.

Eles descobriram que ao injetar o sangue do macaco nos coelhos, começava a produção de anticorpos para combater as hemácias que foram introduzidas. Esses anticorpos foram denominados de anti-Rh e eram os responsáveis por aglutinar as hemácias do macaco Rhesus.

Em testes com o sangue humano, as pesquisas demostraram que determinados tipos de sangue possuem ausência do fator Rh, uma vez que os indivíduos que apresentaram as hemácias aglutinadas pelo anticorpo Rh.

Fator Rh
Descoberta do fator Rh

Assim, surgiu a classificação como Rh positivas (Rh+), enquanto que as hemácias que não se aglutinaram, foram classificadas como Rh negativas (Rh-).

Assim, nem todas as pessoas possuem o antígeno Rh. Para saber se uma pessoa possui Rh+ ou Rh-, é realizado um exame no qual se mistura o amostra de sangue em uma solução de Rh. Se ocorre aglutinação das hemácias, o sangue é do tipo Rh+, se não ocorrer é porque a pessoa é Rh-.

Genética do fator Rh

A determinação do sistema Rh é feita por um par de alelos com dominância completa, sendo o alelo R o dominante e o alelo r recessivo.

Assim, os genótipos do fator Rh são os seguintes:

Genética do Fator Rh
Fator RhHemáciasGenótipo
Rh+Antígeno RhRR ou Rr
Rh-Sem antígeno Rhrr

Fator Rh na gravidez

Eritroblastose fetal
Eritroblastose fetal

É importante reconhecer o fator Rh no momento de transfusões sanguíneas. Por exemplo, uma pessoa com Rh- não deve entrar em contato com o sangue Rh+.

Isso ocorre porque o organismo tentará destruir as substâncias não conhecidas presente no sangue recebido.

Existe também risco de problemas de incompatibilidade sanguínea durante a gravidez. Considere uma mulher com Rh- grávida de uma bebê com Rh+, nesse caso, as hemácias do bebê, vistas como um agente estranho, poderão ser destruídas pelo sistema de defesa do organismo da mãe.

Essa condição é conhecida por eritroblastose fetal e pode causar a morte do bebê durante a gestação ou depois do nascimento.

No conjunto de Rh não haverá anticorpos anti-Rh já prontos no plasma. Esses anticorpos só são produzidos se uma pessoa Rh- acabar recebendo sangue de uma pessoa Rh+.

Grupos sanguíneos

Os tipos ou grupos sanguíneos foram descobertos no início do século XX, ao misturar amostras de sangues de diversas pessoas. Observou-se que em alguns casos as hemácias se aglutinavam, concluindo que existiam diferentes tipos de sangue com reações entre eles indicando a incompatibilidade.

Os mais importantes tipos sanguíneos da espécie humana são o Sistema ABO e o Fator Rh.

No Sistema ABO existem quatro tipos de sangue: A, B, AB e O. Cada um deles é determinado pela presença ou ausência de aglutinogênios e aglutininas.

A incompatibilidade sanguínea pode ocorrer as aglutininas reagem com os antígenos. Assim, é importante reconhecer os tipos sanguíneos no momento de uma transfusão.

Confira a tabela de compatibilidade entre os tipos sanguíneos:

Tabela de grupos sanguíneos

Saiba mais, leia também:

Lana Magalhães
Lana Magalhães
Licenciada em Ciências Biológicas (2010) e Mestre em Biotecnologia e Recursos Naturais pela Universidade do Estado do Amazonas/UEA (2015). Doutoranda em Biodiversidade e Biotecnologia pela UEA.