Filtração

Lana Magalhães

A filtração é um método de separação de misturas heterogêneas sólido-líquido e gás-sólido.

É o método mais comum de separação de um sólido insolúvel a partir de um líquido.

No cotidiano, a filtração é frequentemente aplicada para a remoção de partículas sólidas nas estações de tratamento de água e na preparação do café, por exemplo.

Tipos

Existem dois tipos de filtração: a simples e a vácuo.

Filtração simples ou comum

Filtração

A filtração simples, ilustrada no exemplo acima, é feita com a instalação de uma barreira que pode ser papel ou rede filtro no funil.

O funil é colocado na entrada do recipiente e a mistura de água e areia é vertida para dentro.

Assim, as partículas sólidas, que são chamadas de resíduos, param na barreira e ficam separadas do material filtrado.

Filtração a vácuo

Filtração

A filtração a vácuo ou filtração por pressão reduzida é usada para acelerar o processo de separação e consiste na rarefação do ar abaixo do filtro.

O processo é realizado dentro do funil de Buchner, um instrumento de porcelana perfurado no fundo.

O funil de Buchner é colocado sob o kitassato que recebe o líquido que está sendo filtrado.

Essa é uma técnica usada para a separação de um produto sólido a partir de uma mistura de solvente por meio de reação química.

Nesse processo, a mistura de líquido e sólido é vertida através de um papel em um funil de Buchner.

O sólido é preso pelo filtro e o líquido retirado através do funil para dentro do balão, por um vácuo.

Outros métodos de separação de misturas

Outros métodos de separação de misturas heterogêneas incluem:

Para separar as misturas homogêneas, os métodos utilizados são a destilação simples ou fracionada e a cristalização.

Saiba mais, leia também:

Lana Magalhães
Lana Magalhães
Licenciada em Ciências Biológicas (2010) e Mestre em Biotecnologia e Recursos Naturais pela Universidade do Estado do Amazonas/UEA (2015). Doutoranda em Biodiversidade e Biotecnologia pela UEA.