Gian Lorenzo Bernini

Daniela Diana

Gian Lorenzo Bernini (1598-1680) foi um escultor e arquiteto italiano considerado a maior expressão do barroco. Grande parte de sua obra está espalhada nas cidades de Roma e do Vaticano.

Embora seja mais conhecido pelo seu trabalho de arquiteto e escultor, Bernini foi um artista múltiplo. Ele também produziu desenhos, pinturas e ainda, foi produtor de espetáculos.

Biografia

Autorretrato de Bernini
Autorretrato de Bernini

Gian Lorenzo Bernini nasceu em Nápoles dia 07 de dezembro de 1598. Ainda criança, Bernini mudou-se com a família para Roma. Filho de um escultor, Pietro Bernini, entrou em contato muito cedo com as obras de grandes artistas florentinos.

Foi educado conhecendo a escultura e arquitetura romanas, gregas e renascentistas. Essa condição o ajudou a desenvolver uma composição considerada fora do comum para a época.

Seus trabalhos chamaram a atenção do pintor Annibale Carracci. O primeiro papa que lhe contratou foi Paulo V. O religioso, considerado um dos maiores entusiastas da obra de Bernini, foi o cardeal Barberini.

O cardeal foi eleito Papa Urbano VIII. Entre as obras de Bernini encomendadas pelo Papa Urbano VIII está "São Sebastião", em 1617.

A pedido do Papa, remodelou a igreja de Santa Bibiana, em Roma, durante os anos em de 1624 e 1926. Ele também projetou e construiu o túmulo de São Pedro, que fica na Basílica de São Pedro, no Vaticano.

Na mesma basílica, Bernini assumiu a decoração dos quatro pilares da cúpula. O artista também projetou e esculpiu diversos bustos, como do cardeal Borgheses, em 1632.

Bernini procurou combinar a escultura com a arquitetura e para ter êxito nos projetos, contou com o auxílio de muitos ajudantes. Sua precisão artística chamou a atenção do rei da França, Luís XIV.

O rei o convidou para reformar o Louvre, o que não aconteceu por divergências de opinião sobre a arte francesa e a italiana. Ainda assim, Bernini esculpiu o busto de Luís XVI.

Bernini morreu em Roma no dia 28 de novembro de 1680 com 81 anos.

Características da Obra

Seguindo o movimento barroco, a principal característica era transportar o observador à intensidade da experiência religiosa.

Assim, na obra de Bernini podemos observar:

  • Estilo excessivamente expressivo
  • Realismo chocante
  • Detalhes das expressões faciais conforme a emoção da personagem
  • Ao observador é possível imaginar que a obra possa falar, gritar, alegrar-se e sofrer
  • Corpos alongados e gestos expressivos
  • Na arquitetura: colunas retorcidas, jogos de luz, entre outros
  • Ilusão de movimento de corpos, cabelo e tecido

Principais obras

Escultura

Apolo e Dafne

Apolo e Dafne

A escultura em tamanho real é uma alusão à perseguição do deus grego Apolo à ninfa Dafne. A obra demonstra o exato momento em que Dafne vira um loureiro como forma de se proteger de Apolo.

Entre os detalhes esculpidos em mármore está a ilusão de movimento da cena para o observador. Até mesmo os cabelos das personagens iludem ao movimento. Essa obra está na Galleria Borghese, em Roma, Itália.

O Rapto da Proserpina

O rapto de proserpina

Essa é considerada uma das mais fantásticas obras de Bernini, esculpida quando o artista tinha 24 anos.

Na mitologia grega, Proserpina é Perséfone, filha de Deméter, que é raptada por Plutão e levada para o submundo. Vale lembrar que Plutão corresponde a Hades na mitologia grega.

Bernini eleva a escultura ao máximo do realismo, mostrando os dedos de Plutão abarcando a pele de Prosérpina. O medo é estampado na face, bem como as tentativas de defender-se do algoz. Essa obra encontra-se na Galleria Borghese, em Roma, Itália.

O Êxtase de Santa Teresa

O êxtase de santa Teresa

Essa escultura representa o momento em que Santa Teresa de Ávila é atingida pelo anjo do amor divino.

A obra é uma combinação de arquitetura, iluminação e escultura. Ela encontra-se na Capela Cornaro da Igreja de Santa Maria della Vittoria, em Roma, Itália.

Arquitetura

O estilo arquitetônico de Bernini também influenciou no planejamento urbano. São de sua autoria as 284 colunas jônicas da Praça São Pedro no Vaticano e o interior da Basílica de São Pedro.

Praça São Pedro
Praça São Pedro no Vaticano

Projetou e executou a Fontana dei Quattro Fiumi (fonte dos quatro rios) entre os anos de 1648 e 1651. Essa obra foi concebida a pedido do papa Inocêncio X. O nome da obra remete os principais rios dos continentes do mundo: Rio Nilo, na África; Rio Ganges, na Ásia; Rio da Prata, na América; e o Rio Danúbio, na Europa.

Fontana dei Quattro Fiumi
Fontana dei Quattro Fiumi na Praça de Navona em Roma

Também foi ele queprojetou obelisco da Piazza della Minerva (obelisco do elefante) em 1667. Localizado em Roma, a escultura recebe esse nome pois sua base é um elefante.

Obelisco da Piazza della Minerva
Obelisco do elefante na Piazza della Minerva em Roma

Uma das grandes obras da arquitetura barroca projetada por Bernini foi a igreja Sant'Andrea al Quirinale (Igreja de Santo André no Quirinal), também localizada em Roma. O artista trabalhou ao lado de Giovanni de'Rossi durante os anos de 1658 e 1661.

Igreja de Santo André no Quirinal
Igreja Sant'Andrea al Quirinale em Roma

Leia também:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.