Estilo Barroco

Daniela Diana

O Estilo Barroco, período denominado de Seiscentismo, surgiu na Itália em 1600. Ele se manifestou na arquitetura, pintura, escultura, música, literatura e teatro.

Contexto Histórico

O barroco surge durante o período da Contrarreforma de Martinho Lutero. Ou seja, em meio à crise da Idade Média, decorrente sobretudo das dificuldades econômicas e lutas religiosas que ocorriam em grande parte da Europa.

A mudança de mentalidade tem início com o surgimento do antropocentrismo renascentista onde o homem ocupa uma posição central.

Fica claro que esse momento é caracterizado pela confusão de conceitos e ideias, busca dos valores humanísticos e o conflito do corpo e da alma.

Caraterísticas do Barroco

As principais caraterísticas do estilo barroco são:

  • Contrastes, dualidades e excessos;
  • Temas religiosos e profanos;
  • Estilo exuberante e decorativo;
  • Figuras de linguagem: antítese, paradoxo, hipérbole, metáfora, prosopopeia.

Arquitetura Barroca

Basílica de São Pedro no Vaticano
Basílica de São Pedro, no Vaticano

A arquitetura barroca demonstra uma libertação espacial das geometrias, perpetrando uma riqueza de detalhes que exasperavam as emoções.

Trata-se de uma declaração visível da riqueza e do poder da Igreja cujo estilo manifestou-se, em particular, no contexto das novas ordens religiosas.

Dessa maneira, na arquitetura barroca o que prevalecia era a teatralidade e as obras monumentais. Provocava distintos resultados visuais, tanto no exterior, quanto no interior das construções.

Pintura Barroca

A pintura barroca é uma pintura realista, a qual costuma retratar o interior das casas, paisagens e cenas populares.

Este estilo de pintura também está ligada à representação religiosa, tanto católica quanto protestante.

Os principais atributos da pintura barroca são a composição simétrica, o equilíbrio da arte renascentista e o contraste de claro-escuro.

Vocação de São Mateus de Caravaggio
Vocação de São Mateus, de Caravaggio

Quanto à luz, vale lembrar esta não aparece naturalmente, pois sua intenção é guiar o olhar do observador até o episódio principal da obra.

As principais características da pintura barroca são:

  • Composição assimétrica, em diagonal - que se revela num estilo grandioso, monumental, retorcido, substituindo a unidade geométrica e o equilíbrio da arte renascentista.
  • Acentuado contraste de claro-escuro (expressão dos sentimentos) - era um recurso que visava intensificar a sensação de profundidade.
  • Realista, pois abrange todas as camadas sociais.
  • Escolha de cenas no seu momento de maior intensidade dramática.

Os principais pintores barrocos são:

Escultura Barroca

O êxtase de Santa Teresa de Bernini
O Êxtase de Santa Teresa, de Bernini

A escultura barroca é caracterizada pelo predomínio das linhas curvas, as quais procuram manifestar os movimentos.

São potencializados por efeitos decorativos, principalmente, os gestos e os semblantes das personagens que manifestam emoções fortes e extremamente dramáticas.

O principal representante da escultura barroca foi Bernini (1598-1680).

Música Barroca

No Barroco, a música surge como incremento tonal, explorando tons desarmônicos por dentro das escalas diatônicas como alicerce para as modulagens na peça musical.

As qualidades mais importantes da música barroca são o uso do baixo contínuo, do contraponto e da harmonia tonal. Isso tudo em oposição aos modos gregorianos até então vigentes.

Assim, compositores e intérpretes usaram ornamentação musical. O resultado fez com que a música aumentasse em tamanho, variedade e complexidade, além estabelecer inúmeras formas musicais novas, como a "Ópera".

Os nomes mais representativos da música barroca são:

  • Antônio Vivaldi (1678-1741)
  • Johann Sebastian Bach (1685-1750)
  • Domenico Scarlatti (1685- 1757)

Literatura Barroca

A literatura barroca se diferencia pelo uso da linguagem dramática. É encontrada principalmente no exagero de figuras de linguagem, como hipérboles, metáforas, anacolutos e antíteses.

Elas buscam uma forma de proclamar o conflito entre o humanismo renascentista e a tentativa de restauração de uma religiosidade medieval. Isso tudo, situada entre a razão e a fé, numa peleja entre o não-espiritual e o espiritual.

Na literatura brasileira, o Barroco tem como marco inicial a publicação do poema épico "Prosopopeia", de Bento Teixeira, em 1601.

No barroco literário os dois estilos empregados foram: o "cultismo" e o "conceptismo". Eles correspondem respectivamente, ao "jogo de palavras" e ao "jogo de ideias".

Os principais autores do barroco literário são:

Leia mais:

Teatro Barroco

No teatro barroco não será o esplendor visual que irá glorificar Deus e, ao mesmo tempo, o prazer humano pelo belo.

Esta prerrogativa ficará com o poeta que utilizará a palavra como atributo rebuscado, tal qual a cenografia, com elementos da pintura barroca.

Curiosidade: Você sabia?

A palavra Barroco provém da língua latina "verruca" e significa pérola irregular e imperfeita.

Leia mais sobre a Arte Barroca.

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.