Pintura Barroca 

Laura Aidar

A pintura barroca integra o conjunto de manifestações artísticas ocorridas no período denominado barroco.

Esse período começou em 1600 em Roma, na Itália, e espalhou-se por toda a Europa. Posteriormente chega também ao continente americano, com a vinda dos colonizadores portugueses e espanhóis.

Surgiu junto com outras manifestações barrocas, como a escultura e a arquitetura.

Ela é marcada pelo estilo religioso, dramático, com a clara demonstração do estado emocional e apelo aos sentidos.

vocação de são mateus, de Caravaggio
Vocação de São Mateus (1600), do italiano Caravaggio, é um exemplo da pintura barroca

Contexto Histórico

Como um todo, a arte barroca também chegou à arquitetura, escultura e literatura. O que seria uma forma de democratizar a arte, que deveria chegar a todos, virou um movimento intelectual.

É considerado um período de contrarreforma católica na arte e perdurou entre 1590 e 1720, refletindo as tensões católicas da época.

A pintura barroca refletiu um período da história em que o direito divino dos reis era questionado e, com isso, seu poder.

Estava em causa o poder de reis da França, Espanha, Áustria e da Grã-Bretanha. Do outro lado, os reformistas brigavam pela autodeterminação nacional ou pessoal.

Até então, a Igreja Católica utilizava sua influência e apontava a arte em exuberantes edifícios adornados em afrescos pintados nos tetos e paredes. O objetivo era ilustrar esplendor divino em suas várias passagens bíblicas.

A importância da pintura foi reconhecida por reis e imperadores que também passaram a financiar projetos arquitetônicos e murais adornados com pintura a óleo.

A arte tornou-se objeto de desejo da classe média. Passou a ser comum a encomenda de pinturas de natureza-morta e retratos. Era uma forma de demonstrar a mudança de status.

Características da Pintura Barroca

O estilo barroco desenvolveu-se em diversos locais, portanto, suas características não são as mesmas em todos os locais.

Entretanto, algumas características marcantes são recorrentes, como:

  • Religiosidade
  • Realismo
  • A busca da fé por meio dos sentidos
  • Grandeza
  • Sensualidade
  • Forte conteúdo emocional
  • Teatralidade
  • Representação do Infinito
  • Efeito unificado
  • Representação do espaço em movimento
  • Valorização das luzes e sombras

Pintura Barroca no Brasil

O pintor Manoel da Costa Ataíde é considerado a principal expressão da pintura do barroco no Brasil.

Nasceu em 1762, em Mariana, Minas Gerais e suas obras são observadas em Ouro Preto, onde morreu em 1830.

pintura barroca
Pintura da Sacristia da Igreja de São Francisco de Assis, em Mariana (MG), de Manuel da Costa Ataíde

A obra do mestre Ataíde, como ficou conhecido, era fiel à característica religiosa do barroco. As personagens de inspiração bíblica exibem traços brasileiros.

Entre suas obras está o painel da nave da Igreja de São Francisco de Assis da Penitência, na cidade de Ouro Preto.

Pintura Barroca Italiana

Por ter se iniciado na Itália, o estilo barroco está fortemente associado à cultura desse país.

De forma geral, a pintura italiana desse período prezava por uma composição baseada na distribuição diagonal do elementos e cenas com grandes contrastes de claro-escuro, o que valorizava o caráter sentimental.

Outra característica marcante era o realismo da pintura, assim como a representação tanto da vida na realeza quanto do cotidiano do povo humilde.

A última ceia (1592-1594), de Tintoretto
A última ceia (1592-1594), de Tintoretto, é um exemplo de pintura do barroco italiano

Pintura Barroca Espanhola

A pintura espanhola está entre as mais marcantes expressões do barroco. A influência ocorreu porque o país era governado por reis de elevada identificação com a Igreja Católica.

O fervor religioso traduzido na pintura é motivo de orgulho nacional na Espanha. Em geral, os retratos demonstram tensão mística, realismo intenso, paixão e sofrimento.

Os espanhóis de maior destaque no Barroco são:

  • Francisco de Zurbarán (1598-1664): era considerado um artista devocional.
  • Diego Velázquez (1599-1660): retratista da corte de Filipe IV e pintor monumental.
  • Bartolomé Esteban Murillo (1617-1682): evidenciava a campanha do Vaticano de contra-reforma em suas obras.
As Meninas (1656), de Velásquez
As Meninas (1656), de Velásquez, é uma obra-prima do barroco espanhol

Outros nomes que se destacaram no Barroco Europeu foram:

  • Caravaggio (1571-1610): pintor italiano.
  • Rembrandt (1606-1669): pintor holandês.
  • Johannes Vermeer (1632-1675): pintor holandês.
  • Peter Paul Rubens (1577-1640): pintor flamengo.

Para saber mais sobre temas relacionados, veja também:

Laura Aidar
Laura Aidar
Licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2007. Formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design de São Paulo (2010).