Rembrandt

Daniela Diana

Rembrandt foi um pintor holandês do barroco europeu que vigorou nos séculos XVI e XVII na Europa. Ele é considerado um dos mais importantes pintores do período.

Biografia

Autorretrato de Rembrandt

Autorretrato de Rembrandt (1660)

Rembrandt Harmenszoon van Rijn nasceu dia 15 de julho de 1606, em Leiden, Holanda. Filho de uma família simples, Rembrandt teve oito irmãos.

Desde pequeno demostrou sua inclinação para as artes plásticas. As sete anos ingressou na Escola Latina da cidade e mais tarde, na Universidade de Leiden. Por conseguinte, foi estudar na oficina do pintor Pieter Lastman, em Amsterdã.

Acabou instalando um ateliê ali, estabelecendo-se na cidade. Além de pintor, Rembrandt fez gravuras e ministrou aulas. Depois de reconhecido como pintor, a corte de Haia encomendou algumas de suas pinturas.

Casou-se com Saskia van Uylenburgh, em 1634, e com ela teve quatro filhos. No entanto, somente um deles sobreviveu: Titus. Saskia foi uma das principais figuras femininas que serviu de modelo para suas obras.

Ficou rico com a venda de suas obras, momento em que passou a viver numa mansão. No entanto, após a morte de sua esposa em 1642, passa por uma crise financeira sendo obrigado a vender parte de seus bens.

Teve ainda um envolvimento extraconjugal com a babá de Titus, a Hendrickje Stoffels. Com ela teve uma filha chamada Cornelia.

Em 1663, morre sua companheira e em 1668, seu filho Titus. Um ano depois, Rembrandt falece em Amsterdã, em 4 de outubro de 1669, com 63 anos.

Principais Obras

Rembrandt foi dono de uma vasta obra que reúne mais de 300 pinturas, desenhos e gravuras. Cerca de 100 delas são autorretratos.

O Moinho de Rembrandt

O Moinho

Ronda Noturna de Rembrandt

A Ronda Noturna

Aula de Anatomia de Rembrandt

Aula de Anatomia do Dr. Tulp

Autorretrato com Pinturas e Pincéis de Rembrandt

Autorretrato com pintura e pincéis

Os Síndicos do Grêmio de Amsterdam de Rembrandt

Os Síndicos do Grêmio de Tecidos de Amsterdã

Festa de Belsazar de Rembrandt

Festa de Belsazar

A Descida da Cruz de Rembrandt

A Descida da Cruz

Filósofo em Meditação de Rembrandt

Filósofo em Meditação

São Mateus e o Anjo

São Mateus e o Anjo

O Banho de Betsabé de Rembrandt

O Banho de Betsabé

Titus Vestido de Monge de Rembrandt

Titus Vestido de Monge

O Rico Insensato de Rembrandt

O Rico Insensato

São Paulo de Rembrandt

São Paulo

A Volta do Filho Pródigo de Rembrandt

A Volta do Filho Pródigo

A Tempestade no Mar da Galilelia

A tempestade do Mar da Galileia

Características das Obras

Com riqueza de detalhes, grande expressividade e forte dramaticidade, o estilo singular de Rembrandt foi bem aceito durante sua época.

Com intenso realismo e uma técnica refinada, ele retratou cenas religiosas, cotidianas, e ainda, temas mitológicos e algumas paisagens.

Parte de seu trabalho é notório o uso de cores frias, enquanto em outros, Rembrandt optou por usar cores fortes e vibrantes. Além disso, uma de suas técnicas de pintura estava no intenso jogo de luz e sombras característico do estilo barroco.

Interessante notar que ele utilizava muita tinta em suas obras, criando assim, um efeito de relevo. Nas gravuras, ele utilizou a técnica de água-forte, que consiste na aplicação de ácido nítrico diluído em água sobre numa chapa metálica.

Casa de Rembrandt

A casa onde viveu em Amsterdã entre os anos de 1636 e 1658 foi transformada em Museu em 1911. O local reúne parte das obras de Rembrandt bem como objetos e mobiliário originais utilizado pelo artista.

Casa Rembrandt em Amsterdã

Museu Casa de Rembrandt em Amsterdã, Holanda

Leia também:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.