Arquitetura Barroca

Daniela Diana

A arquitetura barroca está entre as principais formas de manifestação da contrarreforma religiosa católica por meio da arte.

Esta manifestação integra o movimento barroco, que começou em Roma em 1600 e espalhou-se por toda a Europa e América Latina.

Além de sua contribuição para a arte, a arquitetura barroca representou uma verdadeira revolução urbanística.

Basílica de São Pedro
A basílica de São Pedro é uma das mais importantes expressões da arquitetura barroca

A arquitetura barroca integrava o movimento de contrarreforma da Igreja Católica na arte. Entre os objetivos do movimento estava o transporte do observador para a cena demonstrada.

É por isso que a arquitetura barroca é observada principalmente em igrejas, catedrais e monastérios. Isso ocorria para demonstrar a imponência da arte cristã.

Há exemplos também em edifícios particulares, especialmente mansões urbanas ou rurais em uma clara demonstração do pensamento religioso.

Também nesta época há a criação de parques e jardins a circundar prédios residenciais importantes.

Em consequência da disposição desses edifícios, o reordenamento urbano começa a exigir um planeamento ainda não existente.

Para os arquitetos barrocos, os edifícios eram uma espécie de escultura.

Principais Características

  • Extravagância
  • Incomum e irregular
  • Uso do movimento
  • Proximidade do real
  • Aplicação da curva em oposição à ideia estática dos prédios
  • As igrejas do período barroco são marcadas por abóbadas, arcos e contrafortes
  • Tentativa de levar o observador a se imaginar no infinito
  • Efeitos cenográficos teatrais
  • Mistura da pintura e da escultura
  • Manipulação da luz

Arquitetura Barroca no Brasil

A arquitetura barroca mineira é observada principalmente entre os séculos XVII e a primeira metade do século XVIII.

Da mesma forma como ocorreu na Europa, o barroco mineiro também influencia no desenvolvimento do planejamento urbano.

A influência europeia, contudo, ficou neste ponto. O barroco mineiro teve características próprias, sempre obedecendo à religiosidade imposta pelo movimento. Entre as cidades que mais receberam essa influência estão Ouro Preto e Mariana, em Minas Gerais.

Entre os exemplos do barroco mineiro estão a Igreja de Nossa Senhora do Carmo, em São João Del Rei, e a Igreja de São Francisco de Assis, em Ouro Preto.

Detalhe do telhado da Igreja de Nossa Senhora do Carmo
Detalhe do telhado da Igreja de Nossa Senhora do Carmo

Arquitetura Barroca na Itália

Por ser considerada o berço do barroco, a Itália exibe diversos exemplos da imponência da arquitetura do movimento.

Entre os exemplos arquitetônicos mais importantes está a basílica de São Pedro. A obra marca a transição entre o Renascimento e o barroco.

A configuração urbana da basílica foi uma missão dada a Gian Lorenzo Bernini por Carlo Maderna após a morte de Michelangelo.

A fachada da basílica tem 320 pés de largura por 150 pés de altura. Há oito colunas na entrada. Bernini acrescentou uma torre na fachada antes projetada por Maderna e aumentou a altura real da composição.

Bernini também aumentou os efeitos da cúpula projetada por Michelangelo, implantou galerias e um pátio oval que tem a impressão de ser maior do que realmente é.

Cúpula da Basílica de São Pedro
Cúpula da basílica de São Pedro

Leia também:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.