Arte Românica

Laura Aidar

A Arte Românica faz referência a um estilo que surgiu durante a Idade Média, mais precisamente na Alta Idade Média (entre os séculos XI e XIII).

O termo “Românico” está intimamente relacionado com às influências do Império Romano, que dominou durante séculos quase toda a Europa Ocidental.

Características da Arte Românica

O estilo românico destacou-se na arquitetura, pintura e escultura. Embora tenha tido maior relevância na arquitetura das construções religiosas.

Arquitetura Românica

Igreja Notre-Dame la Grande de Poitiers, França
Igreja Notre-Dame la Grande de Poitiers, França

Na arquitetura românica, podemos destacar alguns elementos característicos, como a horizontalidade, ou seja, as edificações não possuíam estruturas muito altas. Diversas igrejas, mosteiros, conventos e catedrais foram construídas nesse estilo.

Havia ainda a utilização das abóbodas, que podiam ser de dois estilos: as de berço e as de arestas.

As abóbodas de berço eram mais simplificadas, baseavam-se em uma estrutura em semicírculo chamada arco pleno. Por conta de algumas desvantagens nesse tipo de construção, como a pouca luminosidade e riscos de desabamento, foi criado um novo estilo, a abóboda de arestas.

Nela, duas abóbodas de berço eram apoiadas sobre pilares, em ângulos retos. Dessa forma, conseguiram criar ambientes melhor iluminados e mais seguros.

Abóbodas de berço e de arestas
À esquerda, estrutura da abóboda de berço. À direita, abóboda de arestas

Podemos sinalizar ainda outras particularidades, como as paredes grossas e um interior pouco adornado. Além disso, as planta das construções românicas tinham formato de cruz e eram construções sólidas feitas em pedra.

Apresentavam ainda poucas janelas e aberturas e tinham geralmente uma porta principal, a de entrada.

Por conta de sua grandiosidade e solidez, foram chamadas de "fortalezas de Deus".

Pintura Românica

Pintura românica no Altar da Igreja Santa Maria de Aviá, em Barcelona
Pintura românica no altar da Igreja de Santa Maria de Aviá em Barcelona, Espanha

Temas bíblicos e religiosos marcam a pintura românica. Geralmente, essas pinturas adornavam as igrejas e catedrais da época.

Era utilizada a técnica do afresco, em que a pintura era feita sobre uma parede úmida. Diversos murais, iluminuras e tapeçarias surgem com temas religiosos. Feitas em cores vivas e fortes, elas preenchiam as paredes dos templos religiosos.

Isso porque na Idade Média, poucos sabiam ler e escrever e, assim, essas pinturas serviam de “alfabetização religiosa” para os mais leigos.

Como características principais da pintura desse período, temos a deformação e o colorismo, a saber:

  • Deformação: para transmitir os sentimentos religiosos, as figuras nem sempre eram produzidas nas proporções certas. Assim, Jesus poderia ser retratado maior do que as outras personagens para trazer a noção de magnitude.
  • Colorismo: aplicação de cores puras, sem meios-tons e preocupação com jogos de luz e sombra.

Escultura Românica

escultura românica
Escultura românica no tímpano da Catedral de São Lázaro em Autun, França

Da mesma forma que na pintura românica, as esculturas românicas eram produzidas para adornar os locais sagrados.

Por isso, a grande temática girava em torno da religiosidade, visto que nesse período o teocentrismo (Deus como centro do mundo) foi uma forte característica.

Eram esculturas antinaturalistas e normalmente representadas por figuras entalhadas nas paredes das igrejas. Alguns relevos também enfeitavam as fachadas.

Na última fase da arte românica é possível encontrar um estilo mais realista nas esculturas.

Arte Românica e Arte Gótica

Durante a Idade Média, dois estilos vigoraram: o estilo românico e o estilo gótico. Posterior ao românico, surge na Baixa Idade Média, o estilo gótico.

Na arquitetura gótica, o estilo esteve marcado pela verticalidade e monumentalidade de suas construções.

Além disso, outra importante característica da arte gótica está relacionada com o uso dos vitrais em suas construções.

Catedral de Milão, na Itália, um exemplo de arquitetura gótica
Catedral de Milão, na Itália, um exemplo de arquitetura gótica

Curiosidades sobre Arte Românica

Muitas construções românicas tinham o intuito de abrigar peregrinos, de modo que foram erigidas nos caminhos de locais sagrados. É por isso que as igrejas desse período ficaram conhecidas como Igrejas de Peregrinação.

Atualmente, é possível encontrar na Europa diversas construções em estilo românico. Em Portugal, há uma rota turístico-cultural chamada Rota do Românico. Ela é composta por 58 monumentos e construções concebidas no estilo românico.

Laura Aidar
Laura Aidar
Licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2007. Formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design de São Paulo (2010).