Arte Medieval

Laura Aidar

A arte medieval é aquela que foi produzida durante o período da Idade Média (século V ao XV).

Está associada à religiosidade, uma vez que nesse período a Igreja tinha grande poder e influência na vida das pessoas.

Assim, o teocentrismo (Deus como centro do mundo) foi a principal característica da cultura medieval.

História da Arte Medieval: Resumo

A Idade Média teve início com a queda do Império romano do Ocidente, em 476. Seu fim foi marcado com a tomada de Constantinopla pelos turcos em 1453.

arte medieval
Pintura religiosa de 1308. Têmpera sobre madeira

Na Idade Média (ou medievo), poucas pessoas sabiam ler. Essa atividade era exclusiva dos membros da Igreja (clero) e dos nobres.

Portanto, a arte religiosa da Idade Média tinha o intuito de aproximar as pessoas da religiosidade e apresentar um caráter didático.

A principal organização político-administrativa desse período estava baseada no sistema feudal. Nessas grandes extensões de terra, a mobilidade social era inexistente.

A sociedade feudal era exclusivamente rural e autossuficiente. A estrutura social era estamental e fixa, dividida em rei, clero, nobreza e povo.

Foi nesse contexto que a arte medieval se desenvolveu em diversos campos, como a arquitetura, pintura, música, escultura e literatura. Dois estilos foram predominantes nesse período: o Estilo Românico e o Estilo Gótico.

Entenda mais sobre esse período nos artigos:

Características da Arte na Idade Média

Como foi dito, a arte medieval se dividiu em dois períodos, sendo que possuía características diferentes em cada um deles.

No entanto, o principal traço em comum se deu no tema das obras, que eram basicamente religiosos.

Confira abaixo as principais particularidades de cada estilo que prevaleceu na Idade Média:

Arte Medieval Românica

Igreja Notre-Dame la Grande de Poitiers, França
Igreja Notre-Dame la Grande de Poitiers, França, é uma igreja construída no estilo românico

A arte românica recebe esse nome uma vez que está associada à cultura romana. O estilo românico foi desenvolvido durante o período denominado de Alta Idade Média (entre os séculos V e IX).

Na arquitetura, temos castelos, igrejas e mosteiros que revelam o estilo mais “pesado” se comparado à arte gótica. Com poucas janelas, nesses locais a entrada de luz era escassa.

Ou seja, na arquitetura românica as paredes das construções eram grossas, os quais revelavam o intuito principal de defesa.

Nesse período prevaleceu as abóbadas e os arcos de volta perfeita. A horizontalidade das construções representou uma importante caraterística desse período. As plantas arquitetônicas eram construídas em forma de cruz e a horizontalidade da construção era evidente.

Na pintura e escultura, os temas estavam essencialmente voltados para a religião. Essas manifestações artísticas eram encontradas nas igrejas e nos castelos e tinham o intuito de adornar, bem como de instruir as pessoas sobre os temas da religiosidade.

Em relação ao estilo gótico, a decoração românica era mais simples.

Arte Medieval Gótica

catedral de Milão
Catedral de Milão, Itália. A construção é um exemplo de arte gótica

A arte gótica é posterior à arte românica, e foi desenvolvida no período denominado Baixa Idade Média (século X ao XV). Diferente da arte românica, a arte gótica revelou maior leveza e abertura.

Ou seja, se compararmos a arquitetura dos dois períodos, notamos que na arte gótica, as construções não possuíam paredes tão grossas. Além disso, as entradas (seja das igrejas ou dos mosteiros) já incluíam mais aberturas, desde janelas e portas.

Devemos lembrar que as janelas da arte românica eram muito estreitas, enquanto na arte gótica as janelas já são maiores e em maior número, permitindo assim, a entrada da luz. Nesse período prevaleceu os arcos de volta-quebrada e as ogivas.

Ainda na arquitetura, a arte gótica utilizou os vitrais para a entrada da luz. A maioria deles com temas religiosos.

Uma das características mais relevantes da arquitetura gótica era verticalidade. Ou seja, as construções eram muito elevadas, as quais revelam a força da religiosidade. Quanto mais alto, mais perto de Deus estavam.

Da mesma maneira que na arte românica, as pinturas e esculturas góticas tinham como principal tema a religião.

vitral medieval
Exemplo de vitral gótico

Os vitrais foram muito comuns nesse período. Eram feitos de vidro e repleto de cores. Geralmente representavam temas religiosos, no entanto, há aqueles em formato arredondados, tal qual as rosáceas e mosaicos.

Para saber mais sobre a arte medieval, confira:

Arte na Idade Média e Arte Renascentista

Catedral de Santa Maria del Fiore em Florença, Itália
Catedral de Santa Maria del Fiore em Florença, Itália

A arte medieval foi essencialmente religiosa, enquanto a arte renascentista já demostra a introdução de novos temas relacionados com o homem. Todavia, a arte renascentista ainda incluía temas religiosos.

Isso ocorreu uma vez que o teocentrismo (deus como centro do mundo) deu lugar ao antropocentrismo (homem como centro do mundo).

A Idade Média foi um longo período da história que prevaleceu durante 10 séculos (século V ao XV).

Já o Renascimento foi um movimento artístico, cultural e filosófico. Teve origem na Itália a partir do século XV, ou seja, quando tem início a Idade Moderna.

Para saber mais sobre a Arte Renascentista, leia:

Quiz de História da Arte

Laura Aidar
Laura Aidar
Arte-educadora, pesquisadora e fotógrafa. Licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2007 e formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design, localizada em São Paulo, em 2010.