Halogênios


Os halogênios, na tabela periódica, correspondem aos elementos do grupo 17 ou da Família VII A.

Quais são os Halogênios?

Os halogênios são formados por 6 elementos:

  • flúor
  • cloro
  • bromo
  • iodo
  • astato
  • ununséptio

Características dos Halogênios

Os halogênios são fortes oxidantes e reagem, principalmente, com os metais alcalinos (Família I A) que apresentam a tendência de doarem um elétron. Também reagem com os metais e os gases nobres (Família VIII A).

Junto aos gases nobres, os halogênios são constituídos por não-metais (ametais).

Todos os elementos deste grupo formam moléculas diatômicas, por exemplo, F2, Cl2, Br2, I2.

Possuem a característica comum, de apresentarem 7 elétrons na camada de valência (última camada eletrônica) a partir da configuração eletrônica (np5).

Por isso, têm a tendência de ganhar um elétron. Por meio da ligação iônica, resultam num ânion monoatômico - íons monovalente negativos (X-1) denominados de íons haleto. O cloreto de sódio (sal de cozinha) Na+Cl- é um exemplo.

Propriedades dos Halogênios

A família 7A é formada por seis elementos, de maneira que, exceto o iodo, são todos considerados tóxicos.

Flúor (F)

O flúor é considerado o elemento mais eletronegativo e reativo da Tabela Periódica. É o halogênio mais abundante da crosta terrestre, de odor acre, número atômico 9, ou seja, 9 prótons e 9 elétrons, e massa atômica 19 u.

É um gás corrosivo, altamente perigoso e tóxico, podendo causar graves queimaduras em contato com a pele.

Em doses pequenas, o flúor fortalece os ossos, sendo muito utilizado na indústria farmacêutica, como tranquilizantes; nos tratamentos dentários e nos tratamentos de água (fluoretação da água).

Cloro (Cl)

O cloro, tal qual o flúor, são encontrados na natureza em sua forma gasosa.

Seu número atômico é 17, ou seja, 17 prótons e 17 elétrons. Sua massa atômica é 35,45 u.

Possui a capacidade de extinguir os micro-organismos (bactérias, fungos) nocivos presentes na água, na medida em que apresentam ação desinfetante.

Dessa forma, são empregados no tratamento da água e esgoto, na limpeza de piscinas e nas atividades industriais (fabricação de papel).

Ademais, são utilizados na alimentação. Por exemplo, o cloreto de sódio (NaCl), popular sal de cozinha. Sua carência pode acarretar problemas na glândula da tireoide.

Note que o íon cloreto (Cl-) é um componente necessário para a formação do ácido clorídrico (HCl), componente essencial do nosso suco gástrico.

Bromo (Br)

O bromo, elemento volátil, instável, altamente reativo e de coloração avermelhada. Possui número atômico 35 (35 prótons e 35 elétrons) e massa atômica igual a 80 u.

Esse elemento, em presença aquosa, é considerado um forte oxidante. É encontrado no estado líquido, e sua toxidade pode causar reações alérgicas aos olhos, tecidos e garganta.

É muito empregado na indústria, na agricultura, na fabricação de medicamentos, corantes, desinfetantes, inseticidas. Também é usado em algumas reações orgânicas, revelações fotográficas, aditivos de gasolina, dentre outros.

Iodo (I)

O iodo é um halogênio de número atômico 53, ou seja, apresenta 53 prótons e 53 elétrons, e massa atômica 126,9 u.

Dentre os elementos que compõem a família VII A, o iodo é o qual apresenta menor reatividade e eletronegatividade.

São encontrados em temperatura ambiente, em sua forma sólida (solido negro e brilhante). Possui ação bactericida, sendo muito empregado na indústria alimentícia e de desinfetantes, medicina nuclear, fotografia (iodeto de potássio), dentre outros.

Além disso, a carência desse elemento para o ser humano, pode gerar uma doença denominada bócio. Por esse motivo, o iodo é acrescentado no cloreto de sódio (sal de cozinha iodado).

Astato (At)

O astato é um elemento raro (encontrado em pequenas quantidades na natureza) e altamente radioativo. Possui número atômico 85 (85 prótons e 85 elétrons) e massa atômica 210 u.

Em temperatura ambiente, são encontrados na forma sólida. Dentre os halogênios, o astato é considerado o elemento mais pesado e o mais oxidante, os quais apresentam cinco estados de oxidação.

Esse elemento raro, é utilizado no desenvolvimento de pesquisas científicas e ainda pouco se sabe de seus reais efeitos.

Curiosidade

Do grego, a palavra halogênio significa “formador de sais”.

Leia também